Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

PIB da Austrália é insuficiente para evitar desemprego, diz membro do RBA



04/03/2015 | 04:00


O crescimento apresentado pela economia australiana no quarto trimestre do ano passado é insuficiente para prevenir uma alta do desemprego no país, afirmou nesta quarta-feira o economista John Edwards, membro do conselho de política monetária do banco central da Austrália.

Nos últimos três meses de 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou uma expansão de 2,5% ante igual período de 2013. "Nós ainda temos uma rápida taxa de crescimento da força de trabalho e, por isso, não há dúvidas de que esse crescimento do PIB está abaixo do que precisamos para evitar mais desemprego. Nós temos que obter uma expansão de pelo menos 3,0%", disse.

O desemprego no país subiu de 6,1% em dezembro para 6,4% em janeiro, o maior nível em 12 anos. Em relatório recente, o banco central estimou que a taxa de desemprego pode subir a no máximo 6,5%, em um horizonte que abrange os próximos dois anos.

Na terça-feira, o banco central decidiu manter a taxa de juros a 2,25% ao ano, quando o mercado esperava uma nova redução, para estimular a economia. No entanto, a autoridade monetária teme que juros mais baixos causem um superaquecimento do mercado imobiliário, que já passa por uma forte alta dos preços. Com informações da Dow Jones Newswires



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PIB da Austrália é insuficiente para evitar desemprego, diz membro do RBA


04/03/2015 | 04:00


O crescimento apresentado pela economia australiana no quarto trimestre do ano passado é insuficiente para prevenir uma alta do desemprego no país, afirmou nesta quarta-feira o economista John Edwards, membro do conselho de política monetária do banco central da Austrália.

Nos últimos três meses de 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou uma expansão de 2,5% ante igual período de 2013. "Nós ainda temos uma rápida taxa de crescimento da força de trabalho e, por isso, não há dúvidas de que esse crescimento do PIB está abaixo do que precisamos para evitar mais desemprego. Nós temos que obter uma expansão de pelo menos 3,0%", disse.

O desemprego no país subiu de 6,1% em dezembro para 6,4% em janeiro, o maior nível em 12 anos. Em relatório recente, o banco central estimou que a taxa de desemprego pode subir a no máximo 6,5%, em um horizonte que abrange os próximos dois anos.

Na terça-feira, o banco central decidiu manter a taxa de juros a 2,25% ao ano, quando o mercado esperava uma nova redução, para estimular a economia. No entanto, a autoridade monetária teme que juros mais baixos causem um superaquecimento do mercado imobiliário, que já passa por uma forte alta dos preços. Com informações da Dow Jones Newswires

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;