Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Velha Guarda da Portela concorre ao Grammy Latino


Do Diário do Grande ABC

09/09/2000 | 14:58


Na primeira ediçao do Grammy Latino, que acontece em Los Angeles, nesta quarta-feira, uma penca de artistas brasileiros estará concorrendo pelo menos nas sete categorias do prêmio dedicadas à música do país. Entre eles, estao Cássia Eller, Ivete Sangalo, Caetano Veloso, Los Hermanos, Maria Bethânia, Ana Carolina, Lenine, Gilberto Gil, entre outros. Disputando o prêmio Melhor Disco de Samba/Pagode, ao lado de Alcione, Martinho da Vila e Zeca Pagodinho, estao as Velhas Guardas da Mangueira e da Portela.

Este parece ser mesmo o ano de ascensao dos sambistas veteranos dessas duas escolas que figuram entre as mais antigas e queridas do Rio. O reconhecimento da Velha Guarda da Portela veio mais cedo, no começo do ano, com um pacote cultural que incluiu o disco Tudo azul (Phonomotor), produzido por Marisa Monte, uma série de shows com a cantora e o anúncio de um documentário que está sendo feito pelos diretores Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda, da Conspiraçao Filmes. A indicaçao do Grammy chega para completar o bom momento da escola.

"Recebemos a notícia na casa da Surica, em Oswaldo Cruz, com muita festa", conta o bamba Monarco. "Este ano parece que as coisas estao dando certo para a gente. O nosso disco já vendeu mais de 40 mil cópias, oh, que coisa boa", completa.

Monarco conta que ainda nao sabe se ele e seus 12 amigos de samba poderao acompanhar de perto a cerimônia de premiaçao nos Estados Unidos. "Mais gostaríamos muito de ir até lá", diz. O sambista e o resto da turma azul-e-branco se animam também com a indicaçao da co-irma mangueirense. "A Velha Guarda da Mangueira, como nós, passou pelo mesmo caminho espinhoso do samba e merece todo o reconhecimento", avalia o sambista.

"Todo esse renascimento, nosso e deles, vem para resgatar os grandes sambas de raiz e nos faz lembrar os bons tempos idos", acrescenta. Mais do que isso, o reconhecimento conquistado por esses veteranos do samba vem devolver a eles o merecido lugar ao sol.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Velha Guarda da Portela concorre ao Grammy Latino

Do Diário do Grande ABC

09/09/2000 | 14:58


Na primeira ediçao do Grammy Latino, que acontece em Los Angeles, nesta quarta-feira, uma penca de artistas brasileiros estará concorrendo pelo menos nas sete categorias do prêmio dedicadas à música do país. Entre eles, estao Cássia Eller, Ivete Sangalo, Caetano Veloso, Los Hermanos, Maria Bethânia, Ana Carolina, Lenine, Gilberto Gil, entre outros. Disputando o prêmio Melhor Disco de Samba/Pagode, ao lado de Alcione, Martinho da Vila e Zeca Pagodinho, estao as Velhas Guardas da Mangueira e da Portela.

Este parece ser mesmo o ano de ascensao dos sambistas veteranos dessas duas escolas que figuram entre as mais antigas e queridas do Rio. O reconhecimento da Velha Guarda da Portela veio mais cedo, no começo do ano, com um pacote cultural que incluiu o disco Tudo azul (Phonomotor), produzido por Marisa Monte, uma série de shows com a cantora e o anúncio de um documentário que está sendo feito pelos diretores Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda, da Conspiraçao Filmes. A indicaçao do Grammy chega para completar o bom momento da escola.

"Recebemos a notícia na casa da Surica, em Oswaldo Cruz, com muita festa", conta o bamba Monarco. "Este ano parece que as coisas estao dando certo para a gente. O nosso disco já vendeu mais de 40 mil cópias, oh, que coisa boa", completa.

Monarco conta que ainda nao sabe se ele e seus 12 amigos de samba poderao acompanhar de perto a cerimônia de premiaçao nos Estados Unidos. "Mais gostaríamos muito de ir até lá", diz. O sambista e o resto da turma azul-e-branco se animam também com a indicaçao da co-irma mangueirense. "A Velha Guarda da Mangueira, como nós, passou pelo mesmo caminho espinhoso do samba e merece todo o reconhecimento", avalia o sambista.

"Todo esse renascimento, nosso e deles, vem para resgatar os grandes sambas de raiz e nos faz lembrar os bons tempos idos", acrescenta. Mais do que isso, o reconhecimento conquistado por esses veteranos do samba vem devolver a eles o merecido lugar ao sol.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;