Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governo brasileiro define participação no 7º Fórum Social Mundial


Do Diário OnLine
Com Agêcia Brasil

05/01/2007 | 17:30


Uma reunião na manhã desta sexta-feira no Palácio do Planalto, em Brasília, discutiu a participação do governo brasileiro na sétima edição do FSM (Fórum Social Mundial). Foi o quarto encontro de representantes governamentais para debater como irão participar do maior encontro mundial da sociedade civil. O governo brasileiro enviou representantes a todas as edições anuais do FSM desde 2003. Este ano, o encontro ocorrerá em Nairóbi, capital do Quênia, no sudeste africano.

A ida do governo ao encontro foi defendida por Magali Naves, assessora internacional da Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial). Ela tem acompanhado as entidades não-governamentais brasileiras, que vão enviar uma delegação de 200 pessoas a Nairobi. Magali Naves também foi ao Quênia, ano passado, convidada como observadora para a reunião do Comitê Organizador do 7º FSM.

“Nossa participação vem desde o Mali”, recorda a assessora, referindo-se à edição do Fórum no ano passado, que ocorreu na Venezuela, Paquistão e Mali, na costa noroeste africana. Na ocasião, a Seppir foi ao FSM na África para fazer contato com entidades do continente.

“A relação entre os países do Sul do planeta é estratégica para a atual gestão do governo federal. Nesse âmbito, a relação África e América Latina é extremamente importante para a política externa brasileira”, explicou Magali Naves. “Somos vistos como um país com experiência na relação entre Estado, sociedade civil e democracia, por isso temos muita coisa a intercambiar nessa área”.

Entre os representantes do governo federal, devem ir a Nairóbi funcionários de diversos ministérios, entre eles da Saúde, da Educação, das Cidades e do Desenvolvimento Social.

','') -->


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;