Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil enfrenta um México com desfalques na Copa América


Do Diário OnLine
Com AFP

26/06/2007 | 14:35


O Brasil vai enfrentar uma seleção mexicana diminuída e privada de seu artilheiro Jared Borgetti, em sua estréia na Copa América, quarta-feira às 20h45 (21h45 de Brasília), na cidade venezuelana de Puerto Ordaz.

Ao contrário, a Seleção Brasileira treinou segunda-feira pela primeira vez com seus 22 jogadores, e está em ponta de bala.

Dunga deve escalar o time com Hélton no gol, Juan e Alex na zaga, Maicon e Gilberto nas laterais, Gilberto Silva, Mineiro, Elano e Diego no meio, e Robinho e Vágner Love no ataque.

Diego fica sendo o principal responsável pela criação das jogadas, e os laterais têm mais liberdade para avançar ao campo adversário.

Dois problemas aparecem na seleção brasileira. O primeiro, mencionado pelo próprio treinador brasileiro, Dunga, é a falta de comunicação entre os jogadores dentro de campo. Porém, a situação já está sendo resolvida, segundo Mineiro, Elano e o próprio Dunga.

O segundo, mais preocupante, é a escassez de gols marcados pelos atacantes. No coletivo de segunda-feira, que terminou 1 a1,  os gols foram marcados de fora da área pelo lateral Daniel Alves e pelo zagueiro Alex em violenta cobrança de falta.

Robinho, Vágner Love, Fred e Afonso não balançaram as redes.

Adversário – Apesar de ser convidada, o México não vem para brincadeira. O técnico da seleção mexicana, Hugo Sanchez, afirmou, domingo, em Chicago depois da derrota de sua equipe para os Estados Unidos por 2 a 1na final da Copa Ouro que seu objetivo é ganhar a Copa América.

'Não gostamos de perder, mas acho que cumprimos nosso papel. O fato de perder contra os Estados Unidos, nos Estados Unidos, da forma como jogamos, nos deixa satisfeitos antes da Copa América", declarou o treinador.

No entanto, o técnico mexicano tem que lidar com vários problemas. Dois de seus principais jogadores, o atacante Jared Borgetti e o meia Andrés Guardado (autor do gol do México na decisão da Copa Ouro), se machucaram durante o jogo contra os Estados Unidos e não poderão enfrentar o Brasil.

Borgetti sofreu um estiramento muscular na perna e Guardado foi levado ao hospital depois de um choque violento com um adversário. O caso do veterano artilheiro é o mais grave. O próprio jogador afirmou que pode até ficar fora de toda a Copa América. "Não acredito que possa jogar tão cedo", lamentou o jogador.

A equipe do México ainda se apresenta para o torneio continental com três importantes baixas: seguindo o exemplo de Kaká e Ronaldinho Gaúcho na seleção brasileira, o volante Pavel Pardo e os defensores Ricardo Osório e Carlos Salcido pediram para ser dispensados da Copa América alegando extremo cansaço.

"Estamos realmente acabados, e pedimos ao treinador Hugo Sanchez que não nos convocasse para a Copa América. Precisamos de um tempo para ficar com nossas famílias”, explicou Pardo, que joga com Osório, no Stuttgart, atual campeão da Bundesliga.

Salcido, defensor do PSV Eindhoven holandês, pediu dispensa pelas mesmas razões. No entanto, sua relação com o técnico Sanchez já não era das melhores.

Pardo, Osorio e Salcido disputaram a final da Copa Ouro domingo em Chicago.

A principal estrela da seleção mexicana é Rafael Márquez, zagueiro do Barcelona e capitão da equipe asteca na Copa do Mundo de 2006. No ataque, se destacam Omar Bravo (Guadalajara) e o veterano Cuauhtémoc Blanco (América de México), que disputou os Mundiais de 1998 e 2002.

