Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Consórcio apresenta plano à UE em outubro

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Projeto de Mobilidade Urbana do Grande ABC terá que ser defendido em fórum, de Bruxelas


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

16/05/2018 | 07:15


A equipe técnica do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC tem pouco menos de cinco meses para apresentar projeto básico de Mobilidade Urbana à União Europeia, na sede da comunidade, em Bruxelas, na Bélgica. A data foi estabelecida para 11 de outubro, onde haverá fórum, espécie de comissão que apreciará a proposta. O projeto visa captação de investimento do bloco internacional, que financiaria o plano por meio de linha de crédito específica. Comitiva da entidade regional, liderada pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), faz visita à cidade de Turim, na Itália, visando conhecer experiências na área.

A ideia principal é seguir modelo tecnológico utilizado na cidade italiana, de integração do sistema de transporte metropolitano, com implementação de ferramenta única de bilhetagem entre os modais nas cidades consorciadas, por exemplo. “Esse calendário foi oficializado para defendermos o financiamento por parte da União Europeia. Agora temos algo concreto. Dentro deste prazo teremos que formatar todo o projeto para captar os recursos, tendo posteriormente as etapas de contratação e implantação”, pontuou o chefe do Executivo andreense, que é vice-presidente do Consórcio.

O primeiro passo, de acordo com Paulo Serra, passa por criar “uma autoridade regional”, concretizando projeto de um Centro de Controle Operacional para supervisionar o sistema. O órgão, segundo o tucano, ficaria responsável por coletar dados e encaminhar aos agentes de controle. “Essa autoridade captaria todas as informações, como uma espécie de GPS, e repassa às autoridades locais. Tudo isso firmado de maneira regional. Hoje essa situação acontece de forma individual, não se comunicam (uma cidade com a outra). O bilhete de São Bernardo não integra com Santo André. O de São Caetano não conversa com Mauá. A ideia é formar tecnologia guarda-chuva para abrigar todas as ferramentas, com o diagnóstico completo”, analisou o prefeito.

Paulo Serra, ao lado da delegação regional, se reuniu ontem com a prefeita de Turim, Chiara Appendino, além de secretárias municipais (de Inovação Tecnológica e Mobilidade). Há estimativa de que o Consórcio possa captar linha de crédito no valor de até 30 milhões de euros, o equivalente a quase R$ 130 milhões. “São diversos critérios, como melhorias das viagens, tráfego, redução do tempo de viagem, menos poluentes, todo um sistema integrado de bilhetagem, mas, principalmente, dar mais conforto para que utiliza o transporte.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;