Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ambiente conturbado derruba Martins do comando no Azulão

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Técnico não resiste a grupo rachado, pedido de rescisão de Jô e derrotas nas cinco primeiras rodadas


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

06/02/2018 | 07:00


Fim da linha para Luís Carlos Martins no comando do São Caetano. Uma semana depois de o presidente Nairo Ferreira de Souza garantir a permanência do treinador, reunião ontem selou o fim da parceria, que durou 167 jogos – recorde na história do clube –, três anos e quatro meses. A gota d’água foi a derrota por 2 a 0 para o Mirassol, domingo, em casa, a quarta em cinco rodadas do Paulistão.

A diretoria do Azulão pretende anunciar o substituto nas próximas horas, mas, a princípio, Dino Camargo, gerente de futebol, deve comandar o time amanhã, contra o Criciúma, no Anacleto Campanella, pela primeira fase da Copa do Brasil.

O clima no São Caetano não é bom. Prova disso foi o pedido de rescisão de contrato repentino do atacante Jô Fernandes. O atacante de 26 anos, ídolo da torcida, foi titular em duas partidas do Paulista, contra Linense e Novorizontino, e, segundo apuração do Diário, na quinta-feira abandonou o treino – o motivo não foi revelado. Na sequência seu empresário pediu a liberação do vínculo, que venceria em setembro de 2019.

Jô, que foi o artilheiro da Série D de 2015 pelo Azulão, com 12 gols, vinha sofrendo com lesões que o tiraram de combate em 2017. A saída acontece justamente quando ele parecia recuperar espaço no clube.

Além de Jô, internamente Luís Carlos Martins não estava conseguindo controlar o vestiário, principalmente após as contratações recentes da diretoria. A situação ficou insustentável quando o treinador resolveu manter entre os titulares boa parte dos atletas que subiram o clube na Série A-2 do Paulista de 2017 e que foi mantido para a Copa Paulista. A atitude teria rachado o elenco.

Oficialmente, Nairo disse que partiu do técnico o pedido para deixar o time. “O Luís Carlos Martins procurou a diretoria dizendo que existia desgaste grande por estar há muito tempo no clube. Ele achou por bem fazer o acordo e se desligar do São Caetano. Respeitamos sua decisão e a aceitamos”, afirmou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;