Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Rodrigo Santoro fala sobre status de símbolo sexual: - Não levo a sério

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


16/07/2019 | 10:10


Que Rodrigo Santoro é um dos maiores galãs do Brasil, ninguém pode negar. Mesmo após escolher alguns papéis em que precisa ficar irreconhecível, como vivendo o Louco em Turma da Mônica - Laços e, antes disso, o rei Xerxes em 300, o ator ainda visto como um símbolo sexual por uma geração. Em entrevista para a edição de julho da revista GQ, Rodrigo falou sobre esse status de sex symbol.

- É mais um título, dentre tantos outros, como o de galã. Também não me incomoda, tomo como algo positivo. Mas realmente não levo a sério. Nem faço escolhas pensando neste tipo de percepção. É um status deste business do entretenimento, me disse uma vez meu agente.

Apesar disso, ele garantiu que não acha o título de galã ou símbolo sexual necessariamente ruim:

- Acho legal, não vou dizer que é ruim. Porém, meu foco não está nisso.

Quando o assunto foram seus personagens, Rodrigo ainda contou que está longe de escolher figuras perfeitas para interpretar:

- Quero encontrar a humanidade dos personagens que faço. Como ator, minha busca é pelas imperfeições. Ou seja, o perfeito para mim é encontrar estas imperfeições. Filosofei muito, brincou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rodrigo Santoro fala sobre status de símbolo sexual: - Não levo a sério


16/07/2019 | 10:10


Que Rodrigo Santoro é um dos maiores galãs do Brasil, ninguém pode negar. Mesmo após escolher alguns papéis em que precisa ficar irreconhecível, como vivendo o Louco em Turma da Mônica - Laços e, antes disso, o rei Xerxes em 300, o ator ainda visto como um símbolo sexual por uma geração. Em entrevista para a edição de julho da revista GQ, Rodrigo falou sobre esse status de sex symbol.

- É mais um título, dentre tantos outros, como o de galã. Também não me incomoda, tomo como algo positivo. Mas realmente não levo a sério. Nem faço escolhas pensando neste tipo de percepção. É um status deste business do entretenimento, me disse uma vez meu agente.

Apesar disso, ele garantiu que não acha o título de galã ou símbolo sexual necessariamente ruim:

- Acho legal, não vou dizer que é ruim. Porém, meu foco não está nisso.

Quando o assunto foram seus personagens, Rodrigo ainda contou que está longe de escolher figuras perfeitas para interpretar:

- Quero encontrar a humanidade dos personagens que faço. Como ator, minha busca é pelas imperfeições. Ou seja, o perfeito para mim é encontrar estas imperfeições. Filosofei muito, brincou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;