Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Bocato leva balanço e suingue ao Sesc Santo André


Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

23/02/2003 | 17:27


Ótima oportunidade para quem gosta de música instrumental: Bocato com entrada franca. O trombonista de São Bernardo se apresenta nesta terça, às 21h, no Sesc Santo André. O show, que acontece no teatro da unidade, é baseado no repertório do Acid Samba, o mais recente CD do artista.

Bocato é um dos principais trombonistas brasileiros e segue na divulgação de seu 11º disco solo. Balanço e suingue marcam as músicas desse trabalho, como Ilha Bela, Maybe Sometimes, Lili‘s Groove, Lausanne e Kikzumba. Quase todas as 11 composições são de autoria do próprio músico – a exceção é Bananeira, de João Donato e Gilberto Gil, que aparece em nova e bela versão.

O disco foi gravado em 2000 na Suíça e saiu pelo selo L177, daquele país. Tempos depois chegou ao Brasil e agora tem seu lançamento oficial na região. O público poderá comprar o CD, no show desta terça, pelo preço de R$ 25.

Para tocar Acid Samba, Bocato sobe ao palco acompanhado de um excelente time. Três deles – Tiago Costa (piano), Marco Costa (bateria) e Giba Pinto (contrabaixo) – trabalham atualmente acompanhando os shows da cantora Maria Rita Mariano, a filha de Elis Regina. Completam o grupo, Biroska (percussão), Djalma (guitarra), Claudio Faria (trompete) e Marcio Negri (saxofone). A participação especial é do trompetista Chiquinho Oliveira, integrante do Sexteto do Jô.

Com a mesma proposta de modernizar o samba misturando metais, groove, teclados e percussão, Bocato prepara o lançamento de mais dois discos sob o título Acid Samba. “O número 2 já está em fase de mixagem e deve estar pronto em abril. E o terceiro, também gravado, será mixado no segundo semestre deste ano”, afirma o músico.

Carreira – Itacyr Bocato começou a estudar música aos 7 anos na banda mirim do Baeta Neves, bairro de São Bernardo, com o maestro Irineu Negri Garcia. Entrou no grupo para tocar exatamente trombone. Dois anos depois pensou em desistir, mas foi incentivado pelo pai a continuar. Aos 14, tocava em bailes.

De 1979 a 1982, integrou o grupo Metalurgia. Nessa época, foi visto tocando por Hermeto Pascoal, que gostou tanto que compôs a música Bocatiando. Logo que iniciou a carreira solo, passou a tocar com grandes artistas, como Elis Regina. Entre seus discos estão Samba de Zamba (1999) e Tributo a Pixinguinha (1997).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;