Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Amber Heard contratou investigador particular para descobrir podres de Johnny Depp



02/04/2020 | 16:10


Amber Heard já acusou Johnny Depp de diversos abusos físicos e verbais e o ator já denunciou a atriz por difamação. Segundo uma nota publicada pelo Daily Mail na última quarta-feira, dia 1º, Amber Heard contratou um detetive profissional para tentar conseguir histórias obscuras envolvendo o ex-marido Johnny Depp, mas o investigador não encontrou nada que pudesse comprometer o ator.

Paul Barresi, ex-ator pornô - que virou estrela de Hollywood - disse que foi contratado pela equipe jurídica de Heard para encontrar pessoas que foram abusadas verbal ou fisicamente por Depp e, assim, testemunhar contra o astro.

Berresi contou, também, que foi contratado para analisar as loucuras e vícios do ator durante a década de 1990, quando era um dos donos da boate Viper Room. Entretanto, Paul não conseguiu achar nenhuma pessoa que tivesse algo negativo para falar de Johnny Depp, mesmo depois de entrevistar mais de 100 pessoas pelos Estados Unidos e Europa:

- Os advogados da Amber entraram em contato comigo e disseram que eu era a pessoa certa para o trabalho. Ela [Amber] estava emocionalmente gasta e atormentada. Era um relacionamento volátil. Eu fui para os Estados Unidos, França, Itália, Reino Unido, e todos os lugares que Depp esteve. Eu não consegui achar uma instância, ou pelo menos uma admitida, em que ele era abusivo com uma mulher. Que ele bateu ou agrediu alguma. Ele é como um anjo. Ninguém disse algo depreciativo. Eu entrevistei diversas pessoas, que conheceram ele há três décadas, e ninguém falou nada ruim. Na realidade, não conseguiram parar de falar sobre sua generosidade e coração sensível.

Um porta-voz de Heard disse que o ex-ator pornô não está envolvido com a equipe jurídica de Amber desde o ano passado e que sua fala é inconsistente com o depoimento de várias testemunhas.

Em resposta ao porta-voz, Paul escreveu um e-mail para o Daily Mail e disse que Jane Galli, chefe do departamento de maquiagem da City Of Lies - filme sobre o assassinato dos rappers Notorious B.I.G. e Tupac - e que já trabalhou com Depp em Inimigos Públicos, não teve nada além de elogios para o ator e acrescentou que ele é um amor. Barresi deu exemplos do que ouviu:

- O diretor de City of Lies, Brad Furman, disse que Johnny sempre foi muito profissional e um ser humano incrível.

Por fim, o investigador falou sobre Amber e afirmou que as frustrações de Heard cresceram:

- Foi aí que as frustrações dela começaram a crescer. Eu não vejo muita diferença entre abuso verbal e físico, os dois machucam muito. Eu queria enfatizar que, ao longo dos anos, com base nas pessoas com quem eu conversei perto de Depp, ele é, sem dúvida, um homem generoso. Nos anos 90, ele cobriu contas médicas e até pagou aluguel para seus amigos. A ironia é que eles parecem ter uma lealdade eterna a ele, mas não estou totalmente convencido que sejam amigos dele.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Amber Heard contratou investigador particular para descobrir podres de Johnny Depp


02/04/2020 | 16:10


Amber Heard já acusou Johnny Depp de diversos abusos físicos e verbais e o ator já denunciou a atriz por difamação. Segundo uma nota publicada pelo Daily Mail na última quarta-feira, dia 1º, Amber Heard contratou um detetive profissional para tentar conseguir histórias obscuras envolvendo o ex-marido Johnny Depp, mas o investigador não encontrou nada que pudesse comprometer o ator.

Paul Barresi, ex-ator pornô - que virou estrela de Hollywood - disse que foi contratado pela equipe jurídica de Heard para encontrar pessoas que foram abusadas verbal ou fisicamente por Depp e, assim, testemunhar contra o astro.

Berresi contou, também, que foi contratado para analisar as loucuras e vícios do ator durante a década de 1990, quando era um dos donos da boate Viper Room. Entretanto, Paul não conseguiu achar nenhuma pessoa que tivesse algo negativo para falar de Johnny Depp, mesmo depois de entrevistar mais de 100 pessoas pelos Estados Unidos e Europa:

- Os advogados da Amber entraram em contato comigo e disseram que eu era a pessoa certa para o trabalho. Ela [Amber] estava emocionalmente gasta e atormentada. Era um relacionamento volátil. Eu fui para os Estados Unidos, França, Itália, Reino Unido, e todos os lugares que Depp esteve. Eu não consegui achar uma instância, ou pelo menos uma admitida, em que ele era abusivo com uma mulher. Que ele bateu ou agrediu alguma. Ele é como um anjo. Ninguém disse algo depreciativo. Eu entrevistei diversas pessoas, que conheceram ele há três décadas, e ninguém falou nada ruim. Na realidade, não conseguiram parar de falar sobre sua generosidade e coração sensível.

Um porta-voz de Heard disse que o ex-ator pornô não está envolvido com a equipe jurídica de Amber desde o ano passado e que sua fala é inconsistente com o depoimento de várias testemunhas.

Em resposta ao porta-voz, Paul escreveu um e-mail para o Daily Mail e disse que Jane Galli, chefe do departamento de maquiagem da City Of Lies - filme sobre o assassinato dos rappers Notorious B.I.G. e Tupac - e que já trabalhou com Depp em Inimigos Públicos, não teve nada além de elogios para o ator e acrescentou que ele é um amor. Barresi deu exemplos do que ouviu:

- O diretor de City of Lies, Brad Furman, disse que Johnny sempre foi muito profissional e um ser humano incrível.

Por fim, o investigador falou sobre Amber e afirmou que as frustrações de Heard cresceram:

- Foi aí que as frustrações dela começaram a crescer. Eu não vejo muita diferença entre abuso verbal e físico, os dois machucam muito. Eu queria enfatizar que, ao longo dos anos, com base nas pessoas com quem eu conversei perto de Depp, ele é, sem dúvida, um homem generoso. Nos anos 90, ele cobriu contas médicas e até pagou aluguel para seus amigos. A ironia é que eles parecem ter uma lealdade eterna a ele, mas não estou totalmente convencido que sejam amigos dele.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;