Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ary Fontoura fala sobre sucesso nas redes sociais e título de muso da pandemia

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ator veterano tem feito sucesso com postagens no Instagram



12/06/2020 | 11:11


Ary Fontoura se tornou um fenômeno no Instagram desde que o isolamento social começou. Em entrevista para o Conversa com Bial, o ator, de 87 anos de idade, comentou na madrugada desta sexta-feira, dia 12, sobre o sucesso na rede social. Segundo ele, as mensagens positivistas servem para ajudar as pessoas a enfrentar esse momento difícil.

- Procuro transmitir pensamentos positivos para as pessoas, explicou para Pedro Bial.

Nas postagens, Ary se exibe para os 900 mil seguidores limpando a casa, fazendo pudim de tapioca, dando receita de bolo ou mesmo bebendo um simples cafezinho em casa, sempre com muito bom humor.

- Percebi que eu passo uma bela de uma vassoura no chão, que sei fazer bolo e sei cozinhar. São afazeres que não eram do meu cotidiano, mas passaram a ser. Essas coisas comuns do cotidiano chegaram nas pessoas, disse o ator.

Além de ler, ouvir música, assistir TV e conversar com os amigos, o ator contou que o perfil no Instagram está sendo como um presente para enfrentar a quarentena:

- A página tem me tomado bastante tempo e eu realmente gosto disso. Também ganhei um título que eu não tinha, o de: muso da pandemia.

Para deixar a quarentena mais leve, Ary deu algumas dicas:

- Eu tapeio essa pandemia enchendo a cabeça de coisas positivas. Procuro me cercar de coisas alegres e pensamentos bons. Por exemplo: não pense que o seu fim está próximo [por causa do coronavírus], e sim que ele virá independente de sua vontade, seja em qualquer circunstância.

Em uma postagem sobre um bolo de laranja, que chegou a ter mais de 230 mil curtidas e 20 mil comentários, Ary contou que recebeu até mensagem de hater.

- Eu sei que tem pessoas me odiando. Inclusive, de uma forma muito engraçada. Uma pessoa se manifestou dizendo: Ary, estou com um ódio de você porque fiz esse bolo de laranja e ganhei mais um quilo, riu.

Na entrevista, Ary também deu detalhes sobre seu passado, quando deixou a faculdade de direito em Curitiba para seguir a carreira de ator no Rio de Janeiro. Sobre a família, o ator ressaltou o orgulho que sente pelo irmão Ivan, que é médico.

- Meu irmão me comove, realmente. É um grande cara, um sujeito que fez da medicina a sua vida.

Aposentado, Ivan tem 93 anos de idade e trabalha como pediatra voluntário no Pontal do Paraná. Ainda a conversa, Ary contou a Pedro Bial uma história de quando foi visitar o irmão e se deparou com uma fila de 200 pessoas na porta. Ele lembra que ficou incomodado ao supor que os moradores da cidade estavam lá para autógrafos e fotos, quando na verdade a fila era para o pediatra.

- Fiquei tão envergonhado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ary Fontoura fala sobre sucesso nas redes sociais e título de muso da pandemia

Ator veterano tem feito sucesso com postagens no Instagram


12/06/2020 | 11:11


Ary Fontoura se tornou um fenômeno no Instagram desde que o isolamento social começou. Em entrevista para o Conversa com Bial, o ator, de 87 anos de idade, comentou na madrugada desta sexta-feira, dia 12, sobre o sucesso na rede social. Segundo ele, as mensagens positivistas servem para ajudar as pessoas a enfrentar esse momento difícil.

- Procuro transmitir pensamentos positivos para as pessoas, explicou para Pedro Bial.

Nas postagens, Ary se exibe para os 900 mil seguidores limpando a casa, fazendo pudim de tapioca, dando receita de bolo ou mesmo bebendo um simples cafezinho em casa, sempre com muito bom humor.

- Percebi que eu passo uma bela de uma vassoura no chão, que sei fazer bolo e sei cozinhar. São afazeres que não eram do meu cotidiano, mas passaram a ser. Essas coisas comuns do cotidiano chegaram nas pessoas, disse o ator.

Além de ler, ouvir música, assistir TV e conversar com os amigos, o ator contou que o perfil no Instagram está sendo como um presente para enfrentar a quarentena:

- A página tem me tomado bastante tempo e eu realmente gosto disso. Também ganhei um título que eu não tinha, o de: muso da pandemia.

Para deixar a quarentena mais leve, Ary deu algumas dicas:

- Eu tapeio essa pandemia enchendo a cabeça de coisas positivas. Procuro me cercar de coisas alegres e pensamentos bons. Por exemplo: não pense que o seu fim está próximo [por causa do coronavírus], e sim que ele virá independente de sua vontade, seja em qualquer circunstância.

Em uma postagem sobre um bolo de laranja, que chegou a ter mais de 230 mil curtidas e 20 mil comentários, Ary contou que recebeu até mensagem de hater.

- Eu sei que tem pessoas me odiando. Inclusive, de uma forma muito engraçada. Uma pessoa se manifestou dizendo: Ary, estou com um ódio de você porque fiz esse bolo de laranja e ganhei mais um quilo, riu.

Na entrevista, Ary também deu detalhes sobre seu passado, quando deixou a faculdade de direito em Curitiba para seguir a carreira de ator no Rio de Janeiro. Sobre a família, o ator ressaltou o orgulho que sente pelo irmão Ivan, que é médico.

- Meu irmão me comove, realmente. É um grande cara, um sujeito que fez da medicina a sua vida.

Aposentado, Ivan tem 93 anos de idade e trabalha como pediatra voluntário no Pontal do Paraná. Ainda a conversa, Ary contou a Pedro Bial uma história de quando foi visitar o irmão e se deparou com uma fila de 200 pessoas na porta. Ele lembra que ficou incomodado ao supor que os moradores da cidade estavam lá para autógrafos e fotos, quando na verdade a fila era para o pediatra.

- Fiquei tão envergonhado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;