Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

PT quebra cabeça para realizar prévias


Fabio Martins

20/03/2020 | 00:01


O PT estadual, presidido pelo ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho, quebra a cabeça para dar andamento ao processo de prévias internas em São Paulo. A proliferação do novo coronavírus provocou o cancelamento de datas preestabelecidas, diante da recomendação de evitar aglomerações em meio à pandemia. São quase 250 cidades na lista. Na Capital, a votação estava marcada para ocorrer neste domingo, com seis nomes na disputa, entre eles Jilmar Tatto, Eduardo Suplicy, Alexandre Padilha e Paulo Teixeira. No Grande ABC, a única cidade que decidiu realizar pleito foi São Caetano, mas concretizou o ato no dia 15. Há proposta geral em escolher candidaturas próprias até fim de abril. Para isso, uma das ideias em negociação seria fazer votação em urnas itinerantes. Existe também discussão para votação por meio de delegados, com, no máximo, 100 pessoas. Contudo, existem divergências em relação ao procedimento. 

Prévia do PT

 O ex-vereador João Moraes venceu as prévias internas do PT de São Caetano com 76% dos votos válidos. Com o resultado, Moraes será o candidato petista ao Palácio da Cerâmica. Ele, que ocupou cadeira na Câmara por dois mandatos, disputava o pleito com o ex-metalúrgico Archimedes Lazzeri. O petismo são-caetanense foi o único do Grande ABC a recorrer ao mecanismo de prévias, proposta que consta no estatuto em situação de mais de um nome no páreo. O petista já havia buscado as bênçãos da sigla para entrar em disputa majoritária, mas perdeu a corrida partidária. O cenário ocorreu há 12 anos, quando saiu derrotado para Jayme Tortorello. 

Única vaga

 Presidente do PTB de Mauá e pré-candidato à Prefeitura, o ex-deputado Wagner Rubinelli sustentou, por nota, que a legenda não receberá mais nenhum vereador que esteja exercendo mandato parlamentar na chapa de postulantes a vereador, além de frisar que a agremiação é oposição na cidade. O único parlamentar acertado para participar da chapa será Fernando Rubinelli, filho de Wagner, ex-PDT e ex-líder do governo Atila Jacomussi (PSB). A notícia rechaça aproximação com o parlamentar Cincinato Freire, que, recentemente, também deixou o PDT.

 Desfiliação

 O PTB mauaense, por sua vez, perdeu um representante no Legislativo. Na terça-feira, o vereador Ricardinho da Enfermagem formalizou pedido de desfiliação do partido, pelo qual foi eleito em 2016 ao primeiro mandato. O documento foi protocolado no diretório municipal petebista, requerendo o desligamento “em caráter irrevogável e irretratável”, sob alegação de “motivos de ordem pessoal”. Ricardinho foi eleito na coligação PTB-PT, que elegeu também o parlamentar Marcelo Oliveira.

 Quarentena

 Antes de terminar a sessão da última terça-feira, o vereador de Santo André Edson Sardano (PTB) alegou, após participar da votação dos itens na ordem do dia, que iria se retirar do plenário porque fazia parte do grupo de risco. Enquadrado na classificação, o petebista, 61 anos e próximo de migrar para o PSD – diante do desgaste na atual sigla –, disse que cumpriu com suas obrigações parlamentares e que se sentiria melhor se ficasse em casa, protegendo-se do novo coronavírus com autoisolamento. 

 Vice amadurecido

 Por falar em Edson Sardano, ex-secretário de Segurança da Prefeitura de Santo André, embora ele apareça como opção entre os cogitados para integrar a chapa do prefeito Paulo Serra (PSDB), fica cada vez mais madura a ideia de manutenção da dobrada com o atual detentor do cargo, Luiz Zacarias (PTB). Apesar de insatisfações do grupo governista – principalmente oriundo da Câmara - com ''privilégios'' oferecidos ao filho vereador Lucas Zacarias, o petebista é avaliado como melhor alternativa – por agregar votos ao tucano, bem como criar poucos problemas durante o mandato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PT quebra cabeça para realizar prévias

