Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bolo de 1 tonelada faz homenagem a santa Rita


Roberta Nomura
Especial para o Diário

21/05/2005 | 09:17


Um bolo de uma tonelada promete ser o ponto alto das comemorações pelo Dia de Santa Rita de Cássia, neste domingo, na região. A idealizadora da homenagem à padroeira das causas impossíveis é a dona-de-casa Tereza Bento Rossa, 58 anos, de Diadema. Os preparativos começaram no dia de Nossa Senhora de Fátima (13). “Fizemos a novena e às 5h de domingo teremos o encerramento do terço”, explica Tereza, que passa mais tempo na paróquia que em sua própria casa e faz sozinha o bolo recheado de ameixas.

Tanta devoção tem um motivo. Em 1983, Tereza sofreu um acidente e ficou sem andar durante dois anos. “Estava indo para São Caetano de ônibus e sentei no último banco. De repente o motorista subiu na guia com a roda traseira. Voei, bati a cabeça no teto e na hora que caí quebrei a última vértebra da coluna”, conta. Ao longo da recuperação, a dona-de-casa prometeu a santa Rita que caso recuperasse o movimento das pernas passaria a colaborar com uma paróquia que levasse seu nome. “Mesmo antes do acidente, quando estava em apuros, sempre recorria a ela, mas depois da graça alcançada, mais ainda”, diz a devota que mora há 38 anos em Diadema, e há 20 se dedica à igreja.

Além de participar de projetos da paróquia, Tereza é fundamental nos preparativos da festa da padroeira. “Logo que comecei a ter agilidade nas pernas, a primeira coisa que fiz foi o bolo para o dia dela”, explica. Hábito que já se tornou tradição há 20 anos.

O primeiro tinha apenas 5 kg. Este ano, o bolo terá uma tonelada e cada pedaço será vendido a R$ 1,50. “A paróquia compra os ingredientes e eu passo três dias preparando”, afirma. Ao todo são dez tabuleiros de dois metros, decorados com imagens da santa. Tereza explica que o bolo pode ser comprado logo após a primeira missa do dia. “Primeiro o padre tem de benzer”. Estão programadas ainda missas e procissão.

Para Tereza, a parte mais bonita da festa é o altar da Santa. “Os fiéis oferecem tantas rosas que ali vira um jardim lindo”, conta. Tradicionalmente os devotos colocam rosas, da cor vermelha, porque Santa Rita possuía uma ferida de espinho da flor na testa. Os fiéis acreditam que a roseira permanece viva até hoje, em Cássia, na Itália. “Mesmo quando não encontram rosas, as pessoas acreditam tanto que trazem outros tipos de flores. O importante é fazer a oferenda.”

Santa Rita de Cássia nasceu na Província de Úmbria, na Itália, em 1386. Desde criança queria ser freira, mas por obediência aos pais, casou-se aos 12 anos com um homem violento e infiel, com quem teve dois filhos. Após o marido ser assassinado, seus filhos tentaram vingar a morte do pai e também foram mortos. Após perder os filhos, Santa Rita tentou entrar para um convento, mas inicialmente não foi aceita por ser viúva. Acabou sendo admitida em 1407.

A Santa presenciou dois milagres. Em 1417, teve uma visão semelhante à escada de Jacob e no ano seguinte, após regar um ramo seco de vinha durante um ano, cachos de uvas começaram a brotar da árvore aparentemente morta. Santa Rita morreu de tuberculose no dia 22 de maio de 1457, aos 76 anos. Hoje, é considerada a padroeira das causas impossíveis e protetora de mães e mulheres que sofrem maus-tratos dos maridos.

Programação

Santo André
Paróquia Santa Rita de Cássia
Rua Padre Aguinaldo Sebastião Vieira, 70, Vila Gilda
Seis missas ao longo do dia, com início às 7h e término às 18h; último dia de quermesse, com destaque para fogazza, pastel e pizza (até 23h); procissão (sem hora definida).

São Caetano
Capela Santa Rita de Cássia
Rua Alegre, esquina com Presidente Kennedy, Vila Barcelona
Três missas (10h, 16h e 19h), quermesses com comídas típicas, jogos e bingos (das 10h às 23h). Entrada gratuita.

Diadema
Paróquia Santa Rita de Cássia
Rua Brejaúva, 191, Vila Santa Rita

Missa a cada uma hora, das 5h às 19h; churrasco a partir das 10h; apresentação de peças teatrais sobre história de vida da Santa Rita de Cássia. Destaque para bolo de uma tonelada, com recheio de ameixa e decoração da Santa (R$ 1,50). Procissão pelo bairro às 20h30.

Oração a santa Rita de Cássia

Ó poderosa e gloriosa santa Rita, chamada de santa dos impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliadora da última hora, refúgio e abrigo da dor que arrasta para o abismo do pecado e da desesperação, com toda a confiança no vosso poder junto ao Coração Sagrado de Jesus, a Vós recorro no caso difícil e imprevisto, que dolorosamente oprime o meu coração. Obtende-me a graça que desejo, pois, sendo-me necessária a quero. Apresentada por vós a minha oração, o meu pedido, por vós que sois tão amada por Deus, certamente serei atendido. Dizei a Nosso Senhor que me valerei da graça para melhorar a minha vida e os meus costumes e para cantar na terra e no céu a divina misericórdia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;