Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil luta para se manter vivo no Mundial de handebol


Eduardo Merli
Do Diário do Grande ABC

27/01/2001 | 00:18


Um verdadeiro quebra-cabeças começa a ser construído pelo Brasil neste sábado, às 13h (horário de Brasília, 16h locais), quando enfrenta o Kuwait pelo Mundial de Handebol Masculino, em Nantes, na França. Para a classificação às oitavas-de-final, a seleção precisa vencer os próximos rivais e torcer por uma combinação de outros resultados.

Sem nenhum ponto conquistado em três jogos, a equipe dirigida pelo técnico Sérgio Hortelã está na quinta posição do Grupo B. Para passar a próxima fase precisa vencer hoje e ter a mesma sorte domingo, quando enfrenta a Argélia.

Depois é esperar para que nem Argélia nem Kuwait ganhem seus jogos contra respectivamente Argentina e Iugoslávia. Com isso, chegaria a duas vitórias e seria o quarto colocado do grupo. O que lhe daria a chance de sonhar em jogar mais um jogo já que vencer o primeiro do Grupo A – possivelmente a Suécia – é considerado impossível.

A Seleção Brasileira perdeu na estréia do Mundial para a favorita Iugoslávia por 31 a 23. No segundo confronto, caiu frente à França por 29 a 19 depois de fazer um primeiro tempo equilibrado. Até então os fracassos eram considerados naturais frente à qualidade dos adversários. O problema foi no terceiro jogo, quando sentiu a derrota para a Argentina por apenas um gol – 20 a 19. A vitória era fundamental para a classificação e jogou o Brasil na tábua das contas, dependendo de resultados e combinações.

Completando a rodada deste sábado, a Argentina enfrenta a Argélia, e a Iugoslávia decide a liderança do Grupo B com a França.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil luta para se manter vivo no Mundial de handebol

Eduardo Merli
Do Diário do Grande ABC

27/01/2001 | 00:18


Um verdadeiro quebra-cabeças começa a ser construído pelo Brasil neste sábado, às 13h (horário de Brasília, 16h locais), quando enfrenta o Kuwait pelo Mundial de Handebol Masculino, em Nantes, na França. Para a classificação às oitavas-de-final, a seleção precisa vencer os próximos rivais e torcer por uma combinação de outros resultados.

Sem nenhum ponto conquistado em três jogos, a equipe dirigida pelo técnico Sérgio Hortelã está na quinta posição do Grupo B. Para passar a próxima fase precisa vencer hoje e ter a mesma sorte domingo, quando enfrenta a Argélia.

Depois é esperar para que nem Argélia nem Kuwait ganhem seus jogos contra respectivamente Argentina e Iugoslávia. Com isso, chegaria a duas vitórias e seria o quarto colocado do grupo. O que lhe daria a chance de sonhar em jogar mais um jogo já que vencer o primeiro do Grupo A – possivelmente a Suécia – é considerado impossível.

A Seleção Brasileira perdeu na estréia do Mundial para a favorita Iugoslávia por 31 a 23. No segundo confronto, caiu frente à França por 29 a 19 depois de fazer um primeiro tempo equilibrado. Até então os fracassos eram considerados naturais frente à qualidade dos adversários. O problema foi no terceiro jogo, quando sentiu a derrota para a Argentina por apenas um gol – 20 a 19. A vitória era fundamental para a classificação e jogou o Brasil na tábua das contas, dependendo de resultados e combinações.

Completando a rodada deste sábado, a Argentina enfrenta a Argélia, e a Iugoslávia decide a liderança do Grupo B com a França.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;