Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Linha 20-Rosa do Metrô é prioridade do governo, garante Baldy

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Secretário dos Transportes Metropolitanos promete que ramal que ligará região à Lapa é o próximo a sair do papel, exceção aos que estão em obras


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/10/2019 | 07:07


O secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, assegurou que a construção da Linha 20-Rosa, que ligaria o Grande ABC à Lapa, Zona Oeste da Capital, “é prioridade” da gestão e prometeu que, exceção aos ramais em construção, ela será a primeira a sair do papel no plano de expansão do Metrô. O titular da pasta participou ontem da reunião da comissão de assuntos metropolitanos na Assembleia Legislativa para tratar sobre diversos projetos de mobilidade. As intervenções em relação à região dominaram boa parte da explanação de Baldy.

Indagado pela líder do PSDB na Assembleia, a deputada estadual Carla Morando, com domicílio eleitoral em São Bernardo, sobre a Linha 20-Rosa, Baldy comentou que a implantação do ramal está em fase de estudos da viabilidade da obra, com mensuração de demanda e custos. Mas ele garantiu que o governador João Doria (PSDB) trata a obra como vital – não há prazo, porém.

“É projeto robusto. Independentemente da nossa permanência à frente da secretaria ou do encerramento do mandato do governador João Doria, o Metrô trabalhará para execução da Linha 20-Rosa. Passaremos a executar projetos básico, funcional e executivo para modelar a execução da obra, seja com recursos do governo do Estado ou da iniciativa privada. Mas uma coisa eu garanto: a próxima nova linha do Metrô é a Linha 20-Rosa”, disse.

A expansão do Metrô passa pelo término da Linha 4-Amarela (trecho Luz-Vila Sônia), da Linha 5-Lilás (trecho Largo Treze-Chácara Klabin) e Linha 15-Prata, via monotrilho (trecho Vila Prudente-Jardim Colonial). Baldy disse aos deputados que a conclusão dessas intervenções é a meta principal do governo atualmente.

A Linha 20-Rosa integrou planejamento do Metrô no início dos anos 2000, a princípio para ligar os bairros de Moema e Lapa. Depois, se debateu a possibilidade de estender o projeto até o bairro de Rudge Ramos, em São Bernardo. Em 2014, porém, o Estado engavetou a proposta, considerada inexequível financeiramente – só a primeira fase demandaria R$ 10 bilhões.

Entretanto, em julho, no anúncio do novo pacote de mobilidade urbana – que envolveu mudança na Linha 18-Bronze do monotrilho e modernização da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) –, Doria considerou desengavetar a Linha 20-Rosa.

“Hoje a Linha 1-Azul e Linha 3-Vermelha transportam 1 milhão de passageiros por dia. A futura Linha 20 precisará ter capacidade de transporte dentro dessas possíveis realizações. É modelo robusto de transporte, eficiente do ponto de vista de capacidade, expressivo transporte de massa. Mas precisa se viabilizar. Precisa ter volume necessário. Não adianta investir para um objeto que não é viável”, declarou Baldy.

Carla enalteceu as declarações de Baldy a respeito da Linha 20. “Tudo está caminhando favoravelmente para que tenhamos essa linha saindo de São Bernardo, perto das divisas de São Caetano e Santo André, indo para a Lapa. Será uma solução de mobilidade muito importante, que irá cruzar diversas linhas, e já, já não está distante do Grande ABC. É projeto robusto.”

Nova Linha 18 ficará pronta em dezembro

Durante audiência na comissão de assuntos metropolitanos da Assembleia Legislativa, o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, estimou que, em dezembro, deve estar pronto projeto de mudança da Linha 18-Bronze, que ligaria a região ao sistema metroviário da Capital por monotrilho e agora será em BRT (sigla em inglês para ônibus de alta velocidade).

A proposta original previa 13 estações, saindo do Centro de São Bernardo, passando por Santo André e São Caetano e desembocando na Estação Tamanduateí, na Linha 2-Verde do Metrô. A alteração para BRT também trocou o número de estações.

Baldy citou três possibilidades de ligação com sistemas sobre trilhos de São Paulo: Tamanduateí, Estação Sacomã (também da Linha 2-Verde) e até Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

“Sobre o projeto do BRT do Grande ABC estão sendo realizados os projetos básico e executivo para entender o tamanho, os investimentos, o volume de desapropriações. Devemos, até o mês de dezembro, junto à EMTU (Empresa Metropolitana dos Transportes Urbanos), à Secretaria dos Transportes Metropolitanos e à pasta de Governo, liberar à iniciativa privada o conhecimento do edital. O governador (João Doria, PSDB) anunciou projeto como novo modal que ligará a região. Seja pela Linha 10 do trem ou Linha 2-Verde do Metrô. Até dezembro devemos ter essa definição”, discorreu Baldy, em resposta ao deputado estadual Coronel Nishikawa (PSL), com domicílio eleitoral em São Bernardo.

