Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Discurso não colou


Beto Silva

03/06/2016 | 07:00


Na condição de líder regional do PT, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, reuniu nesta semana líderes sindicais para expor panorama eleitoral. Disse, entre outras coisas, que Carlos Grana (PT) terá dificuldade, mas deve permanecer à frente do Paço de Santo André. Sobre seu território, afirmou que o pré-candidato do partido, Tarcisio Secoli, é o favorito para manter o petismo no comando do Executivo, apesar de aparecer em terceiro nas pesquisas, bem atrás de Alex Manente (PPS) e Orlando Morando (PSDB). Mas o que incomodou mesmo foi o quadro sobre Diadema. Marinho disse que a aposta ainda é José de Filippi Júnior (PT), prefeito por dois mandatos e favorito, segundo levantamentos recentes. Ocorre que ele é investigado na Operação Lava Jato e já externou desejo de não concorrer novamente ao Parque do Paço. O engenheiro, inclusive, reativou seu escritório na Capital para concentrar esforços em projetos privados. E mais: Marinho ignorou o fato de o PT diademense já ter batido o martelo sobre o nome do vereador Maninho (PT) como pré-candidato da legenda a prefeito. O parlamentar goza de prestígio junto aos sindicalistas da região, o que agravou a sensação de revolta com o gestor são-bernardense. No momento de unir amigos e companheiros, o que Marinho conseguiu foi criar desconfiança entre aliados.

Candidato a vice
Evandro de Lima (PTdoB) pediu exoneração do Paço de São Bernardo . Ele estava na função de secretário adjunto de Cultura. Saiu porque quer entrar na briga para ser vice do pré-candidato ao Paço Tarcisio Secoli (PT). Evandro foi candidato a prefeito em 2008. Obteve a pífia marca de 4.001 votos. Depois disso, teve espaço no primeiro e segundo escalões dos dois mandatos de Luiz Marinho (PT).

Mais um?
O vereador Ramon Ramos (PDT), de São Bernardo, esteve ontem no escritório político do deputado federal Alex Manente (PPS). O pedetista está no bloco de situação, inclusive colocando-se como opção para ser vice de Tarcisio Secoli (PT). Ramon conversou com Admir Ferro (PTB), coordenador da campanha do popular-socialista ao Paço. Será que é mais um a deixar a trincheira governista para ir para a oposição?

Na TV
O deputado estadual Orlando Morando foi o único pré-candidato a prefeito do PSDB na Região Metropolitana (fora a Capital, pois João Doria Jr. também foi contemplado) a aparecer ontem na propaganda do partido na televisão. Na condição de parlamentar paulista, falou sobre a falta de políticas públicas em São Bernardo para inserir a mulher no mercado de trabalho. Ressaltou que a legenda criou, por exemplo, o programa creche-escola, que garante mais tempo para as mães trabalharem.

Lançamento
O ex-prefeito de São Caetano José Auricchio Júnior (PSDB) lança oficialmente hoje, em clube no bairro Fundação, sua pré-candidatura ao Palácio da Cerâmica. Cerca de 1.200 dirigentes partidários e postulantes a vereador das siglas devem comparecer ao evento. As palavras de ordem serão “futuro” e “mudança”.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Discurso não colou

Beto Silva

03/06/2016 | 07:00


Na condição de líder regional do PT, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, reuniu nesta semana líderes sindicais para expor panorama eleitoral. Disse, entre outras coisas, que Carlos Grana (PT) terá dificuldade, mas deve permanecer à frente do Paço de Santo André. Sobre seu território, afirmou que o pré-candidato do partido, Tarcisio Secoli, é o favorito para manter o petismo no comando do Executivo, apesar de aparecer em terceiro nas pesquisas, bem atrás de Alex Manente (PPS) e Orlando Morando (PSDB). Mas o que incomodou mesmo foi o quadro sobre Diadema. Marinho disse que a aposta ainda é José de Filippi Júnior (PT), prefeito por dois mandatos e favorito, segundo levantamentos recentes. Ocorre que ele é investigado na Operação Lava Jato e já externou desejo de não concorrer novamente ao Parque do Paço. O engenheiro, inclusive, reativou seu escritório na Capital para concentrar esforços em projetos privados. E mais: Marinho ignorou o fato de o PT diademense já ter batido o martelo sobre o nome do vereador Maninho (PT) como pré-candidato da legenda a prefeito. O parlamentar goza de prestígio junto aos sindicalistas da região, o que agravou a sensação de revolta com o gestor são-bernardense. No momento de unir amigos e companheiros, o que Marinho conseguiu foi criar desconfiança entre aliados.

Candidato a vice
Evandro de Lima (PTdoB) pediu exoneração do Paço de São Bernardo . Ele estava na função de secretário adjunto de Cultura. Saiu porque quer entrar na briga para ser vice do pré-candidato ao Paço Tarcisio Secoli (PT). Evandro foi candidato a prefeito em 2008. Obteve a pífia marca de 4.001 votos. Depois disso, teve espaço no primeiro e segundo escalões dos dois mandatos de Luiz Marinho (PT).

Mais um?
O vereador Ramon Ramos (PDT), de São Bernardo, esteve ontem no escritório político do deputado federal Alex Manente (PPS). O pedetista está no bloco de situação, inclusive colocando-se como opção para ser vice de Tarcisio Secoli (PT). Ramon conversou com Admir Ferro (PTB), coordenador da campanha do popular-socialista ao Paço. Será que é mais um a deixar a trincheira governista para ir para a oposição?

Na TV
O deputado estadual Orlando Morando foi o único pré-candidato a prefeito do PSDB na Região Metropolitana (fora a Capital, pois João Doria Jr. também foi contemplado) a aparecer ontem na propaganda do partido na televisão. Na condição de parlamentar paulista, falou sobre a falta de políticas públicas em São Bernardo para inserir a mulher no mercado de trabalho. Ressaltou que a legenda criou, por exemplo, o programa creche-escola, que garante mais tempo para as mães trabalharem.

Lançamento
O ex-prefeito de São Caetano José Auricchio Júnior (PSDB) lança oficialmente hoje, em clube no bairro Fundação, sua pré-candidatura ao Palácio da Cerâmica. Cerca de 1.200 dirigentes partidários e postulantes a vereador das siglas devem comparecer ao evento. As palavras de ordem serão “futuro” e “mudança”.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;