Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Aulas não podem ser retomadas sem prévia autorização do governo, diz Doria

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/04/2020 | 15:07


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que "as aulas não podem ser retomadas sem prévia e expressa autorização do governo de São Paulo". Por causa da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, Doria afirmou que "neste momento a quarentena impede a realização de aulas seja no campo público ou no campo privado em todos os níveis de educação".

A orientação de isolamento foi emitida no dia 21 de março e, no momento de sua decretação, teria validade por 15 dias podendo o prazo ser estendido. "Se alguma escola privada comunicou ou orientou seus alunos professores e colaboradores para voltarem às aulas no dia 6, errou. Ela deve aguardar orientação do governo do Estado", disse o governador durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Nesta sexta-feira (3) o governo do Estado também comunicou que a rede pública de ensino deverá adotar uma ferramenta de educação à distância, cedida pela empresa Google, para 3,5 milhões de alunos para uso durante a crise do novo coronavírus e além.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aulas não podem ser retomadas sem prévia autorização do governo, diz Doria


03/04/2020 | 15:07


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que "as aulas não podem ser retomadas sem prévia e expressa autorização do governo de São Paulo". Por causa da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, Doria afirmou que "neste momento a quarentena impede a realização de aulas seja no campo público ou no campo privado em todos os níveis de educação".

A orientação de isolamento foi emitida no dia 21 de março e, no momento de sua decretação, teria validade por 15 dias podendo o prazo ser estendido. "Se alguma escola privada comunicou ou orientou seus alunos professores e colaboradores para voltarem às aulas no dia 6, errou. Ela deve aguardar orientação do governo do Estado", disse o governador durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Nesta sexta-feira (3) o governo do Estado também comunicou que a rede pública de ensino deverá adotar uma ferramenta de educação à distância, cedida pela empresa Google, para 3,5 milhões de alunos para uso durante a crise do novo coronavírus e além.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;