Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB não tem medo de prévia, diz Dib


Beto Silva
do Diário do Grande ABC

27/08/2011 | 07:11


O deputado federal e coordenador regional do PSDB, William Dib, disse ontem que o partido não tem medo de prévias. O parlamentar reuniu-se com cinco dos sete presidentes municipais da legenda no Grande ABC - as exceções foram Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Ao fim dos encontros individuais, Dib reconheceu que em algumas cidades a sigla pode escolher o candidato ao Paço por eleição interna.

"Isso não é problema. Pode ser, inclusive, encarado de forma positiva, pois temos várias lideranças em cada município. Prévia é ruim se o partido sair rachado. Se sair unido é benéfico. Pela primeira vez o PSDB encara essa possibilidade de maneira aberta, transparente, o que mostra amadurecimento", analisou o coordenador tucano.

Agora, será elaborado relatório sobre a situação de cada cidade, para conhecimento da executiva estadual. "Mensalmente faremos esse exercício."

Dib preferiu não comentar o cenário de cada município, mas afirmou que o PSDB estará em chapa majoritária em seis das sete cidades. Menos em São Caetano - a exemplo de 2008 -, onde o partido estará alinhado com o indicado do prefeito José Auricchio Júnior (PTB).

Apesar de reconhecer a possibilidade de prévias, Dib trabalhará para que a legenda chegue em junho do ano que vem, nas convenções, com postulantes definidos por consenso. As dificuldades apresentadas até o momento são em São Bernardo e Diadema.

Na primeira, reduto do parlamentar, as alternativas são o deputado estadual Orlando Morando, o vereador Admir Ferro e o próprio Dib. O presidente da Câmara, Hiroyuki Minami, corre por fora e teria apoio de Morando. Mesmo com vários nomes cogitados, Ferro é o favorito.

Em Diadema, o ex-deputado estadual José Augusto da Silva Ramos desponta para encabeçar a chapa tucana. Mas o vereador Lauro Michels também está no páreo, entretanto, tem encontrado obstáculos para se viabilizar.

Em Santo André, o vereador Paulinho Serra é unanimidade. Somente uma interferência do diretório estadual do PSDB pode tirá-lo da disputa. Em Mauá, o vereador Edmar da Reciclagem também caminha tranquilo para a candidatura ao Paço. O tucanato de Ribeirão Pires deve vir com Cezar de Carvalho. O secretário de Obras, Gabriel Maranhão, é o escolhido do prefeito Adler Kiko Teixeira para sucedê-lo em Rio Grande da Serra.

Em São Caetano, a executiva municipal comandada por Silvio Minciotti trabalha para reestruturar a agremiação, esfacelada nos últimos anos. Em 2011, 1.300 pessoas assinaram a filiação à sigla, que promete montar forte chapa de vereadores.

MISSÃO

Além de "ouvir muito", como gosta de dizer, e buscar a harmonia para que o PSDB saia do pleito de 2012 fortalecido, William Dib tem outra missão para a eleição do ano que vem, como coordenador regional: fazer com que as votações obtidas pelos políticos tucanos no Grande ABC para os cargos de senador, governador e presidente sejam transferidas para as candidaturas de vereador e prefeito.

"Temos de reverter esse quadro e juntos vamos desenvolver um amplo e significativo trabalho nesse sentido", afirmou Dib, que após as reuniões com correligionários visitou o deputado estadual Alex Manente, pré-candidato ao Paço de São Bernardo pelo PPS e potencial aliado tucano em 2012.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;