Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Imprensa americana prevê 'longo conflito'


Das Agências

08/10/2001 | 04:44


A imprensa dos Estados Unidos afirmou em seus editoriais desta segunda-feira que os ataques lançados no domingo pelos Estados Unidos e Grã-Bretanha contra alvos no Afeganistão, embora justificados, foram apenas o início de uma campanha antiterrorista que se prenuncia longa e difícil.

Para o Washington Post, "o que vimos foi o início de uma ofensiva que tomará certamente muitas outras formas e poderá ser mais longa, mais difícil e mais cara do que qualquer outro conflito da última década".

"Embora os riscos sejam maiores (que em conflitos anteriores), a justificativa e o objetivo dos Estados Unidos ao lançar esta campanha afegã também são", adianta o jornal.

Em um editorial intitulado "A ofensiva norte-americana começou", o jornal The New York Times afirma que "os norte-americanos apoiarão todos os esforços necessários para cumprir corretamente a missão" antiterrorista.

"Estes ataques não são provavelmente mais que o primeiro elemento de uma campanha militar no Afeganistão", continua o jornal, que destaca que as operações seguintes "poderão causar numerosos mortos do lado norte-americano".

Sob o título "Não desejados, mas necessários", o jornal Los Angeles Times qualifica os ataques de "necessários" e diz: "Era uma medida que ninguém queria. Mas que precisava ser tomada".

The New York Times elogia o fato de Bush ter incluído com critério na estratégia norte-americana o fornecimento de ajuda humanitária ao povo afegão.

"Agora começa um novo período, perigoso e sem guias. É um período angustiante, durante o qual os temores de novos ataques terroristas serão provavelmente ainda maiores", adverte o jornal nova-iorquino.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Imprensa americana prevê 'longo conflito'

Das Agências

08/10/2001 | 04:44


A imprensa dos Estados Unidos afirmou em seus editoriais desta segunda-feira que os ataques lançados no domingo pelos Estados Unidos e Grã-Bretanha contra alvos no Afeganistão, embora justificados, foram apenas o início de uma campanha antiterrorista que se prenuncia longa e difícil.

Para o Washington Post, "o que vimos foi o início de uma ofensiva que tomará certamente muitas outras formas e poderá ser mais longa, mais difícil e mais cara do que qualquer outro conflito da última década".

"Embora os riscos sejam maiores (que em conflitos anteriores), a justificativa e o objetivo dos Estados Unidos ao lançar esta campanha afegã também são", adianta o jornal.

Em um editorial intitulado "A ofensiva norte-americana começou", o jornal The New York Times afirma que "os norte-americanos apoiarão todos os esforços necessários para cumprir corretamente a missão" antiterrorista.

"Estes ataques não são provavelmente mais que o primeiro elemento de uma campanha militar no Afeganistão", continua o jornal, que destaca que as operações seguintes "poderão causar numerosos mortos do lado norte-americano".

Sob o título "Não desejados, mas necessários", o jornal Los Angeles Times qualifica os ataques de "necessários" e diz: "Era uma medida que ninguém queria. Mas que precisava ser tomada".

The New York Times elogia o fato de Bush ter incluído com critério na estratégia norte-americana o fornecimento de ajuda humanitária ao povo afegão.

"Agora começa um novo período, perigoso e sem guias. É um período angustiante, durante o qual os temores de novos ataques terroristas serão provavelmente ainda maiores", adverte o jornal nova-iorquino.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;