Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano intensifica fiscalização e lacra bares durante a quarentena

Divulgação/PMSCS Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Administração lacrou cinco estabelecimentos comerciais ontem; bares contrariavam medidas contra coronavírus


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

08/04/2020 | 10:16


A Prefeitura de São Caetano lacrou, na tarde de ontem (7), cinco estabelecimentos comerciais que estavam abertos e contrariando as medidas de quarentena estabelecidades para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Conforme determinação da administração, a quarentena segue até o dia 22 de abril permitindo que apenas serviços essenciais sejam abertos no município, como farmácias e mercados. 

Segundo diretor do Seplag (Controle Fiscal da Atividade Econômica da Secretaria de Planejamento), Ítalo Dal’Mas Júnior, os bares fechados estão localizados nos bairros Nova Gerty, Barcelona, Santa Maria e Centro e foram denunciados por moradores, por intermédio do telefone 0800 7000 156. 

Além de atenderem denúncias, os fiscais do Seplag, contando com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), também estão fazendo rondas pela cidade e identificando estabelecimentos abertos que não tenham permissão de funcionamento.

“Nos primeiros dias após a publicação do decreto nº 11.524, que estabelece o estado de calamidade pública, nós estávamos apenas orientando os comércios abertos irregularmente. Tanto que fechamos apenas sete estabelecimentos comerciais desde o início da quarentena. Agora, no entanto, o desconhecimento do decreto não é justificativa. Todos os que não obedecerem serão lacrados”, adverte Dal´Mas.

 

DECRETO

O decreto nº 11.524 está disponível, na íntegra, no site da Prefeitura pelo link: http://www.saocaetanodosul.sp.gov.br/noticias-scs/decretos-sao-caetano-contra-o-coronavirus.html. O documento ressalta que fica suspenso, por tempo indeterminado, o atendimento presencial ao público o público em estabelecimentos comerciais em funcionamento no município. 

Tem permissão para funcionar apenas os seguintes ramos de comércio: farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás, lojas de venda exclusiva de água mineral, padarias, postos de combustível e lojas de venda exclusiva de produtos saneantes (limpeza).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano intensifica fiscalização e lacra bares durante a quarentena

Administração lacrou cinco estabelecimentos comerciais ontem; bares contrariavam medidas contra coronavírus

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

08/04/2020 | 10:16


A Prefeitura de São Caetano lacrou, na tarde de ontem (7), cinco estabelecimentos comerciais que estavam abertos e contrariando as medidas de quarentena estabelecidades para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Conforme determinação da administração, a quarentena segue até o dia 22 de abril permitindo que apenas serviços essenciais sejam abertos no município, como farmácias e mercados. 

Segundo diretor do Seplag (Controle Fiscal da Atividade Econômica da Secretaria de Planejamento), Ítalo Dal’Mas Júnior, os bares fechados estão localizados nos bairros Nova Gerty, Barcelona, Santa Maria e Centro e foram denunciados por moradores, por intermédio do telefone 0800 7000 156. 

Além de atenderem denúncias, os fiscais do Seplag, contando com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), também estão fazendo rondas pela cidade e identificando estabelecimentos abertos que não tenham permissão de funcionamento.

“Nos primeiros dias após a publicação do decreto nº 11.524, que estabelece o estado de calamidade pública, nós estávamos apenas orientando os comércios abertos irregularmente. Tanto que fechamos apenas sete estabelecimentos comerciais desde o início da quarentena. Agora, no entanto, o desconhecimento do decreto não é justificativa. Todos os que não obedecerem serão lacrados”, adverte Dal´Mas.

 

DECRETO

O decreto nº 11.524 está disponível, na íntegra, no site da Prefeitura pelo link: http://www.saocaetanodosul.sp.gov.br/noticias-scs/decretos-sao-caetano-contra-o-coronavirus.html. O documento ressalta que fica suspenso, por tempo indeterminado, o atendimento presencial ao público o público em estabelecimentos comerciais em funcionamento no município. 

Tem permissão para funcionar apenas os seguintes ramos de comércio: farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás, lojas de venda exclusiva de água mineral, padarias, postos de combustível e lojas de venda exclusiva de produtos saneantes (limpeza).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;