Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil pega México para atestar boa fase

Mano Menezes tenta mostrar mais uma vez que Seleção começa a ter outra identidade


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

03/06/2012 | 07:00


A Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo de 2014 já está ganhando identidade? A pergunta que o torcedor se faz poderá ser respondida, em parte, diante do México, no Estádio Dallas Cowboys, em Dallas, às 16h de hoje, nos Estados Unidos. Será o terceiro amistoso seguido da equipe, que vem de boas vitórias sobre Dinamarca (3 a 1) e EUA (4 a 1).

A goleada sobre os norte-americanos sinaliza que além de preparar a equipe que disputa a Olimpíada de Londres no próximo mês, o técnico Mano Menezes já começa a ter mais claro com quem de fato poderá contar no Mundial.

As recentes vitórias serviram também de alívio ao treinador, que vinha sendo olhado com desconfiança por causa das derrotas em amistosos contra três rivais: Alemanha, Argentina e França. Agora acumula dez jogos invicto.

Se a vitória sobre os norte-americanos ajudou a diminuir um pouco a desconfiança, afinal o adversário da partida de quarta-feira demonstrou ser, em tese, mostrou-se pouco mais qualificado que a Dinamarca, o pega com o México pode ser o teste definitivo para alguns jogadores, como o atacante Hulk.

Badalado na Europa e pouco admirado no Brasil, o atleta do Porto subiu alguns degraus no gosto de Mano após os dois gols contra a Dinamarca e a boa participação contra os EUA. A última semana foi tão expressiva para o jogador que o Chelsea já manifestou o desejo de contar com seu futebol. A ordem no entanto, é que os jogadores se mantenham centrados na seleção, tanto que na coletiva de sexta-feira o atacante evitou tocar no assunto, seguindo orientações da comissão técnica.

Quem também terá nova oportunidade de reafirmar a boa impressão é o meia Oscar, que encerrou o litígio jurídico com o São Paulo e agora pode defender o Internacional em paz. O jogador recebeu elogios de Mano Menezes nos últimos dias, sobretudo pela exibição diante dos norte-americanos.

Como trata-se de mais um teste, é possível que Mano coloque Alexandre Pato no lugar de Leandro Damião. O atacante do Milan está totalmente recuperado de lesões e vem de belo gol marcado contra os Estados Unidos.


Hulk curte momento e sequência de jogos

Em Seleção Brasileira na qual Neymar e Oscar roubam a cena, o paraibano Hulk não só conseguiu se consolidar no concorrido ataque como tem ficado em evidência pelos gols - foram dois contra a Dinamarca, no primeiro dos quatro amistosos previstos.

O jogador avalia que o aumento da produção foi impulsionado pela sequência de jogos que teve na era Mano Menezes. "Sempre no começo é mais difícil, mas ganhando espaço e liberdade para fazer o jogo, nos sentimos melhor para apresentar nosso verdadeiro futebol", comentou o atacante do Porto, que está perto de ser contratado pelo Chelsea por R$ 117 milhões.

Um dos poucos jogadores do grupo que não possui idade olímpica, o atacante ganha a cada dia a confiança da comissão técnica para ser um dos três escolhidos acima do limite de 23 anos. Mas Hulk adota a cautela no momento de falar sobre a próxima convocação.

"É assunto que a gente fica em cima do muro para falar (convocação para Olimpíada). Estão falando que posso ir para Londres, mas prefiro focar no trabalho e mostrar o meu valor dentro de campo", avaliou o atacante.

Outro que está praticamente garantido na Olimpíada é o zagueiro Thiago Silva, capitão e homem de confiança de Mano Menezes.


Mexicanos apostam em Chicharito para surpreender adversário

Sem o experiente zagueiro Rafa Marques (atualmente no New York Red Bulls), com lesão na perna direita, o México confia na vitalidade do atacante Javier Chicharito Hernández, estrela do Manchester United, para surpreender o Brasil.

O jogador tem correspondido às expectativas e marcou o gol decisivo da suada vitória contra a Bósnia (2 a 1), sexta-feira, também em amistoso. O atacante, porém, é carta fora do baralho para os Jogos Olímpicos, já que foi vetado pelo técnico do Manchester, Alex Ferguson, que diz não ter interesse em liberá-lo.

Assim, o técnico mexicano José Manuel de la Torre vai utilizar o amistoso de hoje contra o Brasil como fase final da preparação para a estreia na terceira fase das Eliminatórias da Concacaf, sexta-feira, contra a Guiana.

