Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Engrandeceria o PTB, diz Auricchio

Ex-verde tem a porta petebista escancarada; só falta assinar a ficha


Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

09/04/2013 | 07:00


Clóvis Volpi deixou o PV. Fontes da executiva estadual do PTB garantem que só falta assinar a ficha para ingressar no partido de Campos Machado. Enquanto isso não ocorre, o ex-prefeito de Ribeirão Pires é elogiado por petebistas de expressão, como o secretário estadual de Esporte, Lazer e Turismo, José Auricchio Júnior.

"É um grande nome que temos de tentar trazer. Engrandeceria demais o PTB, por sua história rica em vida pública. É um quadro de altíssimo valor", avaliou o titular da Pasta paulista, que será chefe de Volpi, futuro secretário adjunto - o governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinará a nomeação nas próximas horas.

"O Clóvis gosta de esporte, entende de esporte, vai ser muito importante do ponto de vista técnico agregar esse valor. Isso mostra também preocupação permanente do governador com o Grande ABC, aumentando o grau de representatividade da região no seu governo, diferentemente de épocas passadas, com raríssimas exceções", avaliou Auricchio.

Segundo o secretário e ex-chefe do Executivo de São Caetano, o momento do PTB é de "reestruturação" e o ex-verde também ajudará no processo partidário. "É expert em estruturação partidária, teve missões virtuosas na construção e na fundação do PSDB e depois do PV. Com certeza traz outros quadros e outros líderes."

Auricchio refere-se à atual fase de recomposição, após duas derrotas importantes na eleição de 2012, quando perdeu as prefeituras de Santo André e São Caetano. Consequentemente, viu o PT ganhar campo no Grande ABC. Agora, com Auricchio, Volpi e o diretor da Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), ex-vereador de São Bernardo, a região ganha projeção junto ao Palácio dos Bandeirantes, o que revigora o grupo na disputa pela reeleição de Alckmin no ano que vem.

Mas o secretário de Esporte evita falar de conjuntura político-eleitoral para focar no desenvolvimento do PTB. "Todo partido quer crescer. O PTB teve reveses significativos. Ainda que mantenha a vice-prefeitura de São Bernardo, Diadema e Rio Grande da Serra, perdeu dois importantíssimos espaços que tinha. O PTB precisa procurar caminho de reconstruir e reconquistar espaço. Num panorama de república federativa como é da do Brasil, se não tiverem crescimento, os partidos são instituições frágeis do ponto de vista programático, de sobrevivência econômica e de estrutura de comando. Isso tudo faz com que se busque manutenção de quadros e resultados".

 

Liderança espera que Regina Maura continue no partido

José Auricchio Júnior espera que Regina Maura Zetone reveja sua intenção de deixar o PTB são-caetanense. A médica é secretária de Saúde de Rio Grande da Serra e foi a aposta do petebista para manter o partido no comando do Palácio da Cerâmica. Mas ela perdeu para Paulo Pinheiro, atual prefeito (PMDB).

Regina Maura sinalizou saída após ficar descontente com declarações do presidente estadual petebista, Campos Machado, que credenciou boa parte da derrota nas urnas à médica. "Não tenho posição final dela. Espero que reveja. É um quadro importante. Tem história no partido, o tio dela é fundador (ex-vice-prefeito de São Caetano Silvio Torres, morto em 2008). Espero que a incompreensão numa fala, de forma geral, seja revista, e ela entenda que o partido tem dimensão bastante grande que permite a acolhida dela", discorreu Auricchio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;