Memória

1998 Às urnas, com qualidade




Domingo, 4 de outubro de 1998: 106 milhões de brasileiros estavam aptos a participar de uma eleição inédita. Pela primeira vez, nos 109 anos da República, a Constituição permitia a reeleição do presidente da República e governadores.

Também pela primeira vez a maioria do eleitorado (56%) escolheria seus governantes no teclado da urna eletrônica. Seria a mais informatizada eleição até então realizada

751 – Em todo o País eram 14.415 candidatos: 12 a presidente da República, 151 a governador, 167 a senador, 3.417 a deputado federal e 10.668 a estadual ou distrital.

752 – Em disputa estavam 1.627 cargos: o de presidente, 27 de senadores, 27 de governadores, 513 de deputados federais e 1.059 de estaduais.

753 – Em São Paulo eram 11 candidatos ao Senado, dez ao governo do Estado, 780 a deputado federal, 1.475 a deputado estadual. Seriam eleitos 70 federais e 94 estaduais.

754 – O número de eleitores nas sete cidades do Grande ABC aumentara em 1,27% em comparação com as eleições gerais realizadas em 1996: 1.520.623, 19.179 a mais em dois anos.

755 – No Grande ABC, apenas Rio Grande da Serra iria votar manualmente. Urnas eletrônicas eram destinadas tão somente para os municípios com mais de 40,5 mil eleitores; oficialmente, a população de Rio Grande era de 25.609.

756 – Os eleitores votariam com duas cédulas distintas: 1ª – eleições majoritárias (presidente e governador); 2ª – eleições proporcionais (senador e deputados).

757 – O Grande ABC indicava 34 candidatos a deputados federais com base na região; e 52 estaduais. A campanha Vote com Qualidade no Grande ABC esbanjava otimismo. O Fórum da Cidadania previa uma bancada da região com 21 deputados (oito federais e 13 à Alesp).

“Vamos reduzir o número de votos nulos e brancos”, declarava Filipe dos Anjos Marques, do Fórum da Cidadania, em entrevista ao Diário publicada no dia do pleito.

758 – As pesquisas eleitorais davam a reeleição do presidente Fernando Henrique Cardoso como favas contadas; ao Senado, Eduardo Suplicy aparecia em primeiro, seguido pelo Oscar do vôlei em segundo e João Leite em terceiro.

759 – A disputa mais equilibrada era a do governo do Estado, conforme a manchete do Diário no dia da eleição: “Rossi, Covas e Marta na briga pelo segundo turno hoje”.

Paulo Maluf liderava as pesquisas, tinha tudo para ir ao segundo turno. Com quem? Francisco Rossi aparecia com 19% da preferência, Mario Covas (candidato à reeleição), 18%; Marta Suplicy, 14%.

760 – Enquanto FHC estava perto da primeira reeleição do país, Lula, candidato do PT, caminhava pelas ruas centrais de Santo André e descartava ser derrotado.

Lembrando: em 1994, FHC recebeu 44,1% dos votos válidos; Lula, 22%.

Diário há meio século

Domingo, 25 de julho de 1971 – ano 13, edição 1596

Rádio – Programa Serafim Vicente, pela Rádio Diário do Grande ABC AM, entrevista o padre Walter Saedl. O religioso discorre sobre a igreja do Jardim Bom Pastor, em Santo André, verdadeira obra de arte da arquitetura contemporânea.

Em 25 de julho de...

1921 – Tramita na Câmara Federal projeto do deputado Cincinato Braga que prevê a construção de uma estrada de ferro interligando Santos a Assumpção, no Paraguaí.

“(Será) O braço de ferro que nos unirá para sempre”, segundo telegrama enviado ao deputado pela Mocidade Paraguaia.


Hoje

Dia do Motorista

Dia do Taxista

Dia do Escritor. Data instituída em 1960 pela União Brasileira de Escritores.

Santos do Dia

Tiago de Zebedeu. Ou Giacomo Il Maggiore. 

Valentina. Mártir.

CRISTÓVÃO. Um dos santos mais antigos e populares da Igreja, tanto do Oriente como do Ocidente

Municípios Brasileiros

Hoje é o aniversário de Águas de São Pedro, no Estado de São Paulo. Elevado a município em 1949, quando se separa de São Pedro.

No dia de São Cristóvão, aniversariam outras 35 cidades brasileiras, entre as quais: Abelardo Luz (Santa Catarina), Adrianópolis (Paraná), Davinópolis (Maranhão), Goiás (Goiás), Pimenteiras (Piauí) e São Leopoldo (Rio Grande

do Sul).

Comentários


Veja Também



Voltar