Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Empregos

cartas


Dgabc

03/06/2011 | 00:00


Toda segunda-feira, quando abro o caderno de Economia deste Diário, me deparo com enorme quantidade de empregos oferecidos pelos Centros Públicos de Emprego, Trabalho e Renda da região. Regularmente lemos anúncios de cursos de capacitação gratuitos oferecidos pelas instituições do Sistema S ou prefeituras. Todos os dias, em quase todos os cruzamentos e semáforos da região, me deparo com jovens praticando as mais diversas atividades circenses em busca de alguns trocados. Ora, se temos mão de obra, cursos de capacitação e vagas, o que estão esperando para unir as pontas?

Vanderlei A. Retondo

Santo André

Necessário

Mauá precisa de melhor gestão pública, dinamismo,otimização, agilidade, trabalho, serviços públicos de qualidade. Precisa que prefeito, secretários e vereadores trabalhem pela cidade. Não precisamos de mais autarquias, mais vereadores,choradeira, corrupção etc.Senhores gestores, vamos arregaçar as mangas e trabalhar.

Antonio Marcos Costa

Mauá

Greves

É revoltante ver que estes sindicalistas que apoiam os partidos ditos de esquerda,quando lhes convém (PT,PCdoB, PSTU), fazem esta greve em São Paulo prejudicando milhares de passageiros, mas também para atingir os governos, municipal (Kassab) e estadual (Alckmin), já visando as eleições de 2012. Não ví nenhum sindicato vir a público defender trabalhadores que aplicaram seu FGTS na Petrobras e que perderam dinheiro por incompetência da administração petista, e na Vale por interferência deste mesmo incompetente PT. Mas como é o PT não fazem nada, mas nós estamos vendo. São Paulo não aceita este peleguismo!

Tania Tavares

Capital

Fim da era

Se o partido é conduzido por homens e mulheres realmente engajados numa ideologia partidária, a sigla tem força e trilha seus caminhos dentro da cidade, do Estado ou do País com racionalidade e credibilidade. Porém, nem sempre é isso o que acontece, como é o caso de São Caetano e seu PMDB. Ao longo dos anos, a legenda perdeu força e capacidade política representativa. As disputas de ego superaram as reais bandeiras que um partido deve erguer. E uma era de comando ‘jurássico' se apoderou do PMDB em São Caetano. Agora, o comando ‘jurássico' busca brigar pelo poder, como foi notícia deste Diário (Política, dia 29). Se outro comando surge, com ideias de se constituir partido fortalecido e pronto para sair da pré-história, como não se posicionar favorável a esse renascimento? Um novo PMDB pode crescer na cidade, com pensamentos democráticos que avancem sobre o ‘jurássico' PMDB. A guerra de egos deve acabar e a retomada do verdadeiro alicerce de um partido deve surgir, se modernizar, se abrir aos novos. Seja bem-vindo o PMDB contemporâneo em São Caetano. Mesmo seguindo outras siglas, os que entendem de política aplaudem a nova direção peemedebista.

Ubiratan Figueiredo

São Caetano

Só de ida

Os passaportes diplomáticos (ainda em posse) dos descendentes do ex-presidente Lula poderiam ser doados para Palocci e todas as pessoas que o cercam. Com tais documentos, passagens aéreas apenas de ida deveriam ser emitidas para cada um, quem sabe para a imaginária Atlântida. Como tal história está longe de ser resolvida (será que se Atlântida existisse haveria pizzaria por lá?), o caso do garoto-problema Palocci e a chegada de Lula na trama ilustram que a presidente Dilma e companhia ilimitada não têm condições de decidir algo em favor do povo. Ou alguém ainda acha que o Minha Casa, Minha Vida e o Bolsa Família, por exemplo, são voltados para benefício geral? Benefício seria passaporte diplomático, o resto é dever, inclusive o fim político de Palocci.

