Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Variação perigosa


Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 23:59


A variante do novo coronavírus, chamada de P.1. e surgida em Manaus, no Amazonas, chegou à região. As autoridades de saúde de São Caetano confirmaram que dez pacientes estão infectados pela cepa. São Bernardo e Ribeirão Pires aguardam o resultado de exames em duas pessoas, uma em cada cidade. Era uma questão de tempo, como afirmou o médico infectologista e coordenador de pesquisa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Fábio Leal.

A descoberta, embora esperada, causa perplexidade. Após esta mutação, o vírus pode elevar a sua capacidade de transmissão da Covid-19, além de fazer com que a doença se torne ainda mais agressiva.

Preocupa também pelo fato de, até então, a cepa amazonense do coronavírus ter sido encontrada em 38 indivíduos em todo o Estado de São Paulo, sendo um na Capital, dez em Jaú, 12 em Araraquara, quatro em Lençóis Paulista, três em Lins, um em Pederneiras, dois em São José dos Campos, três em Bauru, um em Bocaina e um em Dois Córregos. Isso faz com que São Caetano, até então o município que mais vacina contra a Covid-19 no Estado, passe a integrar uma estatística negativa de segundo em contaminação pela P.1.

Esse é mais um motivo para que os são-caetanenses e também os demais moradores do Grande ABC respeitem as normas sanitárias que entraram em vigor hoje. Vale o sacrifício. Até porque, boa parte dos que desafiaram o novo coronavírus não sobreviveu para contar a história. Outros, que conseguiram vencer a infecção, relatam incrível sofrimento, além de amargar com sequelas deixadas pela moléstia.

Não é momento para renegar a ciência. As consequências são graves demais. É hora de conscientização. Se cada um fizer a sua parte será menos difícil vencer esta batalha. Com cada um por si, o colapso é certo. Os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão muito próximos da lotação total. É preciso reverter esse quadro. Urgentemente. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Variação perigosa

Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 23:59


A variante do novo coronavírus, chamada de P.1. e surgida em Manaus, no Amazonas, chegou à região. As autoridades de saúde de São Caetano confirmaram que dez pacientes estão infectados pela cepa. São Bernardo e Ribeirão Pires aguardam o resultado de exames em duas pessoas, uma em cada cidade. Era uma questão de tempo, como afirmou o médico infectologista e coordenador de pesquisa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Fábio Leal.

A descoberta, embora esperada, causa perplexidade. Após esta mutação, o vírus pode elevar a sua capacidade de transmissão da Covid-19, além de fazer com que a doença se torne ainda mais agressiva.

Preocupa também pelo fato de, até então, a cepa amazonense do coronavírus ter sido encontrada em 38 indivíduos em todo o Estado de São Paulo, sendo um na Capital, dez em Jaú, 12 em Araraquara, quatro em Lençóis Paulista, três em Lins, um em Pederneiras, dois em São José dos Campos, três em Bauru, um em Bocaina e um em Dois Córregos. Isso faz com que São Caetano, até então o município que mais vacina contra a Covid-19 no Estado, passe a integrar uma estatística negativa de segundo em contaminação pela P.1.

Esse é mais um motivo para que os são-caetanenses e também os demais moradores do Grande ABC respeitem as normas sanitárias que entraram em vigor hoje. Vale o sacrifício. Até porque, boa parte dos que desafiaram o novo coronavírus não sobreviveu para contar a história. Outros, que conseguiram vencer a infecção, relatam incrível sofrimento, além de amargar com sequelas deixadas pela moléstia.

Não é momento para renegar a ciência. As consequências são graves demais. É hora de conscientização. Se cada um fizer a sua parte será menos difícil vencer esta batalha. Com cada um por si, o colapso é certo. Os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão muito próximos da lotação total. É preciso reverter esse quadro. Urgentemente. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;