Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Luteína e zeaxantina


Leo Kahn

30/11/2018 | 07:00


Nutrientes essenciais do tipo carotenoides, obtidos através da ingesta diária de vários vegetais e do ovo, estão presentes em diversos tecidos do organismo, principalmente no interior da retina, sendo que a zeaxantina se localiza na mácula central, enquanto a luteína predomina na retina periférica.

A ‘L’ e ‘Z’ são lipossolúveis e no interior do trato gastrointestinal são incorporadas a lipoproteínas linfáticas, formando micelas. Absorvidas em sua maior parte na mucosa do intestino delgado, são transportadas até o fígado, onde lipoproteínas de baixa densidade e muito baixa (LDL e VLDL) facilitariam sua distribuição aos tecidos, principalmente no cérebro, olhos e pele.

Baixas concentrações plasmáticas desses carotenoides aumentam o risco de desenvolver degeneração macular relacionadas à idade (DMRI).

Com aproximadamente 3 milhões de indivíduos acometidos em nosso País, a DMRI é a principal causa de cegueira de pessoas com mais de 60 anos.

Outros benefícios:
- Propriedades antioxidantes
- Capacidade de diminuir marcadores inflamatórios
- Atuam como molécula antioxidante em eritrócitos (RBC)
- Interagem nas membranas celulares
-Influenciam suas propriedades funcionais e estabilidade estrutural
- Aumentam a comunicação entre as gap junction
- Interagem nas membranas celulares
- Auxiliam o ritmo circadiano
- Atuam no estado de alerta

Saiba mais:
- A luteína e a zeaxantina são pigmentos amarelos.
-Há aumento de ambos no plasma materno durante a gravidez.-
- Estão presentes no cordão umbilical.
- O aumento da necessidade desses carotenoides durante a gestação e amamentação pode esgotar os estoques da mãe.
- Pessoas com dieta rica em ‘L’ e ‘Z’ por três ou mais meses exibem aumento na densidade dos carotenoides retinianos.
- O consumo de 6 mg/dia de luteína diminui 43% o risco de degeneração macular, comparado com aqueles indivíduos que não consumiram esses níveis.
- A luteína é indicada na prevenção de doenças dos olhos em geral, como catarata, glaucoma e DMRI. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Luteína e zeaxantina

Leo Kahn

30/11/2018 | 07:00


Nutrientes essenciais do tipo carotenoides, obtidos através da ingesta diária de vários vegetais e do ovo, estão presentes em diversos tecidos do organismo, principalmente no interior da retina, sendo que a zeaxantina se localiza na mácula central, enquanto a luteína predomina na retina periférica.

A ‘L’ e ‘Z’ são lipossolúveis e no interior do trato gastrointestinal são incorporadas a lipoproteínas linfáticas, formando micelas. Absorvidas em sua maior parte na mucosa do intestino delgado, são transportadas até o fígado, onde lipoproteínas de baixa densidade e muito baixa (LDL e VLDL) facilitariam sua distribuição aos tecidos, principalmente no cérebro, olhos e pele.

Baixas concentrações plasmáticas desses carotenoides aumentam o risco de desenvolver degeneração macular relacionadas à idade (DMRI).

Com aproximadamente 3 milhões de indivíduos acometidos em nosso País, a DMRI é a principal causa de cegueira de pessoas com mais de 60 anos.

Outros benefícios:
- Propriedades antioxidantes
- Capacidade de diminuir marcadores inflamatórios
- Atuam como molécula antioxidante em eritrócitos (RBC)
- Interagem nas membranas celulares
-Influenciam suas propriedades funcionais e estabilidade estrutural
- Aumentam a comunicação entre as gap junction
- Interagem nas membranas celulares
- Auxiliam o ritmo circadiano
- Atuam no estado de alerta

Saiba mais:
- A luteína e a zeaxantina são pigmentos amarelos.
-Há aumento de ambos no plasma materno durante a gravidez.-
- Estão presentes no cordão umbilical.
- O aumento da necessidade desses carotenoides durante a gestação e amamentação pode esgotar os estoques da mãe.
- Pessoas com dieta rica em ‘L’ e ‘Z’ por três ou mais meses exibem aumento na densidade dos carotenoides retinianos.
- O consumo de 6 mg/dia de luteína diminui 43% o risco de degeneração macular, comparado com aqueles indivíduos que não consumiram esses níveis.
- A luteína é indicada na prevenção de doenças dos olhos em geral, como catarata, glaucoma e DMRI. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;