Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Encontrar e reter talentos
é desafio para empresas


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

21/02/2011 | 07:08


Encontrar o profissional adequado para ocupar uma determinada função não é tarefa fácil para as empresas, já que faltam pessoas realmente qualificadas e que apresentem características diferenciadas e inovadoras.

Uma pesquisa realizada pela consultoria especializada em gestão de talentos e carreira Right Management apontou que 64% dos empregadores encontram dificuldades para preencher uma vaga.

Segundo o estudo realizado com 35 mil contratadores de 36 países, a ausência de talentos é um dos grandes obstáculos a serem superados pelos empreendimentos.

"Infelizmente, a falta de mão de obra é reflexo do baixo investimento na área da educação. Temos deficit de profissionais desde pedreiros até médicos; em todas as áreas e de todos os níveis escolares", afirma Gilberto Wiesel, consultor e diretor do Grupo Wiesel, atuante na área de educação corporativa.

Segundo ele, além da má formação dos profissionais, em muitos casos, os interessados em ocupar o posto não possuem qualidades comportamentais. "As empresas sofrem para encontrar pessoas criativas e dinâmicas, que tragam de fato novas ideias. Vale destacar que ser um profissional inovador não é somente apresentar soluções fora do padrão, e sim contribuir com atitudes e projetos eficazes para o desenvolvimento das atividades dentro do ambiente de trabalho."

E a dificuldade das empresas não para por aí: encontrar pessoas adequadas para a vaga a ser preenchida não é o único obstáculo enfrentado pelos contratadores. Reter bons funcionários também provoca dor de cabeça nos líderes das organizações, já que é comum perder pessoas de qualidade para a concorrência.

"Bons salários e diversos benefícios não bastam para que colaboradores de destaque permaneçam nas empresas. Hoje, todos buscamos qualidade de vida e progresso profissional", enfatiza Wiesel.

É por esse motivo que grandes corporações investem em boas equipes de RH (Recursos Humanos), para desenvolver um ambiente profissional de qualidade e estimulante.

Além disso, a ideia é oferecer oportunidades de crescimento na carreira, fator que tende a ser bem avaliado por funcionários.

"A concorrência está cada vez mais acirrada e são poucos os profissionais que se destacam nesse cenário competitivo. Portanto, as empresas devem cultivar seus talentos, já que são o futuro de todo negócio", defende o consultor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Encontrar e reter talentos
é desafio para empresas

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

21/02/2011 | 07:08


Encontrar o profissional adequado para ocupar uma determinada função não é tarefa fácil para as empresas, já que faltam pessoas realmente qualificadas e que apresentem características diferenciadas e inovadoras.

Uma pesquisa realizada pela consultoria especializada em gestão de talentos e carreira Right Management apontou que 64% dos empregadores encontram dificuldades para preencher uma vaga.

Segundo o estudo realizado com 35 mil contratadores de 36 países, a ausência de talentos é um dos grandes obstáculos a serem superados pelos empreendimentos.

"Infelizmente, a falta de mão de obra é reflexo do baixo investimento na área da educação. Temos deficit de profissionais desde pedreiros até médicos; em todas as áreas e de todos os níveis escolares", afirma Gilberto Wiesel, consultor e diretor do Grupo Wiesel, atuante na área de educação corporativa.

Segundo ele, além da má formação dos profissionais, em muitos casos, os interessados em ocupar o posto não possuem qualidades comportamentais. "As empresas sofrem para encontrar pessoas criativas e dinâmicas, que tragam de fato novas ideias. Vale destacar que ser um profissional inovador não é somente apresentar soluções fora do padrão, e sim contribuir com atitudes e projetos eficazes para o desenvolvimento das atividades dentro do ambiente de trabalho."

E a dificuldade das empresas não para por aí: encontrar pessoas adequadas para a vaga a ser preenchida não é o único obstáculo enfrentado pelos contratadores. Reter bons funcionários também provoca dor de cabeça nos líderes das organizações, já que é comum perder pessoas de qualidade para a concorrência.

"Bons salários e diversos benefícios não bastam para que colaboradores de destaque permaneçam nas empresas. Hoje, todos buscamos qualidade de vida e progresso profissional", enfatiza Wiesel.

É por esse motivo que grandes corporações investem em boas equipes de RH (Recursos Humanos), para desenvolver um ambiente profissional de qualidade e estimulante.

Além disso, a ideia é oferecer oportunidades de crescimento na carreira, fator que tende a ser bem avaliado por funcionários.

"A concorrência está cada vez mais acirrada e são poucos os profissionais que se destacam nesse cenário competitivo. Portanto, as empresas devem cultivar seus talentos, já que são o futuro de todo negócio", defende o consultor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;