Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Brinquedoteca é
remédio para crianças


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

02/01/2011 | 07:08


Jogos de montar, carrinhos, caminhões, fantasias de princesa e Homem-Aranha, panelinhas, minitábua e ferro de passar, bonecas, girafa de plástico, joão-bobo, telefone que toca de verdade, puffs coloridos, computador infantil e uma régua para medir a altura. Em uma das paredes há uma televisão que exibe O segredo dos Animais, mas o filme é ignorado diante dos atrativos que dão a sensação de se estar dentro de uma caixa de lápis de cor. Quem pensaria que, na verdade, estamos no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido, em São Caetano?

Pois a sala está ali, no quinto andar do prédio, e seu nome é brinquedoteca. Foi inaugurada no último dia 20 e se tornou o espaço preferido da criançada que precisa ficar internada na unidade hospitalar.

A pequena Larissa Pires Lopes, 3 anos, estava com meningite bacteriana, e não queria mais sair de lá. O que ela queria mesmo era brincar com um conjunto de montar ao lado do pai, o empresário Paulo Lopes, 34. "Antes de morar em São Caetano, pagava convênio, mas agora não preciso. O atendimento é ótimo e esse espaço está ajudando na recuperação da minha filha", disse.

BENEFÍCIOS
A assessora especial de coordenação da ação social de São Caetano, Regina Maura Zetone, destacou a importância da brinquedoteca no tratamento das crianças. "Há melhora no humor e na autoestima e eles sentem menos medo do hospital", explicou. Regina lembrou que os brinquedos são de fácil higienização, a fim de evitar a proliferação de doenças.

Segundo a coordenadora da pediatria do Márcia Braido, Ester Hono, com uma semana de funcionamento do espaço foi possível notar diminuição no tempo de internação dos pequenos. "Ainda não quantificamos a redução, pois depende de cada caso, mas de uma forma geral o benefício é evidente", destacou.

Os brinquedos foram doados pela Universidade São Camilo, que também reformou o andar da brinquedoteca.

DISTRAÇÃO
As lágrimas nos olhinhos de Kauã José Velozo de Souza, 3, secaram no momento em que ele entrou no espaço e sentou diante do computador infantil. Apertava as teclas com interesse e ouvia os sons que saiam do brinquedo com um rostinho risonho.

"Ele estava louco para ir embora e não parava de chorar. Agora está mais tranquilo, o que me deixa aliviada", garantiu a mãe, a auxiliar de controle de qualidade Elisangela de Souza.

Enquanto Kauã se divertia no computador, Clara Cristina Rodrigues de Oliveira, 3, preparava feijão numa minipanela de pressão cor-de-rosa.

­-  "Você quer comer, tia?"

O motorista Altair de Oliveira, 35, pai de Clara, explicou que a menina chegou ao hospital com princípio de pneumonia. "Agora ela está muito melhor e passa o dia todo brincando se a gente deixar. É ótimo porque ela não pensa na dor ."

Brinquedos ajudam a humanizar tratamento dos pequenos

São Bernardo é a cidade do Grande ABC com o maior número de brinquedotecas no sistema de saúde pública: sete, no total, sendo que quatro estão nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Vila São Pedro, Demarchi/Batistini, União/Alvarenga e Riacho Grande. As cinco UPAs que serão construídas até 2012 também terão o espaço.

A UBS (Unidade Básica de Saúde) Santa Cruz também possui brinquedoteca, além do Caps I (Centro de Atenção Psicossocial Infantil), inaugurado em agosto.

Segundo o secretário de Saúde de São Bernardo, Arthur Chioro, a brinquedoteca ajuda a humanizar o atendimento. "Trata-se de um espaço de aproximação entre os profissionais e as crianças, possibilitando estímulo ao desenvolvimento", destacou.

Em Santo André, o CHMSA (Centro Hospitalar Municipal de Santo André) possui um espaço destinado à brincadeira. Segundo o secretário de Saúde Arnaldo Augusto Pereira, as atividades lúdicas são utilizadas com objetivo terapêutico. "Brincar é necessidade básica da criança", garantiu.

Ribeirão Pires informou que não há brinquedoteca nos hospitais públicos. Diadema, Mauá e Rio Grande da Serra não responderam.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;