Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara deve priorizar reforma política em março


Do Diário OnLine
Com Agências

26/02/2004 | 09:33


A Câmara dos Deputados deve priorizar, em março, a votação de dois projetos que mudam a legislação eleitoral e partidária — tema que entrou na pauta do governo após o escândalo Waldomiro Diniz, assessor da Presidência que em 2002 pediu dinheiro para um bicheiro para financiar campanhas do PT e da governadora fluminense Rosinha Matheus (PMDB). O presidente da Casa, João Paulo Cunha (PT-SP), convocou reunião com os líderes partidários para a próxima quinta-feira (dia 4) para discutir um acordo que garanta regime de urgência para duas propostas da Comissão Especial da Reforma Política.

O projeto 2679/03 estabelece o financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais e acaba com o voto nominal para candidatos nas eleições proporcionais (deputados federais, estaduais e vereadores), instituindo o voto único de legenda em listas preordenadas. Desta forma, o partido define seus candidatos por uma ordem de preferência e o eleitor vota na sigla. Se o partido receber votos suficientes para eleger cinco representantes, assumem o cargo os cinco primeiros da lista.

Já o projeto de lei 1712/03 muda o prazo de filiação partidária para os candidatos a cargos eletivos. Pela proposta, a primeira filiação do candidato deverá ocorrer até um ano antes do pleito. Em caso de troca de partido, o prazo sobe para dois anos. A atual legislação prevê um período mínimo único de um ano. Segundo João Paulo, citado pela Agência Brasil, “a melhor forma de a Câmara dos Deputados responder a esse momento (de crise) é enfrentar o debate e propiciar com essas propostas uma revolução no nosso sistema eleitoral e no sistema partidário no Brasil”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara deve priorizar reforma política em março

Do Diário OnLine
Com Agências

26/02/2004 | 09:33


A Câmara dos Deputados deve priorizar, em março, a votação de dois projetos que mudam a legislação eleitoral e partidária — tema que entrou na pauta do governo após o escândalo Waldomiro Diniz, assessor da Presidência que em 2002 pediu dinheiro para um bicheiro para financiar campanhas do PT e da governadora fluminense Rosinha Matheus (PMDB). O presidente da Casa, João Paulo Cunha (PT-SP), convocou reunião com os líderes partidários para a próxima quinta-feira (dia 4) para discutir um acordo que garanta regime de urgência para duas propostas da Comissão Especial da Reforma Política.

O projeto 2679/03 estabelece o financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais e acaba com o voto nominal para candidatos nas eleições proporcionais (deputados federais, estaduais e vereadores), instituindo o voto único de legenda em listas preordenadas. Desta forma, o partido define seus candidatos por uma ordem de preferência e o eleitor vota na sigla. Se o partido receber votos suficientes para eleger cinco representantes, assumem o cargo os cinco primeiros da lista.

Já o projeto de lei 1712/03 muda o prazo de filiação partidária para os candidatos a cargos eletivos. Pela proposta, a primeira filiação do candidato deverá ocorrer até um ano antes do pleito. Em caso de troca de partido, o prazo sobe para dois anos. A atual legislação prevê um período mínimo único de um ano. Segundo João Paulo, citado pela Agência Brasil, “a melhor forma de a Câmara dos Deputados responder a esse momento (de crise) é enfrentar o debate e propiciar com essas propostas uma revolução no nosso sistema eleitoral e no sistema partidário no Brasil”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;