Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Padre polonês que trabalhou com João Paulo II era agente comunista


Da AFP

27/04/2005 | 12:04


Konrad Hejmo, padre polonês que trabalhou no Vaticano durante o pontificado do falecido João Paulo II, foi colaborador dos serviços de segurança comunistas da Polônia (SB). A informação dada nesta quarta-feira é de Leon Kieres, chefe do IPN (Instituto da Memória Nacional), que investiga os crimes nazistas e comunistas.

"O IPN possui uma série de documentos nos quais consta que o padre Konrad Stanislaw Hejmo foi, nos anos 80, colaborador secreto dos serviços de segurança comunistas da Polônia", afirmou Kieres. O chefe do IPN ainda afirma que o padre Hejmo, um dominicano de 69 anos, utilizava os pseudônimos "Hejnal" e "Dominik" em seus trabalhos de colaboração com o SB.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;