Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Por nocaute, Chris Weidman estreia com derrota em nova categoria do UFC em Boston

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/10/2019 | 10:46


A busca de novos ares para o ex-campeão dos médios (até 84kg) Chris Weidman não poderia ter sido menos promissora. Lutando pela primeira vez como peso meio-pesado (até 93kg), o norte-americano foi nocauteado, na noite desta sexta-feira, pelo compatriota Dominick Reyes, em evento do UFC em Boston.

Por outro lado, foi a sexta vitória seguida de Reyes, o "Devastador", que segue em grande fase na organização, mantendo já uma invencibilidade de 11 lutas profissionais e a quarta colocação no ranking da categoria. Reyes busca uma chance de enfrentar o campeão Jon Jones.

O combate foi encerrado logo no primeiro round, quando o "All American", que vinha de quatro derrotas em cinco lutas na categoria anterior e buscava sua redenção subindo de peso, tentava impor seu famoso "graplling". Weidman foi acertado com um cruzado de esquerda no queixo e até tentou continuar, mas o árbitro Herb Dean decidiu pelo nocaute técnico e pôs fim à luta logo a 1min43s.

No co-evento principal, o mexicano Yair Rodriguez e o americano Jeremy Stephens tiveram um encontro dos mais esperados pela torcida na categoria pena. Os dois lutadores já mantinham um forte clima de rivalidade desde o último duelo, no UFC México, em setembro, quando Rodriguez acertou o dedo no olho do oponente, de forma não intencional, e a luta teve de ser encerrada.

E nesta sexta-feira, em Boston, os dois lutadores fizeram um combate dos mais técnicos e equilibrados, terminando com o triunfo de Rodriguez, também conhecido como "Pantera", na decisão unânime dos jurados.

Também no card principal e igualmente sob decisão do júri, o ex-jogador da NFL Greg Hardy venceu mais uma no UFC. O ex-defensor do Dallas Cowboys foi melhor que o australiano Ben Sosoli e venceu a disputa pelos pesados.

Sem brasileiros na parte mais importante do evento, outros destaques foram Joe Lauzon e Maycee Barber, que nocautearam, respectivamente, Jonathan Pearce e Gillian Robertson. No card preliminar, Charles Rosa - finalizando Manny Bermúdez - e Brendan Allen - batendo Kevin Holland - se saíram bem no evento, enquanto Randy Costa impôs nocaute técnico em Boston Salmon.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por nocaute, Chris Weidman estreia com derrota em nova categoria do UFC em Boston


19/10/2019 | 10:46


A busca de novos ares para o ex-campeão dos médios (até 84kg) Chris Weidman não poderia ter sido menos promissora. Lutando pela primeira vez como peso meio-pesado (até 93kg), o norte-americano foi nocauteado, na noite desta sexta-feira, pelo compatriota Dominick Reyes, em evento do UFC em Boston.

Por outro lado, foi a sexta vitória seguida de Reyes, o "Devastador", que segue em grande fase na organização, mantendo já uma invencibilidade de 11 lutas profissionais e a quarta colocação no ranking da categoria. Reyes busca uma chance de enfrentar o campeão Jon Jones.

O combate foi encerrado logo no primeiro round, quando o "All American", que vinha de quatro derrotas em cinco lutas na categoria anterior e buscava sua redenção subindo de peso, tentava impor seu famoso "graplling". Weidman foi acertado com um cruzado de esquerda no queixo e até tentou continuar, mas o árbitro Herb Dean decidiu pelo nocaute técnico e pôs fim à luta logo a 1min43s.

No co-evento principal, o mexicano Yair Rodriguez e o americano Jeremy Stephens tiveram um encontro dos mais esperados pela torcida na categoria pena. Os dois lutadores já mantinham um forte clima de rivalidade desde o último duelo, no UFC México, em setembro, quando Rodriguez acertou o dedo no olho do oponente, de forma não intencional, e a luta teve de ser encerrada.

E nesta sexta-feira, em Boston, os dois lutadores fizeram um combate dos mais técnicos e equilibrados, terminando com o triunfo de Rodriguez, também conhecido como "Pantera", na decisão unânime dos jurados.

Também no card principal e igualmente sob decisão do júri, o ex-jogador da NFL Greg Hardy venceu mais uma no UFC. O ex-defensor do Dallas Cowboys foi melhor que o australiano Ben Sosoli e venceu a disputa pelos pesados.

Sem brasileiros na parte mais importante do evento, outros destaques foram Joe Lauzon e Maycee Barber, que nocautearam, respectivamente, Jonathan Pearce e Gillian Robertson. No card preliminar, Charles Rosa - finalizando Manny Bermúdez - e Brendan Allen - batendo Kevin Holland - se saíram bem no evento, enquanto Randy Costa impôs nocaute técnico em Boston Salmon.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;