Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Vaticano critica medidas do governo sobre uso pessoal da maconha


Da AFP

15/11/2006 | 14:21


O jornal do Vaticano, L'Osservatore Romano, criticou duramente a medida adotada esta semana pelo governo italiano de centro-esquerda que aumenta a quantidade de maconha que uma pessoa pode carregar para uso pessoal sem que, por isso, acabe sendo presa.

"Uma grave erro, um perigo e uma mensagem negativa para milhares de jovens", afirma o editorial do L'Osservatore Romano, que se opõe à medida aprovada na segunda-feira pela ministra da Saúde, Livia Turco.

A lei vigente, adotada durante o governo de centro-direita para endurecer os castigos tanto para o consumidor como para o vendedor, considerava que a pessoa em posse de 500 miligramas (meio grama) de cannabis podia ser acusada de tráfico de drogas e castigada com a prisão.

O novo decreto prevê sanções administrativas para quem estiver de posse de um grama e foi adotado para que centenas de simples consumidores acabem na cadeia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vaticano critica medidas do governo sobre uso pessoal da maconha

Da AFP

15/11/2006 | 14:21


O jornal do Vaticano, L'Osservatore Romano, criticou duramente a medida adotada esta semana pelo governo italiano de centro-esquerda que aumenta a quantidade de maconha que uma pessoa pode carregar para uso pessoal sem que, por isso, acabe sendo presa.

"Uma grave erro, um perigo e uma mensagem negativa para milhares de jovens", afirma o editorial do L'Osservatore Romano, que se opõe à medida aprovada na segunda-feira pela ministra da Saúde, Livia Turco.

A lei vigente, adotada durante o governo de centro-direita para endurecer os castigos tanto para o consumidor como para o vendedor, considerava que a pessoa em posse de 500 miligramas (meio grama) de cannabis podia ser acusada de tráfico de drogas e castigada com a prisão.

O novo decreto prevê sanções administrativas para quem estiver de posse de um grama e foi adotado para que centenas de simples consumidores acabem na cadeia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;