Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Nova presidente promete abrir caixa-preta da FUABC

Ari Paleta/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Maria Bernadette Vianna afirma que vai trabalhar
dados públicos no portal e adotar pregão eletrônico


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

01/02/2017 | 07:00


Futura presidente da FUABC (Fundação do ABC), Maria Bernadette Zambotto Vianna afirmou que uma das metas de seu mandato será rever a caixa-preta instalada na instituição, que não apresenta publicamente dados sobre receita, despesa, contratos ou folha de pagamento.

Na segunda-feira, o Diário mostrou que a FUABC desrespeita a Lei Complementar 101, de maio de 2000, que obriga que órgãos públicos apresentem à sociedade os dados de fluxo de caixa, atas de registro de preços e até tabela de cargos e salários. No caso da FUABC, essas informações não são apresentadas no site oficial da instituição regional nem na sede, na Avenida Príncipe de Gales, em Santo André.

“Uma ferramenta importante para isso (desvendar a caixa-preta da Fundação), para atender a essa expectativa, é trabalhar melhor o portal. Pode trazer informações que são retratos da instituição. Temos intenção também de instalar pregão eletrônico”, relatou Bernadette, em visita ao Diário, ressaltando que as medidas precisam de aprovação do conselho curador da FUABC, “Tudo que falo tem de ser deliberado e devidamente aprovado pelos conselheiros. São propostas, coisas que vamos encaminhar.”

Bernadette assume a função no lugar de Cida Damaia, que renunciou à presidência a pedido do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB). Cida havia sido apresentada à FUABC pelo ex-prefeito andreense Carlos Grana (PT) e eleita para mandato de dois anos. Bernadette ficará à frente da Fundação por apenas um ano. “Acredito que dê para encaminhar bastante coisa, não para solucionar tudo.”

Sobre esconder dados públicos, os agentes que administram a FUABC podem responder na esfera cível por improbidade administrativa ao desrespeitar a lei que obriga a divulgação de informações financeiras de órgãos públicos. “Ela recebe dinheiro público, deveria prestar contas sobre a movimentação. Teria sim que seguir os preceitos do Portal da Transparência. Isso ajuda, inclusive, ao usuário de seu sistema saber para onde vai o investimento”, declarou o advogado Arthur Rollo.

Formada pela Unisa (Universidade de Santo Amaro), Bernadette é médica proctologista, gastroenterologista e colonoscopista. Foi diretora geral do Hospital Municipal de Paulínia, coordenadora médica e médica intervencionista do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de São Bernardo, respondeu pela criação, implantação e coordenação do NIR (Núcleo Interno de Regulação) do CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André. Antes de ir para a FUABC, Bernadette estava como secretária adjunta de Saúde no governo de Paulo Serra.

Gestores relatam dificuldades financeiras
na instituição

Diretores de unidades gestoras da FUABC (Fundação do ABC), responsáveis pelo gerenciamento de unidades cobertas pela instituição, relataram ontem à nova presidente do órgão, Maria Bernadette Zambotto Vianna, dificuldades financeiras.

No fim do ano passado, a despeito de possuir orçamento de R$ 2,3 bilhões, a Fundação deixou de honrar compromissos com funcionários e viu desabastecidas de remédios unidades mantidas por ela, o que gerou duras críticas dos antigos e dos atuais prefeitos do Grande ABC.

“Vamos trabalhar com afinco e empenho para emergir e transformar essa Fundação do ABC em um grande guarda-chuva de apoio ao ensino, à pesquisa e à assistência à população”, declarou Bernadette, em reunião com esses gestores, no anfiteatro da Faculdade de Medicina.

