Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Música com pitada de humor


Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

02/02/2011 | 07:00


O slogan é: manda quem pode, obedece quem tem ouvido. "Eles simplesmente tocam o que querem e não o que os ouvintes pedem", conta Simone Gutierrez. Depois do sucesso em "Hairspray", a atriz vive a bipolar locutora Rita Londres na comédia musical "AíPod", que estreia hoje, no Teatro Nair Bello, em São Paulo, para curta temporada.

Simone divide o palco com o ator Eduardo Berton, também diretor do espetáculo, que interpreta Paulinho Correia, sócio de Rita Londres na rádio. "Ele já é mais certinho, pré-disposto a atender os pedidos", analisa.

Essa diferença de personalidade gera relação conflituosa entre os colegas, mote de risadas na plateia. "Quem ouve percebe isso em alguns momentos", afirma Simone. E completa: "Eles tanto fazem o que bem entendem que os figurinos são roupões de banho".

As músicas da rádio ficam a cargo da banda AíPod, que executa trechos ao vivo, em formato acústico, de sucessos brasileiros e internacionais. São músicas que marcaram a vida desses dois locutores excêntricos.

O repertório é tão diverso que contempla de Tom Jobim a Beyoncé, passando por George Michael, Lady Gaga, Queen, Titãs e Barão Vermelho. "Se o ouvinte pede Madonna, tocamos Cindy Lauper", exemplifica a atriz.

Os vocais são assumidos pela própria dupla. Simone estuda música há cerca de dez anos enquanto Berton tem estrada mais longa, sendo arranjador e professor de canto. Todas as músicas da peça, inclusive, foram rearranjadas por ele.

Além da trilha peculiar, o público deve se divertir com as atrações bizarras e engraçadas da rádio. São os programas "Hit Parei!", "Fala Que Eu te Esmurro" e "As + + Idênticas". "É uma crítica bem-humorada. Brincamos, por exemplo, com as pessoas que gostam de axé, falando daquelas que não curtem".

E mesmo fazendo tudo da maneira deles, a rádio possui audiência. "Tem gente que ainda para para escutar. Talvez seja uma alusão ao "BBB" ("Big Brother Brasil", da TV Globo): todos odeiam, mas param para assistir ao programa", compara.

Dinamismo e interação com o espectador são constantes no espetáculo. Tudo porque a montagem inclui três telões, duas câmeras e um VJ/ DJ, responsáveis pelas projeções ao vivo e intervenções que Berton e Simone fazem durante a programação da rádio.

Os ouvintes ligam e aparecem a partir de web cam. Até eles ganham movimento com a dupla. Segundo Simome, o desafio maior é justamente transitar entre os dois planos (a rádio e a banda) de modo verossímil.

A banda Aípod fica completa com André Hã (VJ e DJ), César Benjoni (violão e bandolim), João Paulo Silvestre (bateria e percussão), Leandro Maciel (contrabaixo) e Luis Panini (guitarra e violão).

AíPod - Teatro. No Teatro Nair Bello (Shopping Frei Caneca, 3º andar) - Rua Frei Caneca, 569, São Paulo. Tel.: 3472-2414. Estreia hoje, às 21h. Ingressos: R$ 50. Temporada: quarta e quinta-feira, às 21h, até dia 24.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;