Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Flu reage e busca empate com o Friburguense



31/01/2013 | 00:20


Foi um dia para dar ritmo a jogadores que ainda não haviam atuado no ano. O técnico Abel Braga promoveu as estreias do meia Felipe e do lateral-esquerdo Fabian Monzón e ainda deu alguns minutos no segundo tempo para o atacante Fred. Não à toa, o Fluminense encarou, desde o início, como um treino a partida desta quarta-feira com o Friburguense, no Engenhão, pela 4ª rodada do Campeonato Carioca. A consequência foi um empate por 2 a 2, depois de a equipe do interior abrir vantagem de dois gols e ceder a igualdade no fim.

 

O destaque da noite, porém, não foi nenhum dos estreantes e nem Fred. Brilhou a estrela do goleiro Adilson, do Friburguense. Além de defesas cruciais, o arqueiro ainda deu uma assistência, acredite, em uma reposição de bola que na verdade foi um autêntico lançamento em profundidade.

 

Com oito pontos, o Fluminense se isolou na liderança do Grupo B. Mas o Flamengo, com sete pontos, tem a oportunidade de tomar o posto se vencer o Vasco, nesta quinta, às 19h30, no mesmo Engenhão. O Audax também tem sete pontos, mas perdeu nesta quarta para o Botafogo.

 

A equipe de Abel Braga vai a Macaé, sábado, para enfrentar o Quissamã. O Friburguense, com seis pontos na chave A e na quarta posição, encara o Boavista, também no sábado, em Moça Bonita. "Em algumas bolas com um pouquinho mais de ritmo eu poderia ter finalizado melhor. Para o primeiro jogo do ano está de bom tamanho", comentou Fred.

 

Convidado a atacar pelo ritmo pouco intimidante dos mandantes, os visitantes imprimiram boa pressão durante toda a primeira etapa. Mostrando bom toque de bola e aproveitando os enormes espaços deixados na intermediária defensiva do Fluminense, os tricolores serranos fizeram Diego Cavalieri trabalhar muito mais do que o goleiro Adilson.

 

E quando não foi Cavalieri, apareceu a trave de sua meta a impedir que o Friburguense abrisse o placar. No espaço de dois minutos, o zagueiro Diego Guerra e o lateral-direito Sérgio Gomes acertam o travessão tricolor. O primeiro com uma cabeçada para o chão, que quase enganou Cavalieri. O segundo com um potente chute cruzado.

 

"Está difícil. Estamos tendo dificuldade em ajeitar a marcação. Tomamos sufoco. Vamos ver se acertamos o posicionamento (no intervalo)", comentou Cavalieri.

 

Fred viu a superioridade do time serrano do banco de reservas, esperando a sua hora de entrar e contribuir como de hábito. Deve ter ficado ainda mais aflito quando viu Jorge Luiz emendar de bate-pronto um lançamento de Sérgio Gomes que o canhotinha Gerson assinaria embaixo, logo aos três minutos.

 

Foi a senha para Abel lançar mão de seu artilheiro, e ousou. Sacou o volante Edinho e mandou o time para frente. Os espaços surgiram e Adilson aproveitou. Ele, que já havia tentado lance semelhante no primeiro tempo, repôs a bola em jogo com um lançamento de uns 70 metros, que Ziquinha transformou num belo gol por cobertura, contra um Cavalieri atônito com o lance, aos 20 minutos. Na sequência o goleiro do Friburguense fez o que realmente dele se espera. Negou o gol a Fred duas vezes, com lindas defesas de agilidade.

 

Mas Adilson não pode se proteger quando Zé Vitor furou de forma canhestra e Marcos Júnior ficou livre para diminuir, aos 26 minutos. O gol assustou os visitantes, que se preocuparam mais em manter a surpreendente vantagem do que em manter o bom ritmo. Resultado, o empate veio.

 

Cobrança de escanteio e Anderson subiu de cabeça para igualar em 2 a 2, aos 39. Mas Rhayner, cujo jejum de gols completou aniversário de dois anos nesta quarta, foi expulso em seguida e sua equipe não teve forças para completar a vitória.

 

FICHA TÉCNICA:

 

FLUMINENSE 2 x 2 FRIBURGUENSE

 

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Anderson, Elivelton e Fabian Monzón; Edinho (Fred), Diguinho, Felipe e Wagner (Eduardo); Rhayner e Samuel (Marcos Junior). Técnico: Abel Braga.

 

FRIBURGUENSE - Adilson; Sérgio Gomes, Cadão, Diego Guerra e Flavinho; Zé Vitor, Lucas, Jorge Luiz e Ziquinha (Lohan); Rômulo (Vitor Hugo) e Marcelo (Elan). Técnico: Gerson Andreotti.

 

GOLS - Jorge Luiz, aos 3, Ziquinha, aos 20, Marcos Júnior, aos 26, e Anderson, aos 39 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS - Flavinho, Diego Guerra (Friburguense).

 

CARTÃO VERMELHO - Rhayner (Fluminense).

 

ÁRBITRO - Bruno de Araújo.

 

RENDA - R$ 22.290,00.

 

PÚBLICO - 1.523 pagantes (2.864 no total).

 

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;