Atual presidente e que vai renunciar ao cargo, Cida Damaia se despediu oficialmente dos colaboradores. “Foi uma honra trabalhar com vocês nesse período, quando soubemos superar nossas diferenças e enfrentar muitos desafios. Espero ter honrado o nome da Fundação do ABC nesse um ano de trabalho.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nova presidente promete abrir caixa-preta da FUABC

Maria Bernadette Vianna afirma que vai trabalhar
dados públicos no portal e adotar pregão eletrônico

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

01/02/2017 | 07:00


Futura presidente da FUABC (Fundação do ABC), Maria Bernadette Zambotto Vianna afirmou que uma das metas de seu mandato será rever a caixa-preta instalada na instituição, que não apresenta publicamente dados sobre receita, despesa, contratos ou folha de pagamento.

Na segunda-feira, o Diário mostrou que a FUABC desrespeita a Lei Complementar 101, de maio de 2000, que obriga que órgãos públicos apresentem à sociedade os dados de fluxo de caixa, atas de registro de preços e até tabela de cargos e salários. No caso da FUABC, essas informações não são apresentadas no site oficial da instituição regional nem na sede, na Avenida Príncipe de Gales, em Santo André.

“Uma ferramenta importante para isso (desvendar a caixa-preta da Fundação), para atender a essa expectativa, é trabalhar melhor o portal. Pode trazer informações que são retratos da instituição. Temos intenção também de instalar pregão eletrônico”, relatou Bernadette, em visita ao Diário, ressaltando que as medidas precisam de aprovação do conselho curador da FUABC, “Tudo que falo tem de ser deliberado e devidamente aprovado pelos conselheiros. São propostas, coisas que vamos encaminhar.”

Bernadette assume a função no lugar de Cida Damaia, que renunciou à presidência a pedido do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB). Cida havia sido apresentada à FUABC pelo ex-prefeito andreense Carlos Grana (PT) e eleita para mandato de dois anos. Bernadette ficará à frente da Fundação por apenas um ano. “Acredito que dê para encaminhar bastante coisa, não para solucionar tudo.”

Sobre esconder dados públicos, os agentes que administram a FUABC podem responder na esfera cível por improbidade administrativa ao desrespeitar a lei que obriga a divulgação de informações financeiras de órgãos públicos. “Ela recebe dinheiro público, deveria prestar contas sobre a movimentação. Teria sim que seguir os preceitos do Portal da Transparência. Isso ajuda, inclusive, ao usuário de seu sistema saber para onde vai o investimento”, declarou o advogado Arthur Rollo.

Formada pela Unisa (Universidade de Santo Amaro), Bernadette é médica proctologista, gastroenterologista e colonoscopista. Foi diretora geral do Hospital Municipal de Paulínia, coordenadora médica e médica intervencionista do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de São Bernardo, respondeu pela criação, implantação e coordenação do NIR (Núcleo Interno de Regulação) do CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André. Antes de ir para a FUABC, Bernadette estava como secretária adjunta de Saúde no governo de Paulo Serra.

Gestores relatam dificuldades financeiras
na instituição

Diretores de unidades gestoras da FUABC (Fundação do ABC), responsáveis pelo gerenciamento de unidades cobertas pela instituição, relataram ontem à nova presidente do órgão, Maria Bernadette Zambotto Vianna, dificuldades financeiras.

No fim do ano passado, a despeito de possuir orçamento de R$ 2,3 bilhões, a Fundação deixou de honrar compromissos com funcionários e viu desabastecidas de remédios unidades mantidas por ela, o que gerou duras críticas dos antigos e dos atuais prefeitos do Grande ABC.

“Vamos trabalhar com afinco e empenho para emergir e transformar essa Fundação do ABC em um grande guarda-chuva de apoio ao ensino, à pesquisa e à assistência à população”, declarou Bernadette, em reunião com esses gestores, no anfiteatro da Faculdade de Medicina.

Atual presidente e que vai renunciar ao cargo, Cida Damaia se despediu oficialmente dos colaboradores. “Foi uma honra trabalhar com vocês nesse período, quando soubemos superar nossas diferenças e enfrentar muitos desafios. Espero ter honrado o nome da Fundação do ABC nesse um ano de trabalho.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;