Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Brasil se rende ao fenômeno Harry Potter


Patrícia Vilani
Da Redaçao

16/09/2000 | 14:58


O sucesso mundial da série Harry Potter, escrito pela inglesa Joanne Kathleen Rowling, já colhe seus frutos no Brasil. Há semanas no topo das vendas de livros de ficçao, Harry Potter e a Câmara Secreta (Rocco, 287 págs., R$ 16), a segunda obra da coleçao, torna-se uma grata surpresa em meio à era da Internet, que atinge principalmente as crianças.

Como despertar o interesse dos pré-adolescentes tendo como concorrente a interatividade dos websites, e-mails e ICQs? J.K. Rowling optou pelo caminho mais interessante - resgatou o conto de fadas, a magia de ser criança, com uma linguagem interessantíssima, que agrada inclusive aos pais que lêem as histórias para os filhos.

A revista norte-americana Time, por exemplo, publicou uma reportagem de capa sobre o livro, com o subtítulo: "Herói dos best-sellers nao é escrito apenas para crianças. É um livro para despertar a imaginaçao".

No Brasil, a boa aceitaçao do livro deve-se também à traduçao de Lia Wyler. Os wizards e muggles (dotados ou nao de poderes especiais) da história original ganharam as ótimas versoes bruxos e trouxas. Harry Potter e a Câmara Secreta dá continuidade ao primeiro livro da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal, que conta a história do menino bruxo Harry Potter, abandonado na porta de uma família de trouxas. Sua origem faz lembrar O Patinho Feio, e sua trajetória está ligada a outros tantos clássicos. Sao referências, e nao cópias baratas, o que torna a história absolutamente deliciosa.

Em A Câmara Secreta, Harry Potter volta para a casa dos tios após uma temporada na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, mas sofre com a falta de compreensao dos membros da família Dursley, que sao mesquinhos e nao entendem sua missao como feiticeiro.

Depois de ser trancado no quarto, com pouca comida, Harry decide fugir. Antes disso, no entanto, um elfo doméstico (espécie de diabrete criado para ajudar nas tarefas do lar) entra pela porta avisando que ele nao poderia voltar a estudar, senao ocorreria uma catástrofe.

Com a ajuda de um grupo de ex-colegas de Hogwarts, ele consegue fugir, mas fica assustado com a mensagem.

De volta às aulas, após as férias forçadas, Harry percebe que coisas estranhas realmente estao acontecendo. Surgem novos tormentos, como agüentar o arrogante professor de Artes das Trevas, Gilderoy de Lockhart, driblar o assédio de um colega que diz ser seu fa, desviar a atençao da apaixonada Gina Weasley e suportar as lamúrias da Murta Que Geme, um espírito que habita o banheiro das meninas.

Todos estes empecilhos, no entanto, representam pouco diante do mistério da petrificaçao de alguns alunos. Harry tenta descobrir quem é o verdadeiro culpado e, ao lado de sujeitos perversos passa a ser um dos suspeitos.

Para uma trama tao inocente, é quase inacreditável que a série tenha atingido números tao estrondosos. Dos quatro livros, incluindo Harry Potter and The Prisoner of Azkaban e Harry Potter and The G oblet of Fire, ambos sem traduçao para o português, foram vendidos 50 milhoes de exemplares em todo o mundo. J.K. Rowling, graças a seu personagem, já é a primeira escritora a ganhar US$ 1 bilhao em menos de dez anos. Hoje, é a terceira mulher mais rica da Inglaterra, à frente das Spice Girls.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil se rende ao fenômeno Harry Potter

Patrícia Vilani
Da Redaçao

16/09/2000 | 14:58


O sucesso mundial da série Harry Potter, escrito pela inglesa Joanne Kathleen Rowling, já colhe seus frutos no Brasil. Há semanas no topo das vendas de livros de ficçao, Harry Potter e a Câmara Secreta (Rocco, 287 págs., R$ 16), a segunda obra da coleçao, torna-se uma grata surpresa em meio à era da Internet, que atinge principalmente as crianças.

Como despertar o interesse dos pré-adolescentes tendo como concorrente a interatividade dos websites, e-mails e ICQs? J.K. Rowling optou pelo caminho mais interessante - resgatou o conto de fadas, a magia de ser criança, com uma linguagem interessantíssima, que agrada inclusive aos pais que lêem as histórias para os filhos.

A revista norte-americana Time, por exemplo, publicou uma reportagem de capa sobre o livro, com o subtítulo: "Herói dos best-sellers nao é escrito apenas para crianças. É um livro para despertar a imaginaçao".

No Brasil, a boa aceitaçao do livro deve-se também à traduçao de Lia Wyler. Os wizards e muggles (dotados ou nao de poderes especiais) da história original ganharam as ótimas versoes bruxos e trouxas. Harry Potter e a Câmara Secreta dá continuidade ao primeiro livro da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal, que conta a história do menino bruxo Harry Potter, abandonado na porta de uma família de trouxas. Sua origem faz lembrar O Patinho Feio, e sua trajetória está ligada a outros tantos clássicos. Sao referências, e nao cópias baratas, o que torna a história absolutamente deliciosa.

Em A Câmara Secreta, Harry Potter volta para a casa dos tios após uma temporada na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, mas sofre com a falta de compreensao dos membros da família Dursley, que sao mesquinhos e nao entendem sua missao como feiticeiro.

Depois de ser trancado no quarto, com pouca comida, Harry decide fugir. Antes disso, no entanto, um elfo doméstico (espécie de diabrete criado para ajudar nas tarefas do lar) entra pela porta avisando que ele nao poderia voltar a estudar, senao ocorreria uma catástrofe.

Com a ajuda de um grupo de ex-colegas de Hogwarts, ele consegue fugir, mas fica assustado com a mensagem.

De volta às aulas, após as férias forçadas, Harry percebe que coisas estranhas realmente estao acontecendo. Surgem novos tormentos, como agüentar o arrogante professor de Artes das Trevas, Gilderoy de Lockhart, driblar o assédio de um colega que diz ser seu fa, desviar a atençao da apaixonada Gina Weasley e suportar as lamúrias da Murta Que Geme, um espírito que habita o banheiro das meninas.

Todos estes empecilhos, no entanto, representam pouco diante do mistério da petrificaçao de alguns alunos. Harry tenta descobrir quem é o verdadeiro culpado e, ao lado de sujeitos perversos passa a ser um dos suspeitos.

Para uma trama tao inocente, é quase inacreditável que a série tenha atingido números tao estrondosos. Dos quatro livros, incluindo Harry Potter and The Prisoner of Azkaban e Harry Potter and The G oblet of Fire, ambos sem traduçao para o português, foram vendidos 50 milhoes de exemplares em todo o mundo. J.K. Rowling, graças a seu personagem, já é a primeira escritora a ganhar US$ 1 bilhao em menos de dez anos. Hoje, é a terceira mulher mais rica da Inglaterra, à frente das Spice Girls.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;