Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo tem 80% da frota de ônibus em circulação


Do Diário OnLine
Com Diário do Grande ABC

31/05/2001 | 10:40


São Bernardo já está com 80% da frota de ônibus circulando normalmente. Parte dos grevistas da cidade voltou ao trabalho na manhã desta quinta-feira, contrariando a decisão da assembléia realizada na noite de quarta de manter a paralisação dos motoristas e cobradores nas sete cidades do Grande ABC. No primeiro dia, a greve prejudicou cerca de 1,2 milhão de pessoas de toda a Região.

O Fiscal de Plantão da Viação Riacho Grande, Eudivan Casimiro, informou que os funcionários da Viação Riacho Grande, Metra, Viação ABC, SBC Trans, Viação Alpina e Expresso São Bernardo voltaram a trabalhar por volta das 6h.

Em Santo André a paralisação continua parcialmente, com circulação de ônibus da Viação Padroeira, São Camilo e Nova Santo André. Os trólebus continuam em greve.

O presidente do Sindicato dos Condutores do ABC, Francisco Mendes da Silva, disse em entrevista à Rádio CBN que alguns grevistas voltaram ao trabalho porque receberam ameaças de empresários. “Algumas pessoas receberam cartas e telefonas com ameaças de demissão”, afirmou.

O sindicato, que está sujeito a pagar multa diária de R$ 70 mil, participa nesta quinta de nova audiência no TRT.

Na audiência realizada na quarta, o juiz, além de determinar a suspensão da greve, obrigou as empresas a conceder 6% de aumento salarial, reajuste de 15% sobre o vale-refeição e PLR (Participação nos Lucros e Resultados). No entanto, a categoria continua a reivindicar aumento salarial de 20%, redução da jornada de trabalho de sete horas e 20 minutos para seis horas e 40 minutos, mais a remuneração dos 25 minutos destinados à refeição. Esses benefícios foram rejeitados pelas empresas.

Depredação – Eudivan informou que durante a madrugada, por volta das 5h, quatro ônibus da Viação Riacho Grande foram depredados por dois grevistas, que estavam de moto. "Um dava cobertura enquanto o outro atirava as pedras nos vidros das janelas dos ônibus, mas os carros já foram concertados", afirmou.

O vandalismo aconteceu na Estrada dos Casa, no Bairro dos Casa, em São Bernardo, próximo às imediações da Viação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo tem 80% da frota de ônibus em circulação

Do Diário OnLine
Com Diário do Grande ABC

31/05/2001 | 10:40


São Bernardo já está com 80% da frota de ônibus circulando normalmente. Parte dos grevistas da cidade voltou ao trabalho na manhã desta quinta-feira, contrariando a decisão da assembléia realizada na noite de quarta de manter a paralisação dos motoristas e cobradores nas sete cidades do Grande ABC. No primeiro dia, a greve prejudicou cerca de 1,2 milhão de pessoas de toda a Região.

O Fiscal de Plantão da Viação Riacho Grande, Eudivan Casimiro, informou que os funcionários da Viação Riacho Grande, Metra, Viação ABC, SBC Trans, Viação Alpina e Expresso São Bernardo voltaram a trabalhar por volta das 6h.

Em Santo André a paralisação continua parcialmente, com circulação de ônibus da Viação Padroeira, São Camilo e Nova Santo André. Os trólebus continuam em greve.

O presidente do Sindicato dos Condutores do ABC, Francisco Mendes da Silva, disse em entrevista à Rádio CBN que alguns grevistas voltaram ao trabalho porque receberam ameaças de empresários. “Algumas pessoas receberam cartas e telefonas com ameaças de demissão”, afirmou.

O sindicato, que está sujeito a pagar multa diária de R$ 70 mil, participa nesta quinta de nova audiência no TRT.

Na audiência realizada na quarta, o juiz, além de determinar a suspensão da greve, obrigou as empresas a conceder 6% de aumento salarial, reajuste de 15% sobre o vale-refeição e PLR (Participação nos Lucros e Resultados). No entanto, a categoria continua a reivindicar aumento salarial de 20%, redução da jornada de trabalho de sete horas e 20 minutos para seis horas e 40 minutos, mais a remuneração dos 25 minutos destinados à refeição. Esses benefícios foram rejeitados pelas empresas.

Depredação – Eudivan informou que durante a madrugada, por volta das 5h, quatro ônibus da Viação Riacho Grande foram depredados por dois grevistas, que estavam de moto. "Um dava cobertura enquanto o outro atirava as pedras nos vidros das janelas dos ônibus, mas os carros já foram concertados", afirmou.

O vandalismo aconteceu na Estrada dos Casa, no Bairro dos Casa, em São Bernardo, próximo às imediações da Viação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;