Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

FPF tira Bigu do S.Caetano


Edélcio Cândido
Da Redaçao

15/04/1999 | 00:17


Suspenso por um jogo pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federaçao Paulista de Futebol por ter sido expulso contra o Etti Jundiaí, o volante Bigu está fora do Sao Caetano para encarar o Santo André no clássico de domingo. "Por essa eu nao esperava...", reagiu o vice-presidente do clube, José Carlos Molina, que continua em busca de mais uma boa contrataçao para o clube.

Para diminuir os problemas do técnico Luís Carlos Martins, que além de nao poder contar com Bigu pode ficar sem Táxi - que ainda sente contusao -, o treinador ganhou essa semana dois reforços de impacto, os meias Zinho e Gilmar - estavam disputando o Campeonato Paulista do Grupo A-1 por Araçatuba e Matonense -, que devem estrear.  

Na quarta de manha, debaixo de muito calor, após o treino tático no campo gramado do Gisela-, Martins nem queria falar numa possível formaçao do Sao Caetano para o clássico. Cobranças de escanteios, faltas e jogadas ensaiadas foram treinadas a exaustao ontem. "Domingo, só domingo e ainda minutos antes da partida", resumiu. Ele admite que tem de 15 a 16 nomes de jogadores na cabeça para escolher 11. "Devo fazer o coletivo amanha (hoje) ou na sexta-feira para uma primeira avaliaçao sobre o time", argumentou Martins, que na realidade mantém sigilo de tudo o que ronda o elenco para o clássico.

Na boa - O técnico Luís Carlos Martins nao está nem um pouco preocupado com a estratégia de trabalho de seu xará Luiz Carlos Ferreira, do Santo André, de esconder parte das informaçoes de seu time. "Aliás, eu gosto muito de clássicos justamente por esse clima. Futebol é isso. Sem rivalidade e sem torcida o futebol nao tem graça. Ele toma os seus cuidados e eu tomo minhas precauçoes", ponderou Martins, com largo sorriso.  

Segundo o técnico, ele espera por uma implacável marcaçao do Santo André, provavelmente homem a homem. "Creio que será um jogo de xadrez, mas já ganhei muitas partidas assim. É nos pequenos detalhes que se vence um clássico ou por meio das próprias individualidades", aposta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FPF tira Bigu do S.Caetano

Edélcio Cândido
Da Redaçao

15/04/1999 | 00:17


Suspenso por um jogo pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federaçao Paulista de Futebol por ter sido expulso contra o Etti Jundiaí, o volante Bigu está fora do Sao Caetano para encarar o Santo André no clássico de domingo. "Por essa eu nao esperava...", reagiu o vice-presidente do clube, José Carlos Molina, que continua em busca de mais uma boa contrataçao para o clube.

Para diminuir os problemas do técnico Luís Carlos Martins, que além de nao poder contar com Bigu pode ficar sem Táxi - que ainda sente contusao -, o treinador ganhou essa semana dois reforços de impacto, os meias Zinho e Gilmar - estavam disputando o Campeonato Paulista do Grupo A-1 por Araçatuba e Matonense -, que devem estrear.  

Na quarta de manha, debaixo de muito calor, após o treino tático no campo gramado do Gisela-, Martins nem queria falar numa possível formaçao do Sao Caetano para o clássico. Cobranças de escanteios, faltas e jogadas ensaiadas foram treinadas a exaustao ontem. "Domingo, só domingo e ainda minutos antes da partida", resumiu. Ele admite que tem de 15 a 16 nomes de jogadores na cabeça para escolher 11. "Devo fazer o coletivo amanha (hoje) ou na sexta-feira para uma primeira avaliaçao sobre o time", argumentou Martins, que na realidade mantém sigilo de tudo o que ronda o elenco para o clássico.

Na boa - O técnico Luís Carlos Martins nao está nem um pouco preocupado com a estratégia de trabalho de seu xará Luiz Carlos Ferreira, do Santo André, de esconder parte das informaçoes de seu time. "Aliás, eu gosto muito de clássicos justamente por esse clima. Futebol é isso. Sem rivalidade e sem torcida o futebol nao tem graça. Ele toma os seus cuidados e eu tomo minhas precauçoes", ponderou Martins, com largo sorriso.  

Segundo o técnico, ele espera por uma implacável marcaçao do Santo André, provavelmente homem a homem. "Creio que será um jogo de xadrez, mas já ganhei muitas partidas assim. É nos pequenos detalhes que se vence um clássico ou por meio das próprias individualidades", aposta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;