Memória

O urbano se aproximava da região


Há 100 anos São Paulo expandia-se em todas as direções. Antigas chácaras viravam loteamentos residenciais. Espaços outrora vazios, cobertos de florestas, davam lugar a homens e carrocinhas abrindo ruas e quadras. A paisagem se transformava.
Walter Carreiro, no livro Diadema, em Cada Esquina uma História (PMD, 2011), informa que a Empresa Urbanística Vila Conceição começou a venda dos primeiros lotes em setembro de 1925.
Ralph Giesbrecht, em seu blog, relata que o Bosque da Saúde foi iniciado em 1923 e, em novembro de 1925, foi inaugurada a linha de bonde a servir o novo bairro.
Até então, o atual município de Diadema e o Bosque da Saúde eram cobertos por matas particulares. O Bosque da Saúde – bem o demonstram muitas fotos da época – servia como área de piqueniques.

E VEIO O METRÔ
Quem poderia imaginar, há um século, que o Bosque da Saúde do bondinho de 1925 seria cortado pela primeira linha do Metrô paulistano, inaugurada em 1974 com o nome de Norte-Sul, hoje Linha 1-Azul, formada por outros nomes que remetem aos tempos rurais, como a Estação Praça da Árvore, que já teve estação de bonde?
Saúde, Santa Cruz, Praça da Árvore, São Judas, Conceição, em direção a Diadema, são hoje alguns dos bairros que formam um corredor a interligar as zonas Sul e Leste de São Paulo, via Grande ABC. Interligando esses bairros, o sistema trólebus é a continuidade do Metrô – Metrô cujas obras, iniciadas na década de 1960, prosseguem, lentamente, aproximando-se – e só se aproximando – da região, mesmo com as campanhas encabeçadas pelo Diário do Grande ABC.
Antigas jardineiras (ônibus primitivos) interligavam esses bairros. Até os anos 1970, começo da década, era a Viação Diadema que fazia o transporte de passageiros entre São Bernardo e São Paulo. Não havia linhas diretas, por exemplo, entre Diadema e Santo André.

O VERDE QUE SOBROU
Projeta-se e se constrói o Corredor ABD – de Santo André, São Bernardo e Diadema – para facilitar essas ligações, embicando para Rudge Ramos. E a iniciativa privada sempre se antecipou aos projetos públicos, como se observa neste anúncio do Bosque da Saúde que Memória publica.
No anúncio, os empreendedores falavam numa área total de 1 milhão de metros quadrados, com um espaço de mata calculada em 440.800 m², ou 18 alqueires.
Muito se desmatou. Salvaram-se três grandes áreas verdes: Jardim Botânico, Jardim Zoológico e Parque Estadual. As três vizinhas a Diadema. A Rodovia dos Imigrantes, tirando fina, não conseguiu afetá-las. Mas não impediu que novos loteamentos fossem abertos.

Diário há meio século
Sábado, 20 de fevereiro de 1971 – ano 13, edição 1466
Manchete – Absolvição de Guiot tranquiliza Paris
Paris (AFP e Serviço Local) – A crise universitária francesa terminou ontem (20 de fevereiro de 1971) com o veredicto do Tribunal de Apelação que considerou inocente o estudante Gilles Guiot, condenado em primeiro julgamento a 90 dias de prisão por agredir um guarda durante manifestações estudantis contra a intervenção norte-americana no Laos.
Santo André – Mobral (Movimento Brasileiro de Alfabetização de Adultos) convoca os candidatos a monitores que foram aprovados.
Economia – Banco América do Sul inaugura agência na Rua Coronel Fernando Prestes, em Santo André. Na gerência, Akihito Tako.
Futebol – O Corinthians vence o Inter, de Porto Alegre, por 1 a 0, ontem, em Belo Horizonte, e sagra-se campeão invicto do ‘Torneio do Povo’.

Santos do Dia
- Jacinta de Jesus Marto e Francisco. Dois dos pastorinhos de Portugal que testemunharam a aparição de Fátima.
- Ulrico.
- Eleutério.
- Leão de Catânia.
- Euquério. Bispo francês. Faleceu em 20 de fevereiro do ano 738.

O crime que parou o País
Texto: Milton Parron
Quem nunca assistiu a um julgamento no Tribunal do Júri vai acompanhar no programa Memória deste fim de semana um dos que mais repercutiram no Brasil até hoje quando se sentou no banco dos réus um dos artistas mais populares de sua época, anos 1980, Lindomar Castilho, que, tomado por violenta emoção, matou sua mulher, Eliane de Gramont, da qual estava separado já havia algum tempo.
O crime foi na noite de 30 de março de 1981 e o julgamento do cantor começou no dia 23 de agosto de 1984.
EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Sete Jurados e um Cantor. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 22h, ou após o futebol, com reprise amanhã às 7h e durante madrugadas da semana.

Em 20 de fevereiro de...
1916 – Padre Luiz Capra, vigário de Santo André, anuncia a realização de grande festa em 3 de março, comemorativa ao quarto aniversário de instalação da Paróquia de Santo André.
- Pelo trem das 13h, parte para Santo André o primeiro e o segundo times do Rachou Team, de São Paulo, para dois amistosos de futebol contra equipe local.
1921 – Realizam-se eleições federais para a renovação da Câmara e um terço do Senado.
- Berlim, 19 (UP) – O vapor brasileiro ‘Poconé’, levando a bordo 900 imigrantes alemães, destinado ao Brasil, zarpará de Hamburgo ainda hoje (19 de fevereiro de 1921).
- O presidente do Estado, Washington Luís, realiza nova inspeção ao Caminho do Mar, cruzando a Vila de São Bernardo.
1956 – Câmara Municipal de Santo André discutia a necessidade de construção de novo prédio para abrigar o Ginásio Américo Brasiliense.
O ‘Américo’ ocupava prédio construído no fim do século XIX. A Prefeitura o desapropriou adaptando-o como o primeiro ginásio público da região.
Em pouco tempo, os problemas apareceram. Muitas goteiras. Tudo apertado. Pensou-se até mesmo em interditar o prédio, que abrigava 1.000 alunos nos vários períodos.
Enquanto isso, a Prefeitura desapropriava uma área próxima para a construção de um prédio nos moldes do existente no bairro da Penha, em São Paulo. E, de fato, o novo e majestoso edifício foi ali construído, inaugurado em 1962 pelo então governador Carvalho Pinto. 

Comentários


Veja Também


Voltar