Luiz Felipe T. Erdei

Capital



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Empregos

cartas

Dgabc

03/06/2011 | 00:00


Toda segunda-feira, quando abro o caderno de Economia deste Diário, me deparo com enorme quantidade de empregos oferecidos pelos Centros Públicos de Emprego, Trabalho e Renda da região. Regularmente lemos anúncios de cursos de capacitação gratuitos oferecidos pelas instituições do Sistema S ou prefeituras. Todos os dias, em quase todos os cruzamentos e semáforos da região, me deparo com jovens praticando as mais diversas atividades circenses em busca de alguns trocados. Ora, se temos mão de obra, cursos de capacitação e vagas, o que estão esperando para unir as pontas?

Vanderlei A. Retondo

Santo André

Necessário

Mauá precisa de melhor gestão pública, dinamismo,otimização, agilidade, trabalho, serviços públicos de qualidade. Precisa que prefeito, secretários e vereadores trabalhem pela cidade. Não precisamos de mais autarquias, mais vereadores,choradeira, corrupção etc.Senhores gestores, vamos arregaçar as mangas e trabalhar.

Antonio Marcos Costa

Mauá

Greves

É revoltante ver que estes sindicalistas que apoiam os partidos ditos de esquerda,quando lhes convém (PT,PCdoB, PSTU), fazem esta greve em São Paulo prejudicando milhares de passageiros, mas também para atingir os governos, municipal (Kassab) e estadual (Alckmin), já visando as eleições de 2012. Não ví nenhum sindicato vir a público defender trabalhadores que aplicaram seu FGTS na Petrobras e que perderam dinheiro por incompetência da administração petista, e na Vale por interferência deste mesmo incompetente PT. Mas como é o PT não fazem nada, mas nós estamos vendo. São Paulo não aceita este peleguismo!

Tania Tavares

Capital

Fim da era

Se o partido é conduzido por homens e mulheres realmente engajados numa ideologia partidária, a sigla tem força e trilha seus caminhos dentro da cidade, do Estado ou do País com racionalidade e credibilidade. Porém, nem sempre é isso o que acontece, como é o caso de São Caetano e seu PMDB. Ao longo dos anos, a legenda perdeu força e capacidade política representativa. As disputas de ego superaram as reais bandeiras que um partido deve erguer. E uma era de comando ‘jurássico' se apoderou do PMDB em São Caetano. Agora, o comando ‘jurássico' busca brigar pelo poder, como foi notícia deste Diário (Política, dia 29). Se outro comando surge, com ideias de se constituir partido fortalecido e pronto para sair da pré-história, como não se posicionar favorável a esse renascimento? Um novo PMDB pode crescer na cidade, com pensamentos democráticos que avancem sobre o ‘jurássico' PMDB. A guerra de egos deve acabar e a retomada do verdadeiro alicerce de um partido deve surgir, se modernizar, se abrir aos novos. Seja bem-vindo o PMDB contemporâneo em São Caetano. Mesmo seguindo outras siglas, os que entendem de política aplaudem a nova direção peemedebista.

Ubiratan Figueiredo

São Caetano

Só de ida

Os passaportes diplomáticos (ainda em posse) dos descendentes do ex-presidente Lula poderiam ser doados para Palocci e todas as pessoas que o cercam. Com tais documentos, passagens aéreas apenas de ida deveriam ser emitidas para cada um, quem sabe para a imaginária Atlântida. Como tal história está longe de ser resolvida (será que se Atlântida existisse haveria pizzaria por lá?), o caso do garoto-problema Palocci e a chegada de Lula na trama ilustram que a presidente Dilma e companhia ilimitada não têm condições de decidir algo em favor do povo. Ou alguém ainda acha que o Minha Casa, Minha Vida e o Bolsa Família, por exemplo, são voltados para benefício geral? Benefício seria passaporte diplomático, o resto é dever, inclusive o fim político de Palocci.

Luiz Felipe T. Erdei

Capital

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;