Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 16 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem Vanelli, gestão Alaíde sinaliza apoio a Russomanno para federal

Robson Fonseca/Divulgação/PMM Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Deputado esteve em Mauá e se colocou à disposição ‘sem toma lá, dá cá’


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

24/08/2018 | 07:00


Uma semana depois de Vanelli Damo (PRB), filha da prefeita em exercício de Mauá, Alaíde Damo (MDB), desistir de sua candidatura a deputada federal, o governo interino da cidade sinalizou com apoio ao projeto de reeleição do deputado federal Celso Russomanno (PRB).

Ontem, o campeão de votos na eleição de 2014 esteve na cidade, conversou com Alaíde e almoçou com o secretário de Governo, Antônio Carlos de Lima (PRTB). O republicano, que há quatro anos recebeu 1,5 milhão de votos, sendo 19.620 deles em Mauá, se colocou à disposição do governo para ajudar.

Em visita ao Diário logo após a passagem por Mauá, Russomanno descartou que o auxílio à gestão de Alaíde tenha acontecido como contrapartida a um possível apoio mauaense à sua campanha.

“Sou avesso a esse tipo de coisa. Tudo que se faz na vida volta naturalmente a você. Não preciso deste tipo de compromisso. A minha votação, ao longo dos anos, aumenta porque faço as coisas despretensiosamente. Sem toma lá, dá cá”, declarou Russomanno, listando que devolve parte da verba de gabinete e de auxílio-moradia. “As pessoas me procuram para me ajudar. Não tenho cabo eleitoral, prefeito, vereador. Eu, durante quatro anos, trabalho bastante. E, na eleição, visito as pessoas.”

O republicano comentou que a disposição em auxiliar Mauá decorreu do conhecimento do momento delicado das finanças da cidade. “Podemos ajudar com recursos e sugestões, apesar de, neste momento, haver restrições (de repasse) por conta de legislação eleitoral. Mas podemos preparar para depois da eleição. Eu fui ver, in loco, a cidade precisa de ajuda. A cidade foi a oitava economia do Estado, não pode ficar largada deste jeito. A cidade foi pujante, precisa voltar a ser pujante. Não pode ficar abandonada. Estou à disposição”, discorreu o republicano, dizendo ser “amigo da família Damo há 30 anos”.

Vanelli abandonou a candidatura a deputada federal na semana passada alegando que, neste momento, precisa estar ao lado da mãe para governar Mauá. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;