Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israel: ONU denuncia empresas que violam direitos humanos

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/02/2020 | 08:30


A ONU divulgou nesta quarta-feira (12) uma lista de 112 empresas acusadas de violar os direitos humanos dos palestinos por manter atividades nos assentamentos israelenses na Cisjordânia, considerados ilegais pelas leis internacionais. Entre as acusadas estão as empresas turísticas Airbnb, Expedia, TripAdvisor, além de Motorolla, General Mills e Alstom. Na lista também há empresas israelenses. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel: ONU denuncia empresas que violam direitos humanos


13/02/2020 | 08:30


A ONU divulgou nesta quarta-feira (12) uma lista de 112 empresas acusadas de violar os direitos humanos dos palestinos por manter atividades nos assentamentos israelenses na Cisjordânia, considerados ilegais pelas leis internacionais. Entre as acusadas estão as empresas turísticas Airbnb, Expedia, TripAdvisor, além de Motorolla, General Mills e Alstom. Na lista também há empresas israelenses. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;