Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Política?

No Brasil, a cada dois anos a população tem a possibilidade...


Dgabc

20/06/2012 | 00:00


Artigo

No Brasil, a cada dois anos a população tem a possibilidade, através do sufrágio, de promover modificações que influenciam diretamente o cotidiano da Nação. Contudo, para a maioria dos cidadãos, a simples pronúncia de palavras que remetam à política é tratada como motivo de desentendimentos ou pedidos de mudança de assunto.

Apesar de fazer parte do cotidiano dos cidadãos, poucos sabem seu verdadeiro significado, principalmente nossos representantes. Política, derivado do adjetivo originado de pólis (politikós), que significa tudo o que se refere à cidade e, consequentemente, o que é urbano, civil, público, e até mesmo sociável e social. Infelizmente, o sentido desse substantivo feminino toma outros significados que estão atrelados a quem os pronuncia. Para a população em geral política significa corrupção, desonestidade, rivalidade, ociosidade etc.

Todavia, ainda há pessoas que, durante o processo eleitoral, utilizam o escambo (sendo o voto a moeda de troca) como forma de angariar vantagens pessoais. É a personificação da Lei de Gerson.

Em uma análise superficial, poderíamos afirmar que essas pessoas creem na existência de meio buraco, ou seja, acreditam que esse ardil é algo normal e aceitável e não o consideram algo que fere os princípios éticos e morais. Infelizmente, mal sabem que, ao trocarem seus votos por ‘favores' ou ‘promessas', estão alimentando os lobos e acabando com as poucas ovelhas ainda existentes no ambiente político. Na outra ponta, para parte considerável dos políticos, política denota vantagens, enriquecimento ilícito, poder absoluto, dentre outros adjetivos torpes.

A atividade política tem como um de seus focos a conquista do poder, no entanto, não deve ser o principal, muito menos o único. Essa ação deve ter como fim, sobretudo, a busca do bem público focando a prosperidade de toda a sociedade, algo difícil de ser definido e alcançado, entretanto, necessita ser almejado incessantemente.

Portanto, fica evidente a necessidade das pessoas de bem de participarem ativamente da política, para que possamos alimentar a esperança de que, cada vez mais, haja no meio político pessoas honestas e preocupadas, efetivamente, com o bem comum. Além disso, a ação dessas pessoas, provavelmente, influenciará parte considerável da sociedade, criando, assim, círculo virtuoso na política de forma geral.

Armando Pereira é mestre em Educação Matemática pela PUC-SP.

PALAVRA DO LEITOR

Cruzamento

Há meses algumas ruas do bairro Santa Maria, em São Caetano, foram recapeadas, entretanto a Prefeitura e a secretaria (ir)responsável esqueceram de um detalhe: sinalização de trânsito. Entre tantos descasos da administração da cidade nesse quesito, destaco o cruzamento da Alameda Conde de Porto Alegre com a Rua Piabanha. Esta recebeu asfalto novo há meses, mas não foi colocada faixa de pedestre, tampouco placas com a palavra ‘pare'! Numa via por onde passam duas linhas de ônibus, num cruzamento a pouco mais de 50 metros de escola infantil, a administração do trânsito e mobilidade da cidade vai deixar a critério e ‘bom-senso' dos motoristas quem deve ou não ter preferência? Se acidente grava acontecer, os culpados serão os (ir)responsáveis que deveriam cuidar da malha viária de São Caetano.

Douglas Emiliani, São Caetano

Resposta

Em resposta à carta do leitor José Roberto Clares (Socorro!, dia 18), a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) informa que será executado conserto na rede da Rua Votorantim, altura do número 671. Equipes estiveram no local no dia 7, mas não tiveram acesso à rede por conta da presença de barracas de festa junina. Foi necessário contatar o responsável pelas estruturas para que os funcionários pudessem trabalhar. Estamos à disposição para qualquer esclarecimento que for necessário.

Sabesp

Bullying

Quem não se lembra de um dia ter sido agredido, pelo menos uma vez na escola, com xingamentos que ressaltavam principalmente ‘defeitos' físicos. Então, onde mora a diferença do que acontecia ontem para os dias de hoje? O bullying não é a novidade. Então, quem é? A sociedade. É ela quem adquiriu nova postura e colocou um pingo em um ‘i'. Bullying não é mais mera brincadeira maldosa e sim ato que merece punição e deve ser proibido de uma vez por todas. Quando a sociedade qualifica o bullying como preconceito, crueldade e, às vezes, até racismo está alertando jovens, crianças, pais e escolas que não é mais admissível aceitar esse tipo de agressão. Mais importante, ainda, é que está interferindo na cultura escolar, onde de fato existem alunos que desconhecem o que significam ‘respeito' e ‘limite'. As autoridades, os responsáveis pelas escolas e os pais não podem se omitir e não praticar a punição necessária para cada tipo de bullying.

Luciene Eleia Aggio, Capital

Gabinete

A administração pública de Mauá precisa sair dos gabinetes e andar pela cidade. Só assim vai verificar que não estamos em berço esplêndido e, para que fique bom, tem de melhorar muito.

Antônio Marcos Costa, Mauá

Lula malufou - 1

Afirmou Paulo Maluf no encontro que teve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: ‘No mundo atual, não existe mais esquerda e direita'. Alguém tem dúvidas de que, neste momento, Paulo Maluf e Lula se encontraram com o objetivo único de consolidar a corrupção, sistema de governo antigo, porém usado sem um mínimo de escrúpulo na forma de governar da maioria dos integrantes do PT e do PP? Os ‘caras' estão nos chamando de idiotas. Acorda, gente.

Leônidas Marques, Volta Redonda (RJ)

Lula malufou - 2

luiz Inácio Lula da Silva malufou. O que não se faz para conquistar o poder! A politicalha suja e nojenta está aí para mostrar como ninguém é fiel a nada. As pessoas esquecem-se das promessas, os políticos fazem lavagem cerebral nos eleitores e fica tudo certo. O eleitor precisa saber separar o joio do trigo, mesmo com as poucas opções de candidatos, visto que a maioria que se apresenta é de péssima qualidade. Se o voto não tem preço, tem consequências.

Izabel Avallone, Capital 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;