Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

F-1: BAR já admite perder Jenson Button


Flavio Gomes
De Budapeste, para o Diário

13/08/2004 | 00:01


A BAR já se conformou com a perda de Jenson Button. A equipe vai brigar na Justiça por alguma indenização, mas sabe que o piloto inglês estará mesmo na Williams em 2005. E, por isso, saiu atrás de um substituto. São poucos os pilotos de ponta disponíveis ou propensos a romper seus contratos atuais. Rubens Barrichello está na lista. Mas o primeiro sondado concretamente foi Jarno Trulli, que disse não.

O italiano, dispensado da Renault, recebeu um telefonema do chefe da BAR, David Richards, agradeceu, mas confirmou que está comprometido com a Toyota. Jarno falou que, por uma questão de lealdade, não poderia voltar atrás no que acertou com os japoneses. Richards elogiou sua honestidade, “coisa rara na F-1 de hoje”.

David Coulthard passou a ser uma delas. Ele mesmo se candidatou, quinta-feira, à vaga que será aberta com a saída de Button. “É uma ótima equipe e adoraria correr para eles”, falou o escocês, que será substituído na McLaren, em 2005, por Juan Pablo Montoya.

Jenson foi um dos escalados pela FIA para a entrevista obrigatória de quinta-feira em Budapeste, na véspera da abertura dos treinos para o GP da Hungria. Manteve absoluto silêncio diante da batelada de perguntas sobre sua rumorosa transferência para a Williams. Ele esteve nos boxes da BAR de tarde e falou que o clima com os mecânicos e demais integrantes do time “é positivo”. “Ninguém deixou de falar comigo. Temos um trabalho a fazer aqui e vamos fazê-lo da melhor maneira possível. Podemos pensar em vitória neste fim de semana.”

Os treinos para o GP húngaro, 13ª etapa do Mundial, começam nesta sexta-feira, a partir das 6h de Brasília.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;