Passado - A Seleção Brasileira tem um retrospecto favorável contra o México na Copa América: nas últimas quatro edições (1997, 1999, 2001 e 2004), foram cinco jogos, com quatro vitórias e um empate.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil enfrenta um México com desfalques na Copa América

Do Diário OnLine
Com AFP

26/06/2007 | 14:35


O Brasil vai enfrentar uma seleção mexicana diminuída e privada de seu artilheiro Jared Borgetti, em sua estréia na Copa América, quarta-feira às 20h45 (21h45 de Brasília), na cidade venezuelana de Puerto Ordaz.

Ao contrário, a Seleção Brasileira treinou segunda-feira pela primeira vez com seus 22 jogadores, e está em ponta de bala.

Dunga deve escalar o time com Hélton no gol, Juan e Alex na zaga, Maicon e Gilberto nas laterais, Gilberto Silva, Mineiro, Elano e Diego no meio, e Robinho e Vágner Love no ataque.

Diego fica sendo o principal responsável pela criação das jogadas, e os laterais têm mais liberdade para avançar ao campo adversário.

Dois problemas aparecem na seleção brasileira. O primeiro, mencionado pelo próprio treinador brasileiro, Dunga, é a falta de comunicação entre os jogadores dentro de campo. Porém, a situação já está sendo resolvida, segundo Mineiro, Elano e o próprio Dunga.

O segundo, mais preocupante, é a escassez de gols marcados pelos atacantes. No coletivo de segunda-feira, que terminou 1 a1,  os gols foram marcados de fora da área pelo lateral Daniel Alves e pelo zagueiro Alex em violenta cobrança de falta.

Robinho, Vágner Love, Fred e Afonso não balançaram as redes.

Adversário – Apesar de ser convidada, o México não vem para brincadeira. O técnico da seleção mexicana, Hugo Sanchez, afirmou, domingo, em Chicago depois da derrota de sua equipe para os Estados Unidos por 2 a 1na final da Copa Ouro que seu objetivo é ganhar a Copa América.

'Não gostamos de perder, mas acho que cumprimos nosso papel. O fato de perder contra os Estados Unidos, nos Estados Unidos, da forma como jogamos, nos deixa satisfeitos antes da Copa América", declarou o treinador.

No entanto, o técnico mexicano tem que lidar com vários problemas. Dois de seus principais jogadores, o atacante Jared Borgetti e o meia Andrés Guardado (autor do gol do México na decisão da Copa Ouro), se machucaram durante o jogo contra os Estados Unidos e não poderão enfrentar o Brasil.

Borgetti sofreu um estiramento muscular na perna e Guardado foi levado ao hospital depois de um choque violento com um adversário. O caso do veterano artilheiro é o mais grave. O próprio jogador afirmou que pode até ficar fora de toda a Copa América. "Não acredito que possa jogar tão cedo", lamentou o jogador.

A equipe do México ainda se apresenta para o torneio continental com três importantes baixas: seguindo o exemplo de Kaká e Ronaldinho Gaúcho na seleção brasileira, o volante Pavel Pardo e os defensores Ricardo Osório e Carlos Salcido pediram para ser dispensados da Copa América alegando extremo cansaço.

"Estamos realmente acabados, e pedimos ao treinador Hugo Sanchez que não nos convocasse para a Copa América. Precisamos de um tempo para ficar com nossas famílias”, explicou Pardo, que joga com Osório, no Stuttgart, atual campeão da Bundesliga.

Salcido, defensor do PSV Eindhoven holandês, pediu dispensa pelas mesmas razões. No entanto, sua relação com o técnico Sanchez já não era das melhores.

Pardo, Osorio e Salcido disputaram a final da Copa Ouro domingo em Chicago.

A principal estrela da seleção mexicana é Rafael Márquez, zagueiro do Barcelona e capitão da equipe asteca na Copa do Mundo de 2006. No ataque, se destacam Omar Bravo (Guadalajara) e o veterano Cuauhtémoc Blanco (América de México), que disputou os Mundiais de 1998 e 2002.

Passado - A Seleção Brasileira tem um retrospecto favorável contra o México na Copa América: nas últimas quatro edições (1997, 1999, 2001 e 2004), foram cinco jogos, com quatro vitórias e um empate.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;