A Linha 18-Bronze seria construída via PPP (Parceria Público-Privada), assinada em agosto de 2014 pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). A obra paralisou na fase de obtenção de recursos para desapropriações.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Linha 20-Rosa do Metrô é prioridade do governo, garante Baldy

Secretário dos Transportes Metropolitanos promete que ramal que ligará região à Lapa é o próximo a sair do papel, exceção aos que estão em obras

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/10/2019 | 07:07


O secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, assegurou que a construção da Linha 20-Rosa, que ligaria o Grande ABC à Lapa, Zona Oeste da Capital, “é prioridade” da gestão e prometeu que, exceção aos ramais em construção, ela será a primeira a sair do papel no plano de expansão do Metrô. O titular da pasta participou ontem da reunião da comissão de assuntos metropolitanos na Assembleia Legislativa para tratar sobre diversos projetos de mobilidade. As intervenções em relação à região dominaram boa parte da explanação de Baldy.

Indagado pela líder do PSDB na Assembleia, a deputada estadual Carla Morando, com domicílio eleitoral em São Bernardo, sobre a Linha 20-Rosa, Baldy comentou que a implantação do ramal está em fase de estudos da viabilidade da obra, com mensuração de demanda e custos. Mas ele garantiu que o governador João Doria (PSDB) trata a obra como vital – não há prazo, porém.

“É projeto robusto. Independentemente da nossa permanência à frente da secretaria ou do encerramento do mandato do governador João Doria, o Metrô trabalhará para execução da Linha 20-Rosa. Passaremos a executar projetos básico, funcional e executivo para modelar a execução da obra, seja com recursos do governo do Estado ou da iniciativa privada. Mas uma coisa eu garanto: a próxima nova linha do Metrô é a Linha 20-Rosa”, disse.

A expansão do Metrô passa pelo término da Linha 4-Amarela (trecho Luz-Vila Sônia), da Linha 5-Lilás (trecho Largo Treze-Chácara Klabin) e Linha 15-Prata, via monotrilho (trecho Vila Prudente-Jardim Colonial). Baldy disse aos deputados que a conclusão dessas intervenções é a meta principal do governo atualmente.

A Linha 20-Rosa integrou planejamento do Metrô no início dos anos 2000, a princípio para ligar os bairros de Moema e Lapa. Depois, se debateu a possibilidade de estender o projeto até o bairro de Rudge Ramos, em São Bernardo. Em 2014, porém, o Estado engavetou a proposta, considerada inexequível financeiramente – só a primeira fase demandaria R$ 10 bilhões.

Entretanto, em julho, no anúncio do novo pacote de mobilidade urbana – que envolveu mudança na Linha 18-Bronze do monotrilho e modernização da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) –, Doria considerou desengavetar a Linha 20-Rosa.

“Hoje a Linha 1-Azul e Linha 3-Vermelha transportam 1 milhão de passageiros por dia. A futura Linha 20 precisará ter capacidade de transporte dentro dessas possíveis realizações. É modelo robusto de transporte, eficiente do ponto de vista de capacidade, expressivo transporte de massa. Mas precisa se viabilizar. Precisa ter volume necessário. Não adianta investir para um objeto que não é viável”, declarou Baldy.

Carla enalteceu as declarações de Baldy a respeito da Linha 20. “Tudo está caminhando favoravelmente para que tenhamos essa linha saindo de São Bernardo, perto das divisas de São Caetano e Santo André, indo para a Lapa. Será uma solução de mobilidade muito importante, que irá cruzar diversas linhas, e já, já não está distante do Grande ABC. É projeto robusto.”

Nova Linha 18 ficará pronta em dezembro

Durante audiência na comissão de assuntos metropolitanos da Assembleia Legislativa, o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, estimou que, em dezembro, deve estar pronto projeto de mudança da Linha 18-Bronze, que ligaria a região ao sistema metroviário da Capital por monotrilho e agora será em BRT (sigla em inglês para ônibus de alta velocidade).

A proposta original previa 13 estações, saindo do Centro de São Bernardo, passando por Santo André e São Caetano e desembocando na Estação Tamanduateí, na Linha 2-Verde do Metrô. A alteração para BRT também trocou o número de estações.

Baldy citou três possibilidades de ligação com sistemas sobre trilhos de São Paulo: Tamanduateí, Estação Sacomã (também da Linha 2-Verde) e até Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

“Sobre o projeto do BRT do Grande ABC estão sendo realizados os projetos básico e executivo para entender o tamanho, os investimentos, o volume de desapropriações. Devemos, até o mês de dezembro, junto à EMTU (Empresa Metropolitana dos Transportes Urbanos), à Secretaria dos Transportes Metropolitanos e à pasta de Governo, liberar à iniciativa privada o conhecimento do edital. O governador (João Doria, PSDB) anunciou projeto como novo modal que ligará a região. Seja pela Linha 10 do trem ou Linha 2-Verde do Metrô. Até dezembro devemos ter essa definição”, discorreu Baldy, em resposta ao deputado estadual Coronel Nishikawa (PSL), com domicílio eleitoral em São Bernardo.

A Linha 18-Bronze seria construída via PPP (Parceria Público-Privada), assinada em agosto de 2014 pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). A obra paralisou na fase de obtenção de recursos para desapropriações.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;