Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Carpegiani chega para caçar talentos


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

17/04/2007 | 07:00


A falta de recursos e a experiência como sócio-proprietário do RS Futebol Clube fazem com que Paulo César Carpegiani inicie seu trabalho à frente do Corinthians com um objetivo: colher talentos das categorias de base para reforçar o time profissional do Timão. Nesta segunda-feira, o novo treinador foi oficialmente apresentado no Parque São Jorge e afirmou que sua prioridade será renovar o elenco.

“Vou fazer um trabalho paralelo com as categorias de base. Antes de qualquer contratação, vamos primeiro avaliar o que temos”, afirmou. “O futebol é feito de renovação constante e a renovação se faz com a garotada. Corinthians e Flamengo são os maiores reveladores de talentos do futebol brasileiro. Vamos olhar lá embaixo (categoria de base)”.

E experiência com jovens atletas não falta a Carpegiani. Em 2001, ele fundou o RS Futebol Clube, em Alvorada, no Rio Grande do Sul. O time é voltado exclusivamente para a formação de jogadores. O zagueiro Naldo, do Werder Bremen, por exemplo, foi um dos atletas revelados pelo RS e recentemente foi convocado por Dunga para a seleção brasileira.

Carpegiani, no entanto, não pretende levar atletas de seu clube para o Corinthians. “Lá (no RS), somos formadores. Temos quase 400 meninos de 14 e 15 anos e eles não podem ser aproveitados pelo Corinthians. Mas gostaria que futuramente, quando eu não estiver mais aqui, que eles defendessem esse clube tão grande”, afirmou.

O treinador, inclusive, disse que o RS deve ser extinto nos próximos meses. O processo de fechamento do clube já está nas mãos de advogados de Carpegiani e o desligamento do RS foi um dos motivos que o levaram a aceitar o convite para comandar o Corinthians – com passagens por São Paulo e Palmeiras, seu último trabalho como treinador foi em 2004 na seleção do Kuwait.

“Não vejo dificuldades em retornar por causa desse tempo que estive sem treinar. Na verdade, sempre estive no meio do futebol”, disse.

Passado o período de avaliação do elenco alvinegro, Carpegiani vai repassar à diretoria a lista de reforços para o Campeonato Brasileiro, que começa no dia 13 de maio. Mas as expectativas não são animadoras.

O próprio presidente do clube, Alberto Dualib, já afirmou que São Caetano e Bragantino servirão de referência. Ou seja, será adotada a política do bom e barato já que a parceira MSI não está disposta a investir pesado na contratação de jogadores.

“Com relação à parte financeira, é preciso ter um consenso”, pediu Carpegiani. “Vim para trabalhar pelo Corinthians e tudo o que for de fora vou procurar me abster e ter uma retaguarda forte para poder me concentrar no meu trabalho”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;