Fabio Martins

20/03/2020 | 00:01


O PT estadual, presidido pelo ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho, quebra a cabeça para dar andamento ao processo de prévias internas em São Paulo. A proliferação do novo coronavírus provocou o cancelamento de datas preestabelecidas, diante da recomendação de evitar aglomerações em meio à pandemia. São quase 250 cidades na lista. Na Capital, a votação estava marcada para ocorrer neste domingo, com seis nomes na disputa, entre eles Jilmar Tatto, Eduardo Suplicy, Alexandre Padilha e Paulo Teixeira. No Grande ABC, a única cidade que decidiu realizar pleito foi São Caetano, mas concretizou o ato no dia 15. Há proposta geral em escolher candidaturas próprias até fim de abril. Para isso, uma das ideias em negociação seria fazer votação em urnas itinerantes. Existe também discussão para votação por meio de delegados, com, no máximo, 100 pessoas. Contudo, existem divergências em relação ao procedimento. 

Prévia do PT

 O ex-vereador João Moraes venceu as prévias internas do PT de São Caetano com 76% dos votos válidos. Com o resultado, Moraes será o candidato petista ao Palácio da Cerâmica. Ele, que ocupou cadeira na Câmara por dois mandatos, disputava o pleito com o ex-metalúrgico Archimedes Lazzeri. O petismo são-caetanense foi o único do Grande ABC a recorrer ao mecanismo de prévias, proposta que consta no estatuto em situação de mais de um nome no páreo. O petista já havia buscado as bênçãos da sigla para entrar em disputa majoritária, mas perdeu a corrida partidária. O cenário ocorreu há 12 anos, quando saiu derrotado para Jayme Tortorello. 

Única vaga

 Presidente do PTB de Mauá e pré-candidato à Prefeitura, o ex-deputado Wagner Rubinelli sustentou, por nota, que a legenda não receberá mais nenhum vereador que esteja exercendo mandato parlamentar na chapa de postulantes a vereador, além de frisar que a agremiação é oposição na cidade. O único parlamentar acertado para participar da chapa será Fernando Rubinelli, filho de Wagner, ex-PDT e ex-líder do governo Atila Jacomussi (PSB). A notícia rechaça aproximação com o parlamentar Cincinato Freire, que, recentemente, também deixou o PDT.

 Desfiliação

 O PTB mauaense, por sua vez, perdeu um representante no Legislativo. Na terça-feira, o vereador Ricardinho da Enfermagem formalizou pedido de desfiliação do partido, pelo qual foi eleito em 2016 ao primeiro mandato. O documento foi protocolado no diretório municipal petebista, requerendo o desligamento “em caráter irrevogável e irretratável”, sob alegação de “motivos de ordem pessoal”. Ricardinho foi eleito na coligação PTB-PT, que elegeu também o parlamentar Marcelo Oliveira.

 Quarentena

 Antes de terminar a sessão da última terça-feira, o vereador de Santo André Edson Sardano (PTB) alegou, após participar da votação dos itens na ordem do dia, que iria se retirar do plenário porque fazia parte do grupo de risco. Enquadrado na classificação, o petebista, 61 anos e próximo de migrar para o PSD – diante do desgaste na atual sigla –, disse que cumpriu com suas obrigações parlamentares e que se sentiria melhor se ficasse em casa, protegendo-se do novo coronavírus com autoisolamento. 

 Vice amadurecido

 Por falar em Edson Sardano, ex-secretário de Segurança da Prefeitura de Santo André, embora ele apareça como opção entre os cogitados para integrar a chapa do prefeito Paulo Serra (PSDB), fica cada vez mais madura a ideia de manutenção da dobrada com o atual detentor do cargo, Luiz Zacarias (PTB). Apesar de insatisfações do grupo governista – principalmente oriundo da Câmara - com ''privilégios'' oferecidos ao filho vereador Lucas Zacarias, o petebista é avaliado como melhor alternativa – por agregar votos ao tucano, bem como criar poucos problemas durante o mandato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;