Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Área verde sofre com descaso

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Usuários da Praça Giovanni Breda, em S.Bernardo, cobram manutenção nas pistas de caminhada, corte do mato e conserto dos aparelhos de ginástica


Bianca Barbosa
Especial para o Diário

17/10/2018 | 07:00


 Apesar de ter passado por revitalização em 2015, a Praça Giovanni Breda, no bairro Assunção, em São Bernardo, apresenta diversos problemas estruturais. Frequentadores do local, também conhecido como área verde, reclamam da falta de manutenção, principalmente nas pistas de corrida e caminhada, que estão tomadas pelo barro. Além disso, o cenário concentra mato alto, aparelhos de ginástica vandalizados e pichações.

“Está bem ruim. Quando chove fica ainda pior”, disse o autônomo Genecy Bezerra da Silva, 57 anos, que faz caminhada no local todas as manhãs. A equipe do Diário esteve na praça ontem e verificou os problemas destacados pelos usuários. Além da lama, e do mato alto em alguns pontos, os ralos do local estão entupidos por terra e folhas, o que provavelmente dificulta o escoamento da água das chuvas. Poças de lama nas pistas de corrida também foram observadas.

Segundo o agrônomo aposentado Geraldo Alencar da Silva, 69, frequentador assíduo do local, faltou projeto de impermeabilização por parte do poder público. “(A reforma) Não teve nenhuma visão de meio ambiente, mas para consertar pelo menos o problema da lama não é difícil. Sugiro que façam cisternas”, opinou. O morador revelou que costuma plantar árvores no local, pois considera que o espaço, apesar de ser chamado de área verde, tem pouca vegetação. “Só vejo grama aqui, por isso enche de lama. Precisamos de mais árvores, que aproveitam a água da chuva.”

Para a dona de casa Arlete Vieira, 55, a praça precisa de uma “arrumadinha” para ficar em “perfeito estado”. “Não vejo grandes problemas aqui. É um lugar muito usado diariamente, normal que tenha uma ou outra reclamação”, falou. As únicas ponderações da mulher são por conta das pichações, encontradas em vários locais da praça, inclusive nos aparelhos de ginástica. “Se arrumarem essas duas coisinhas já fico feliz”, disse.

A Prefeitura destacou que o corte de grama é realizado a cada 45 dias e que os serviços de manutenção de aparelho de ginástica são feitos de maneira preventiva. “O conserto ocorre de três a sete dias úteis.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;