Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Sonhar e conseguir são para todos

Filme produzido por Luciano Huck, ‘Na Quebrada’ estreia dia 16 e retrata vida de alunos carentes


Gustavo Cipriano
Especial para o Diário

07/10/2014 | 07:00


Na Quebrada exemplifica muito bem o velho dito de não se julgar o livro pela capa. Ou, no caso, o filme pelo cartaz. O título até sugere que a produção seria mais uma daquelas que retratam a vida em comunidades humildes, com violência e palavrões. A verdade é que não faltam tiros e palavras de baixo calão na obra produzida por Luciano Huck, mas esse não é o foco nem a maior qualidade do lançamento.

Baseado em fatos reais, o longa de Fernando Andrade, irmão do apresentador, conta as histórias de vida de alunos do Instituto Criar, fundado pelo artista da Globo. A ONG paulistana abriga os jovens da periferia de São Paulo que têm o sonho de trabalhar com mídia e cinema e promove cursos nessas áreas.

Entre os alunos representados na ficção estão Gerson, Zeca, Joana e Junior. Desde pequenos, viveram em meio à violência e ao crime, vendo amigos sendo baleados e parentes serem presos.

A válvula de escape de todos acaba sendo o curso de cinema do Instituto Criar. Cada um desenvolve seus sonhos por meio das atividades oferecidas pela ONG. Gerson busca a confecção de figurinos, Zeca edição, e Junior, a manutenção dos aparelhos elétricos e eletrônicos. “A gente fez uma pesquisa de impacto nos mais de 1.500 alunos que passaram pelo Criar e é realmente um ciclo transformador. As principais emissoras já têm estudantes de lá. Nunca quis que o Criar fosse a ONG do Luciano Huck. É uma organização para que de fato a gente forme gente capacitada em cinema, televisão e quaisquer outras mídias que venham a surgir”, disse Luciano em coletiva do filme que estreará nas telonas brasileiras no dia 16.

O grande mérito da obra, que tem no elenco Jorge Dias, Felipe Simas e Daiane Andrade, é mostrar que quem realmente acredita, alcança, como nas clássicas letras de Legião Urbana. Além disso, a produção não faz chapa branca escancarada da instituição de Luciano, e ainda mostra que vale a pena investir na recuperação das pessoas ao trazer presidiários para atuarem em algumas cenas em parceria com Do Lado de Cá, grupo de teatro de detentos da Penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;