Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara cobra Kiko sobre secretário de Comunicação

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Legislativo de Ribeirão aprova requerimento acerca de anúncio oficial em revista de Márcio Marques


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

07/02/2020 | 00:01


A Câmara de Ribeirão Pires aprovou requerimento cobrando informações do governo do prefeito Adler Kiko Teixeira (PSB) sobre o fato de o secretário de Comunicação, Márcio Marques Ferreira, publicar em sua própria revista anúncios institucionais da Prefeitura ribeirão-pirense.

O pedido de esclarecimentos foi formulado pelo vereador Humberto D’Orto, o Amigão (PTC), integrante da bancada de oposição a Kiko. O documento foi aprovado por ter sido votado em bloco junto a outros requerimentos.

Na segunda-feira, o Diário mostrou que a revista Aqu!, editada por Ferreira, estampou na edição de julho um anúncio do Festival do Chocolate – o secretário argumentou que a veiculação foi cortesia, embora não tenha apresentado a programação que confirmaria a bonificação da publicidade. Além disso, ao estar à frente de uma empresa que possui relação comercial com o governo municipal, Ferreira infringe a LOM (Lei Orgânica do Município), que veda esse tipo de parceria.

Amigão declarou que sua intenção é saber mais sobre o contrato estabelecido entre o Executivo e o secretário de Comunicação para a veiculação de publicidade na revista. “Precisamos entender como se deu o contrato entre as duas partes. Sabemos que secretários não podem ter esse tipo de relação com o Executivo. Dependendo de como se deu esta veiculação de propagandas, o secretário estaria infringido a LOM”, declarou o vereador.

A aprovação do requerimento de informações pode anteceder convocação de Ferreira para prestar esclarecimentos sobre o episódio. No começo da semana, Amigão comentou que essa era uma possibilidade estudada.

FRENTE DE TRABALHO

Além do pedido de informações sobre a publicidade veiculada em revista de propriedade do secretário de Comunicação, o Legislativo de Ribeirão também aprovou pedido de informações ao governo acerca do caso da frente de trabalho – 50 pessoas foram demitidas após dois dias de serviço em janeiro deste ano e não receberam pelos dias de atuação.

Segundo o requerimento, também de autoria de Amigão, a Prefeitura de Ribeirão Pires tem que explicar os motivos pelos quais dispensou trabalhadores e se irá pagar pelos dias de serviço. “O prefeito Kiko deve explicações do que aconteceu para dispensar 50 profissionais. Temos que entender por que 50 pessoas foram convocadas e dispensadas apenas dois dias depois de trabalhar”, considerou Amigão.

No começo de janeiro, o Paço de Ribeirão convocou cerca de 50 pessoas selecionadas por meio do Projeto Auxílio Desemprego – a frente de trabalho municipal. O pessoal trabalhou nos dias 13 e 14, mas foi dispensado na sequência. Todos haviam assinado contrato de trabalho no dia 6.

Os dispensados ameaçam abrir representação contra a Prefeitura no Ministério Público, mas não haviam ingressado com protocolo até o fechamento desta edição.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;