Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Homem que perseguia Martina Hingis é condenado nos EUA


Das Agências

13/04/2001 | 10:09


Um juiz do condado de Miami, nos Estados Unidos, sentenciou nesta quinta-feira o australiano Dubravko Rajcevic, 45 anos, a dois anos de prisão por perseguir a tenista suíça Martina Hingis, 20 anos.

Rajcevic garantiu ao júri que estava realmente apaixonado pela jogadora suíça. Ele foi sentenciado a dois anos de prisão, e deve entrar em tratamento psicológico. O juiz lhe ordenou que não voltasse a tentar nenhum contato nem com Martina Hingis nem com a família da jogadora.

Hingis depôs no tribunal no início de abril. Ela revelou que o homem fazia ligações diárias não desejadas ao hotel em que ela se encontrava, e começou a aparecer na porta de sua casa de três a quatro vezes ao dia.

O advogado de Rajcevic, Frank Adams, negou que seu cliente tenha assediado Hingis, confirmando que enviou à jovem tenista algumas cartas de amor e flores como mero admirador.

Hingis tornou-se em 1996, aos 15 anos, a mais jovem jogadora ao ganhar o torneio de Wimbledon, na Inglaterra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;