Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ney Mineiro próximo de acerto para voltar ao São Bernardo


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/06/2011 | 00:00


Foram dois anos de São Bernardo, suficientes para que ele marcasse 23 gols e se tornasse o maior artilheiro da história aurinegra. Após um ano no Al Khor Sport Club, do Catar, Ney Mineiro admite retornar ao Tigre. Em entrevista exclusiva ao Diário - que na semana passada antecipou a possibilidade -, o atacante afirmou que sua volta "vai depender só de alguns detalhes."

O jogador ainda está no Oriente Médio, mas com o fim da temporada e do campeonato catariano, retorna ao Brasil na semana que vem. É justamente aí que pretende finalizar o acordo com o São Bernardo. "Vou aí para São Paulo ver isso. Pessoalmente é melhor. É o retorno de um bom filho à sua casa", brincou.

Ney Mineiro ainda tem contrato com o Al Khor por duas temporadas, mas deve rescindi-lo. "Tenho ótima vida aqui, só que o treinador que assumiu aqui é um francês que parece não gostar de brasileiros. Tem três aqui: eu, o Allan Bahia e o Caio. Ele disse não querer mais nenhum. Azar o dele. E olha que, apesar de o clube ser pequeno, ajudamos a não cair e fui artilheiro do time com sete gols", contou o jogador, que vai além: "Sinto falta também de atuar em time competitivo, essa é a verdade. Aqui já entramos no campeonato para não cair", disparou.

A possível volta ao Tigre coincide com a necessidade de recolocar a equipe na elite do futebol paulista em 2012, caminho que Ney Mineiro já percorreu com o clube. Por isso, ele considera ter sofrido com o rebaixamento deste ano. "Senti muito, porque ajudei o time a subir (em 2010). Estava sempre ligado daqui, na torcida."

O retorno de outro ídolo da torcida são-bernardense, o lateral-esquerdo Renato Peixe, animou o atacante, que admite problemas para receber passes no Catar. "Estou sentindo falta de receber bolas boas, de qualidade. Os gols marcados foram só na raça mesmo. Agora com o (Renato) Peixe aí, certeza de boas bolas", exaltou.

Aliás, será o reencontro do artilheiro com o segundo maior goleador da história do Tigre (Peixe tem 21). Segundo Ney Mineiro, sem briga por status. "Vai ser tranquilo, sem egoísmo", concluiu.

 

APRESENTAÇÕES

Enquanto isso, hoje, às 11h, o presidente Luiz Fernando Teixeira vai apresentar os zagueiros Mateus, ex-Cabofriense, e Márcio, ex-Botafogo-SP, além do volante Paulinho, ex-Pão de Açúcar. Além disso, não está descartado o anúncio de outros três reforços: lateral-direito, meia e atacante.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ney Mineiro próximo de acerto para voltar ao São Bernardo

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/06/2011 | 00:00


Foram dois anos de São Bernardo, suficientes para que ele marcasse 23 gols e se tornasse o maior artilheiro da história aurinegra. Após um ano no Al Khor Sport Club, do Catar, Ney Mineiro admite retornar ao Tigre. Em entrevista exclusiva ao Diário - que na semana passada antecipou a possibilidade -, o atacante afirmou que sua volta "vai depender só de alguns detalhes."

O jogador ainda está no Oriente Médio, mas com o fim da temporada e do campeonato catariano, retorna ao Brasil na semana que vem. É justamente aí que pretende finalizar o acordo com o São Bernardo. "Vou aí para São Paulo ver isso. Pessoalmente é melhor. É o retorno de um bom filho à sua casa", brincou.

Ney Mineiro ainda tem contrato com o Al Khor por duas temporadas, mas deve rescindi-lo. "Tenho ótima vida aqui, só que o treinador que assumiu aqui é um francês que parece não gostar de brasileiros. Tem três aqui: eu, o Allan Bahia e o Caio. Ele disse não querer mais nenhum. Azar o dele. E olha que, apesar de o clube ser pequeno, ajudamos a não cair e fui artilheiro do time com sete gols", contou o jogador, que vai além: "Sinto falta também de atuar em time competitivo, essa é a verdade. Aqui já entramos no campeonato para não cair", disparou.

A possível volta ao Tigre coincide com a necessidade de recolocar a equipe na elite do futebol paulista em 2012, caminho que Ney Mineiro já percorreu com o clube. Por isso, ele considera ter sofrido com o rebaixamento deste ano. "Senti muito, porque ajudei o time a subir (em 2010). Estava sempre ligado daqui, na torcida."

O retorno de outro ídolo da torcida são-bernardense, o lateral-esquerdo Renato Peixe, animou o atacante, que admite problemas para receber passes no Catar. "Estou sentindo falta de receber bolas boas, de qualidade. Os gols marcados foram só na raça mesmo. Agora com o (Renato) Peixe aí, certeza de boas bolas", exaltou.

Aliás, será o reencontro do artilheiro com o segundo maior goleador da história do Tigre (Peixe tem 21). Segundo Ney Mineiro, sem briga por status. "Vai ser tranquilo, sem egoísmo", concluiu.

 

APRESENTAÇÕES

Enquanto isso, hoje, às 11h, o presidente Luiz Fernando Teixeira vai apresentar os zagueiros Mateus, ex-Cabofriense, e Márcio, ex-Botafogo-SP, além do volante Paulinho, ex-Pão de Açúcar. Além disso, não está descartado o anúncio de outros três reforços: lateral-direito, meia e atacante.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;