Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Formatura é a
melhor balada

Quem está no último ano do Ensino Médio é hora de
despedidas e de se preparar para a nova fase da vida


Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

30/09/2012 | 07:00


Para quem está no último ano do Ensino Médio é hora de despedidas e de se preparar para encarar nova fase da vida. Mas antes rolam rituais que são muito aguardados pela galera. Além da colação de grau, grande parte das escolas faz viagem e festa de formatura.

As amigas Amanda Aiash, 17 anos, e Rafaella Moreira Lopes, 17, do Colégio Arbos, de São Caetano, são da organização responsável pela balada. Desde março, realizam votações e transmitem as ideias dos colegas para a comissão de mães, que cuida de todos os detalhes da festa (incluindo a colação) do dia 19 de dezembro.

Para arrecadar uma grana, os formandos vendem bolos e doces no intervalo a cada 15 dias. "Bastante gente compra", diz Rafaella. Além da responsabilidade, fazer parte da comissão requer jogo de cintura para lidar com os desentendimentos. "É normal. Cada um tem opinião diferente. Na escolha da frase para colocar na camiseta com nossa caricatura sempre tinha quem não concordava", conta Amanda.

Para evitar confusão, a cor do vestido ficou livre. "Dá mais liberdade para cada uma", acredita Rafaella, que já garantiu o seu. "Não gosto muito de procurar. Então vi um que gostei e comprei."

Ao lado de outro colega, Rafaella será oradora da formatura. Ela ainda não escreveu o discurso, mas acredita que vai ficar um pouco nervosa na hora. "Tem pressão, mas vamos ensaiar."

Com o envolvimento nos preparativos, as amigas perceberam que a sala ficou mais unida. "É o término de um ciclo e vai marcar nossa vida para sempre", diz Amanda, que estuda desde os 3 anos com Rafaella. "A gente precisa celebrar essa união da turma, por isso, a festa vai ser a nossa cara", fala Rafaella.

RITO DE PASSAGEM

Para o mestre em Psicologia da infância e adolescência, Caio Feijó, a formatura é importante, pois é um marco que divide a fase da infância e adolescência da fase adulta. "É período de transformação que gera muitas inseguranças e dúvidas da escolha do curso da faculdade. É o momento em que eles se desligam de uma fase e entram em um universo mais maduro", explica.

Na opinião do psicólogo, a nova etapa exige outra postura. "É o início da vida acadêmica, que exige responsabilidades, além de novas visões de vida em relação ao futuro." Para os pais, Feijó explica que a formatura é reconhecimento e motivo de orgulho. "É quando começa a torcida para que o aluno esteja bem preparado para o vestibular e para a nova carreira que pretende seguir."

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;