Neste ano, o México já havia jogado contra Venezuela (vitória por 3 a 1) e Colômbia (derrota por 2 a 0), além dos 2 a 0 que aplicou em País de Gales, com destaque para o atacante De Nigris, autor dos dois gols.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil pega México para atestar boa fase

Mano Menezes tenta mostrar mais uma vez que Seleção começa a ter outra identidade

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

03/06/2012 | 07:00


A Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo de 2014 já está ganhando identidade? A pergunta que o torcedor se faz poderá ser respondida, em parte, diante do México, no Estádio Dallas Cowboys, em Dallas, às 16h de hoje, nos Estados Unidos. Será o terceiro amistoso seguido da equipe, que vem de boas vitórias sobre Dinamarca (3 a 1) e EUA (4 a 1).

A goleada sobre os norte-americanos sinaliza que além de preparar a equipe que disputa a Olimpíada de Londres no próximo mês, o técnico Mano Menezes já começa a ter mais claro com quem de fato poderá contar no Mundial.

As recentes vitórias serviram também de alívio ao treinador, que vinha sendo olhado com desconfiança por causa das derrotas em amistosos contra três rivais: Alemanha, Argentina e França. Agora acumula dez jogos invicto.

Se a vitória sobre os norte-americanos ajudou a diminuir um pouco a desconfiança, afinal o adversário da partida de quarta-feira demonstrou ser, em tese, mostrou-se pouco mais qualificado que a Dinamarca, o pega com o México pode ser o teste definitivo para alguns jogadores, como o atacante Hulk.

Badalado na Europa e pouco admirado no Brasil, o atleta do Porto subiu alguns degraus no gosto de Mano após os dois gols contra a Dinamarca e a boa participação contra os EUA. A última semana foi tão expressiva para o jogador que o Chelsea já manifestou o desejo de contar com seu futebol. A ordem no entanto, é que os jogadores se mantenham centrados na seleção, tanto que na coletiva de sexta-feira o atacante evitou tocar no assunto, seguindo orientações da comissão técnica.

Quem também terá nova oportunidade de reafirmar a boa impressão é o meia Oscar, que encerrou o litígio jurídico com o São Paulo e agora pode defender o Internacional em paz. O jogador recebeu elogios de Mano Menezes nos últimos dias, sobretudo pela exibição diante dos norte-americanos.

Como trata-se de mais um teste, é possível que Mano coloque Alexandre Pato no lugar de Leandro Damião. O atacante do Milan está totalmente recuperado de lesões e vem de belo gol marcado contra os Estados Unidos.


Hulk curte momento e sequência de jogos

Em Seleção Brasileira na qual Neymar e Oscar roubam a cena, o paraibano Hulk não só conseguiu se consolidar no concorrido ataque como tem ficado em evidência pelos gols - foram dois contra a Dinamarca, no primeiro dos quatro amistosos previstos.

O jogador avalia que o aumento da produção foi impulsionado pela sequência de jogos que teve na era Mano Menezes. "Sempre no começo é mais difícil, mas ganhando espaço e liberdade para fazer o jogo, nos sentimos melhor para apresentar nosso verdadeiro futebol", comentou o atacante do Porto, que está perto de ser contratado pelo Chelsea por R$ 117 milhões.

Um dos poucos jogadores do grupo que não possui idade olímpica, o atacante ganha a cada dia a confiança da comissão técnica para ser um dos três escolhidos acima do limite de 23 anos. Mas Hulk adota a cautela no momento de falar sobre a próxima convocação.

"É assunto que a gente fica em cima do muro para falar (convocação para Olimpíada). Estão falando que posso ir para Londres, mas prefiro focar no trabalho e mostrar o meu valor dentro de campo", avaliou o atacante.

Outro que está praticamente garantido na Olimpíada é o zagueiro Thiago Silva, capitão e homem de confiança de Mano Menezes.


Mexicanos apostam em Chicharito para surpreender adversário

Sem o experiente zagueiro Rafa Marques (atualmente no New York Red Bulls), com lesão na perna direita, o México confia na vitalidade do atacante Javier Chicharito Hernández, estrela do Manchester United, para surpreender o Brasil.

O jogador tem correspondido às expectativas e marcou o gol decisivo da suada vitória contra a Bósnia (2 a 1), sexta-feira, também em amistoso. O atacante, porém, é carta fora do baralho para os Jogos Olímpicos, já que foi vetado pelo técnico do Manchester, Alex Ferguson, que diz não ter interesse em liberá-lo.

Assim, o técnico mexicano José Manuel de la Torre vai utilizar o amistoso de hoje contra o Brasil como fase final da preparação para a estreia na terceira fase das Eliminatórias da Concacaf, sexta-feira, contra a Guiana.

Neste ano, o México já havia jogado contra Venezuela (vitória por 3 a 1) e Colômbia (derrota por 2 a 0), além dos 2 a 0 que aplicou em País de Gales, com destaque para o atacante De Nigris, autor dos dois gols.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;