Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Espetáculo insone


Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

13/09/2010 | 07:37


A boca do lixo invade as praças do Grande ABC a partir de amanhã com Buk na Rua - Teatro Noturno para Adultos Insones, que a Anti Cia. de Teatro, do Rio de Janeiro, apresenta gratuitamente em espaços públicos de São Bernardo, São Caetano, Santo André e Diadema.

Na peça, três contos e uma colagem de textos do alemão Charles Bukowski ganham vida, fiel ao estilo escatológico, sarcástico e dramático do velho safado, como também era conhecido o escritor.

"A maneira direta com que ele escreve, sem frescura, é um dos seus maiores trunfos. Mesmo falando de assuntos polêmicos, ele nunca perde a clareza, o deboche e a ironia", aponta o diretor do espetáculo, Fernando Maatz.

Entre os personagens apresentados, estão Cass, a mulher mais linda do mundo, que não tolera a própria beleza; um alcoólatra acusado de ter molestado uma criança, mas que não se lembra de ter cometido tal crime e o editor Henry Mason, que é obrigado a lidar com o ego de escritores que não se conformam que suas obras não sejam publicadas. Ainda, há um momento em que quatro atores preparam drinks e distribuem à plateia.

"Não há um mote central, escolhemos os contos por achar que cada um mostra um aspecto da obra dele O primeiro texto tem força poética, o segundo, é quase uma farsa e o terceiro fala sobre artistas e sobre como eles se julgam melhor do que todos", explica Maatz.

Para o diretor, a bela Cass, do conto A Mulher Mais Linda da Cidade, é o personagem mais emblemático. "Toda a mistura de ternura e sujeira que caracteriza a obra do Buk (apelido de Bukowski) está nesse conto de maneira brilhante."

O diretor evidencia que a peça não é teatro de rua, e sim teatro na rua. "As peças de rua sempre têm aquele clima alegre de teatro popular. Não é esse o nosso caso, estamos fazendo Bukowski, um escritor maldito, na rua e à noite."

Portanto, a ideia não é chamar a atenção dos transeuntes pela graça, mas tornar o entorno do espetáculo um local propício para reviver as gloriosas noites de terror.

"O cenário, quando bem montado, faz bem o papel de chamar a atenção. Um guitarrista começa a afinar seu instrumento momentos antes da apresentação e os atores distribuem filipetas. A ideia não é capturar passantes, mas principalmente convidar pessoas que têm tudo para gostar de Bukowski, mesmo que ainda não o conheçam", finaliza.

Buk na Rua -Teatro na Rua para Adultos Insones - Teatro. Amanhã, às 19h, na Praça da Igreja Matriz de São Bernardo. Dia 15, às 18h30, no Boulevar Pedro Martins (Rua Visconde de Inhaúma, em frente da Fundação das Artes), em São Caetano; às 20h30, na Concha Acústica (Praça do Carmo), em Santo André. Dia 17, às 20h30, na Praça da Moça, em Diadema. Grátis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Espetáculo insone

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

13/09/2010 | 07:37


A boca do lixo invade as praças do Grande ABC a partir de amanhã com Buk na Rua - Teatro Noturno para Adultos Insones, que a Anti Cia. de Teatro, do Rio de Janeiro, apresenta gratuitamente em espaços públicos de São Bernardo, São Caetano, Santo André e Diadema.

Na peça, três contos e uma colagem de textos do alemão Charles Bukowski ganham vida, fiel ao estilo escatológico, sarcástico e dramático do velho safado, como também era conhecido o escritor.

"A maneira direta com que ele escreve, sem frescura, é um dos seus maiores trunfos. Mesmo falando de assuntos polêmicos, ele nunca perde a clareza, o deboche e a ironia", aponta o diretor do espetáculo, Fernando Maatz.

Entre os personagens apresentados, estão Cass, a mulher mais linda do mundo, que não tolera a própria beleza; um alcoólatra acusado de ter molestado uma criança, mas que não se lembra de ter cometido tal crime e o editor Henry Mason, que é obrigado a lidar com o ego de escritores que não se conformam que suas obras não sejam publicadas. Ainda, há um momento em que quatro atores preparam drinks e distribuem à plateia.

"Não há um mote central, escolhemos os contos por achar que cada um mostra um aspecto da obra dele O primeiro texto tem força poética, o segundo, é quase uma farsa e o terceiro fala sobre artistas e sobre como eles se julgam melhor do que todos", explica Maatz.

Para o diretor, a bela Cass, do conto A Mulher Mais Linda da Cidade, é o personagem mais emblemático. "Toda a mistura de ternura e sujeira que caracteriza a obra do Buk (apelido de Bukowski) está nesse conto de maneira brilhante."

O diretor evidencia que a peça não é teatro de rua, e sim teatro na rua. "As peças de rua sempre têm aquele clima alegre de teatro popular. Não é esse o nosso caso, estamos fazendo Bukowski, um escritor maldito, na rua e à noite."

Portanto, a ideia não é chamar a atenção dos transeuntes pela graça, mas tornar o entorno do espetáculo um local propício para reviver as gloriosas noites de terror.

"O cenário, quando bem montado, faz bem o papel de chamar a atenção. Um guitarrista começa a afinar seu instrumento momentos antes da apresentação e os atores distribuem filipetas. A ideia não é capturar passantes, mas principalmente convidar pessoas que têm tudo para gostar de Bukowski, mesmo que ainda não o conheçam", finaliza.

Buk na Rua -Teatro na Rua para Adultos Insones - Teatro. Amanhã, às 19h, na Praça da Igreja Matriz de São Bernardo. Dia 15, às 18h30, no Boulevar Pedro Martins (Rua Visconde de Inhaúma, em frente da Fundação das Artes), em São Caetano; às 20h30, na Concha Acústica (Praça do Carmo), em Santo André. Dia 17, às 20h30, na Praça da Moça, em Diadema. Grátis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;